Três brasileiros disputam o título do QS 6000 das Ilhas Açores no sábado

Yago Dora (BRA) .Acores16

By João Carvalho

O pernambucano Ian Gouveia ganhou o duelo verde-amarelo com o jovem paulista Samuel Pupo e vai enfrentar o catarinense Yago Dora na primeira bateria das quartas de final do QS 6000 Azores Airlines Pro, que será encerrado neste sábado em Portugal. Outro brasileiro que vai tentar o título nas Ilhas Açores é o atual campeão mundial Pro Junior da World Surf League, o carioca Lucas Silveira. Ele derrotou o argentino Santiago Muniz na bateria que fechou as oitavas de final e vai disputar a última vaga para as semifinais com o líder do ranking do WSL Qualifying Series, o italiano Leonardo Fioravanti, que eliminou o catarinense Willian Cardoso nas boas ondas de 3-4 pés da sexta-feira na Praia de Monte Verde, na Ilha de São Miguel.


Já apontado como um dos surfistas mais radicais da “perna europeia”, o jovem Yago Dora venceu o primeiro confronto do dia. Ele usou os aéreos para despachar por 14,27 a 13,56 pontos o norte-americano Patrick Gudauskas, que estava bem próximo de tirar a vaga do também catarinense Tomas Hermes no grupo dos dez surfistas que se classificam para a elite dos top-34 da World Surf League pelo ranking do Qualifying Series.

Publicidade

Na disputa seguinte, Ian Gouveia utilizou a força nas manobras de borda nas ondas da Praia de Monte Verde para aniquilar o ataque aéreo de Samuel Pupo. O irmão mais jovem do top da elite, Miguel Pupo, foi a grande surpresa entre os dezesseis finalistas do QS 6000 Azores Airlines Pro, mas a nota 7,83 da melhor onda de Ian Gouveia fez a diferença no resultado de 14,76 a 11,46 pontos. Os dois se conhecem bem, pois moram na Praia de Maresias, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo, assim como o campeão mundial Gabriel Medina.

“Eu quero chegar em outra final para vencer, pois lá em Pantin eu fiquei em quarto lugar”, disse Ian Gouveia, referindo-se ao outro QS 6000 da perna europeia, encerrado no fim de semana passado na Espanha. “Eu sei que não é fácil e essa bateria agora foi uma das mais difíceis que disputei aqui. Eu e o Samuel (Pupo) somos vizinhos e nós praticamente surfamos juntos todos os dias em Maresias. Eu sei o quanto ele é forte no jogo aéreo e o vento estava bom para os aéreos, principalmente as direitas. Então, eu tive que fazer a minha própria tática de manobrar forte e felizmente funcionou”.

Ian Gouveia (Foto: Laurent Masurel - WSL)
Ian Gouveia (Foto: Laurent Masurel – WSL)

Mais três surfistas da América do Sul competiram nas oitavas de final disputadas na sexta-feira em Portugal. O experiente catarinense Willian Cardoso não teve o que fazer contra o líder do ranking, pois não entraram boas ondas para ele mostrar a potência do seu surfe na Praia de Monte Verde. O italiano Leonardo Fioravanti teve mais sorte de começar com uma onda boa que valeu nota 7,0 e venceu por 12,00 a 5,50 pontos.

Na disputa seguinte, o carioca Lucas Silveira conseguiu duas notas na casa dos 6 pontos para ganhar o duelo sul-americano com Santiago Muniz. O argentino, irmão mais jovem do top da elite, Alejo Muniz, tirou a maior nota da bateria, mas acabou somando um 4,87 com o 7,33 da sua melhor onda, sendo eliminado por 3 décimos no placar encerrado em 12,50 a 12,20 pontos. Santiago Muniz, Willian Cardoso e Samuel Pupo, terminaram empatados em nono lugar no QS 6000 Azores Airlines Pro, com cada um recebendo 2.500 dólares de prêmio e marcando 1.550 pontos no ranking do WSL Qualifying Series.

QS 1500 FEMININO – Na sexta-feira, as meninas também voltaram a competir e disputaram duas fases completas para também definir as classificadas para as quartas de final do QS 1500 Azores Airlines Pro. As três últimas esperanças para um título sul-americano em Portugal, foram eliminadas na primeira rodada feminina do dia.

