World Surf League volta a Mar del Plata com o Rip Curl Pro Argentina

Sofia Mulanovich (Foto: Kirfa Lens)

By João Carvalho

Publicidade

Um ano depois do melhor evento internacional de surfe realizado na Argentina, a World Surf League volta a Mar del Plata para promover a sexta edição do Rip Curl Pro Argentina. Na Semana Santa, de 27 de março a 1.o de abril, serão disputadas uma etapa do QS 1500 para os homens e uma do QS 1000 para as mulheres na Playa Grande de Mar del Plata.

A menos de um mês para o campeonato começar, a lista de inscritos para o segundo evento promovido pela WSL South America valendo pontos para o ranking sul-americano, já tem competidores do Brasil, Chile, Uruguai, Equador, México, Estados Unidos, Nova Zelândia, Itália, Peru e logicamente um grande número de surfistas da Argentina, que farão o possível para que o título fique em casa pela primeira vez, pois até agora todos foram vencidos por brasileiros

Serão duas estruturas montadas na Playa Grande, para que o evento aconteça nas melhores condições de ondas possíveis. O primeiro em Biologia, em frente ao Biologia Surf Club. O outro no Yacht com Quba como sede. Com isso, o Rip Curl Pro Argentina promete rolar em alto nível de surfe e com fortes emoções durante a Semana Santa em Mar del Plata.

Sofia Mulanovich (Foto: Kirfa Lens)

A rainha Sofia Mulanovich estreia na Argentina

A peruana Sofia Mulanovich, que em 2004 conquistou os títulos de campeã mundial da World Surf League e da ISA também, é uma das atrações do Rip Curl Pro Argentina esse ano. Será a primeira vez que uma campeã mundial da WSL estará competindo em Mar del Plata. A peruana tinha parado de competir, mas voltou agora para tentar representar o seu país nos Jogos Olímpicos de Tokyo 2020 e, para isso, precisa retomar o ritmo de competição.

“Eu creio que é um sonho para qualquer atleta participar das Olimpíadas, mas isso tem que ser feito passo a passo”, disse Sofia Mulanovich. “Primeiro, eu quero focar em cada campeonato, em cada onda, para me classificar para os Jogos Panamericanos (Lima 2019) e certamente vou dar o meu melhor para poder chegar a Tokyo”, concluiu a peruana, que foi indicada como nova embaixadora dos Jogos Panamericanos de 2019, que irá acontecer em Lima, no Peru.

Wiggolly Dantas (Foto: Ethan Smith – WSL)

Wiggolly Dantas também estará competindo na Argentina

Outro ex-integrante da elite do World Surf League Championship Tour que confirmou sua participação no Rip Curl Pro Argentina esse ano foi o brasileiro Wiggolly Dantas, de Ubatuba (SP). Ele não conseguiu se manter na divisão principal do Circuito Mundial em 2017 e este ano tentará recuperar sua vaga pelo WSL Qualifying Series.

Dantas é um atleta de nível internacional, dono de um backside estiloso e agressivo e o seu surfe se adapta com perfeição a todo tipo de ondas. Há mais de 8 anos, Wiggolly viaja ao redor do mundo para surfar e competir, tendo como característica uma grande concentração para superar as pressões por resultados nas situações mais difíceis das competições.

Organizado pela XXL Sports, o Rip Curl Pro Argentina é um dos principais eventos da perna sul-americana do WSL Qualifying Series. A edição de 2017 marcou o ponto mais alto da sua história, sendo disputado pela primeira vez nas ondas de classe internacional do Yacht, que forçou os surfistas a competirem em outro nível e o nome de Mar del Plata ganhou valorização no mundo pela qualidade das ondas da Playa Grande.  

O Rip Curl Pro Argentina será a segunda etapa promovida pela WSL South America esse ano e será transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

CAMPEÕES DO QS RIP CURL PRO ARGENTINA EM MAR DEL PLATA:

2017: Thiago Camarão (BRA-SP) e Dominic Barona (EQU)

2016: Flavio Nakagima (BRA-SP)

2015: Robson Santos (BRA-SP)

2014: Alex Ribeiro (BRA-SP)

2013: Jihad Khodr (BRA-PR)

———————————————————–

Texto e contato de mídia do evento:

Sebastián Chacón

surfpress.news@gmail.com

———————————————————–

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

———————————————————–

Versão do texto originalmente em espanhol:

João Carvalho – WSL South America Media Manager

(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–