Toledo eliminado pelo francês Joan Duru no round três

Filipe Toledo foi eliminado pelo francês Joan Duru em sua bateria na terceira rodada do MEO Rip Curl Pro, na manhã desta quinta (18). Com isso, Gabriel Medina, que havia vencido o convidado australiano Ryan Callinan na bateria anterior, pode chegar ao seu segundo título mundial já em Portugal. Para isso, ele precisa que o também australiano Julian Wilson, do outro lado da chave, não chegue à semifinal, e então vencer a etapa.

Filipe teve a primeira onda pontuável da bateria, mas, depois de fazer uma manobra de passagem, desistiu de emendar uma junção cabulosa.

Publicidade

Joan apostou nos tubos durante todo o duelo. Morreu dentro do primeiro, um muito longo para a esquerda. No segundo, para a direita, fez a primeira nota boa da bateria. Com uma série de manobras avaliada em 3,5 pelos juízes, chegou aos 10 pontos na soma e deixou Filipe precisando de um 8.

O surfista de Ubatuba primeiro pegou um tubo um pouco menor e mais curto para a direita, saiu em um cutback e arriscou um reverse depois, que não completou. 5,43. Depois, em outra direita, ficou na boca do boca, mas emendou uma série de rasgadas com muita velocidade e variando o ângulo do ataque em cada uma, até fechar a junção. 6,67 e melhor nota da bateria.

Joan precisava de 5,61 para avançar. Filipe perdeu um bom tempo tomando bombas na cabeça até chegar de novo ao outside. A um minuto do fim, Joan faz sua última aposta, uma direita pequena que entra mas que abre um buraco ao tocar a bancada. O francês se coloca no tubo, sai, cutback, rasgada e acerta pela primeira vez na bateria uma manobra na junção. Na areia, ouve a nota 6 dos juízes. Filipe ficou 12,10 e Joan, com 12,50.

À parte o prejuízo na corrida do brasileiro pelo título mundial, a vitória do francês esquenta ainda mais a briga na metade de baixo do ranking. Na 33ª posição, ele deve subir no ranking antes da última etapa.

Fonte hardcore.com.br