Tubarão: Risco de ataque cancela etapa de Margaret River Pro

Margaret River. Foto WSL

Cancelado! Após reunião com os atletas na noite desta terça (manhã de quarta na Austrália), a WSL optou por encerrar os eventos masculino e feminino do Margaret River Pro. A decisão foi anunciada em um comunicado assinado pela CEO da entidade, Sophie Goldschmidt.

Publicidade

“Hoje a WSL tomou a difícil decisão de cancelar o restante do torneio do Margaret River Pro como resultado de circustâncias excepcionais acerca do evento desta temporada em relação a tubarões e a segurança de nossos atletas”, informa.

“Já houve incidentes com tubarões no passado e possivelmente haverá outros no futuro que não resultaram e não resultarão no cancelamento de um campeonato. Entretanto, as circunstâncias atuais são incomuns e preocupantes, e nós decidimos que o risco de ataques durante esta edição do Margaret River Pro ultrapassou o limite aceitável”, continua.

O encerramento prematuro do campeonato é muito negativo para os parceiros comerciais da WSL e para todos os investidores da região e demaisenvolvidos com a realização do campeonato, que já tem licença firmada para continuar no calendário da elite mundial por pelo menos mais um ano.

O comunicado, em geral, busca enfatizar que trata-se de um problema específico desta edição do evento. Carcaças de baleias na região provavelmente atraíram mais predadores do que o normal para a época.

Além disso, deixa em aberto a possibilidade de o evento ser encerrado posteriormente ainda nesta temporada, sem especificar em que condições isso aconteceria.

Por enquanto, os homens que disputariam baterias do round 3 terminam todos na 13ª posição; as mulheres que disputariam as quartas de final ficam todas com o 5º lugar.

Fonte hardcore.uol.com.br