Josefina Ane (Foto: Laurent Masurel - WSL)
Josefina Ane (Foto: Laurent Masurel – WSL)

A chilena Lorena Fica foi barrada na primeira bateria das meninas na sexta-feira, pela francesa Pauline Ado e pela havaiana Brisa Hennessy, que vão se enfrentar na primeira quarta de final. As outras duas perderam juntas na bateria que fechou a segunda fase. A veterana australiana Claire Bevilacqua, que já venceu duas provas da “perna europeia”, superou a argentina Josefina Ane e a peruana Melanie Giunta no confronto vencido pela havaiana Mahina Maeda.

As duas que tiraram a América do Sul da briga pelo título em Portugal, vão disputar a última vaga para as semifinais do QS 1500 das Ilhas Açores. As outras classificadas para as quartas de final foram a francesa Pauline Ado e a portuguesa Camilla Kemp, que formaram a segunda bateria. E a terceira será entre a também francesa Justine Dupont e a costa-ricense Leilani McGonagle.

A etapa masculina do QS 6000 e a feminina do QS 1500 do Azores Airlines Pro, serão encerradas neste sábado nas Ilhas Açores, com a primeira chamada do dia marcada para as 8h30 em Portugal, 5h30 pelo fuso horário de Brasília, com transmissão ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Samsung Galaxy Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

QUARTAS DE FINAL DO QS 6000 AZORES AIRLINES PRO – 5.o lugar com 2.650 pontos e US$ 3.000:

1.a: Ian Gouveia (BRA) x Yago Dora (BRA)

2.a: Mitch Coleborn (AUS) x Michael February (AFR)

3.a: Ezekiel Lau (HAV) x Maxime Huscenot (FRA)

7.a: Leonardo Fioravanti (ITA) x Lucas Silveira (BRA)

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 1.550 pontos e US$ 2.500 de prêmio:

1.a: Yago Dora (BRA) 14.27 x 13.56 Patrick Gudauskas (EUA)

2.a: Ian Gouveia (BRA) 14.76 x 11.46 Samuel Pupo (BRA)

3.a: Michael February (AFR) 13.94 x 10.10 Jacob Willcox (AUS)

4.a: Mitch Coleborn (AUS) 13.37 x 9.23 Mitch Crews (AUS)

5.a: Ezekiel Lau (HAV) 9.90 x 8.46 Marc Lacomare (FRA)

6.a: Maxime Huscenot (FRA) 14.03 x 12.60 Ramzi Boukhiam (MAR)

7.a: Leonardo Fioravanti (ITA) 12.00 x 5.50 Willian Cardoso (BRA)

8.a: Lucas Silveira (BRA) 12.50 x 12.20 Santiago Muniz (ARG)

QUARTAS DE FINAL DO QS 1500 AZORES AIRLINES PRO EM PORTUGAL:

1.a: Tessa Thyssen (BLM) x Brisa Hennessy (HAV)

2.a: Pauline Ado (FRA) x Camilla Kemp (PRT)

3.a: Justine Dupont (FRA) x Leilani McGonagle (CRI)

4.a: Claire Bevilacqua (AUS) x Mahina Maeda (HAV)

RESULTADOS DAS SUL-AMERICANAS NO QS 1500 AZORES AIRLINES PRO EM PORTUGAL:

SEGUNDA FASE – 3.a=17.o lugar com 300 pontos e 4.a=25.o lugar com 280 pontos:

————– resultados da sexta-feira:

1.a: 1-Pauline Ado (FRA), 2-Brisa Hennessy (HAV), 3-Lorena Fica (CHL), 4-Tania Oliveira (PRT)

8.a: 1-Mahina Maeda (HAV), 2-Claire Bevilacqua (AUS), 3-Josefina Ane (ARG), 4-Melanie Giunta (PER)

PRIMEIRA FASE – 3.a=33.o lugar com 180 pontos e 4.a=41.o lugar com 170 pontos:

————– resultados da terça-feira:

2.a: 1-Summer Macedo (HAV), 2-Lorena Fica (CHL), 3-Trinidad Segura (CHL), 4-Anne Cecile Le Tallec (FRA)

5.a: 1-Ariane Ochoa (ESP), 2-Ainara Aymat (ESP), 3-Lucia Cosoleto (ARG)

7.a: 1-Vahine Fierro (TAH), 2-Claire Bevilacqua (AUS), 3-Karol Ribeiro (BRA), 4-Sophie Callister (AUS)

8.a: 1-Josefina Ane (ARG), 2-Tanika Hoffman (AFR), 3-Evelyn Gontier (ARG)