Tatiana Weston-Webb se destaca na África do Sul

Tatiana Weston-Webb (BRA) advances to Round 3 of the 2018 Corona Open J-Bay after winning Heat 5 of Round 1 at Supertubes, Jeffreys Bay, South Africa.
Tatiana Weston-Webb (@WSL / Pierre Tostee)
By João Carvalho

A gaúcha fez o maior placar no primeiro dia do Corona Open J-Bay, mas a cearense Silvana Lima se contundiu na rodada inicial e nem disputou a repescagem contra Malia Manuel

A África do Sul voltou a sediar uma etapa feminina do World Surf League Championship Tour depois de 18 anos e as meninas deram um show nas ondas perfeitas de 4-6 pés da sexta-feira em Jeffreys Bay. A gaúcha Tatiana Weston-Webb estreou fazendo o maior placar do Corona Open J-Bay – 16,37 pontos de 20 possíveis – e vai disputar classificação para as quartas de final no sábado. Já a cearense Silvana Lima se contundiu em sua primeira participação e nem disputou a repescagem que fechou o primeiro dia de competição feminina na África do Sul.

Silvana Lima (@WSL / Kelly Cestari)
Publicidade

A bateria dela foi a segunda a entrar no mar na sexta-feira e sem a cabeça de chave Tyler Wright. Devido a uma forte gripe, a bicampeã mundial preferiu não competir e foi substituída pela sul-africana Nicole Pallet, que terminou em último lugar. Silvana Lima começou bem com nota 7,0, mas machucou o joelho numa queda no final dessa onda. Ela continuou surfando e até pegou outra onda boa que valeu 6,83, mas a australiana Bronte Macaulay somou 7,93 com 7,50 para vencer por 15,43 a 13,83 pontos.

Depois da bateria, Silvana foi atendida pelo corpo médico da World Surf League e aconselhada a não competir de novo para não agravar a contusão no joelho. Ela estava escalada na primeira bateria da repescagem com Malia Manuel e a havaiana avançou então para a rodada classificatória para as quartas de final sem nem precisar entrar na água. Com isso, Tatiana Weston-Webb é a única brasileira na sequência da competição nas direitas de Jeffreys Bay.

Tatiana Weston-Webb (@WSL / Pierre Tostee)

A gaúcha começou muito bem no Corona Open J-Bay e precisava ser assim para vencer a bateria encerrada por uma pequena diferença nos dois maiores placares do campeonato. Tatiana largou na frente mostrando uma precisão incrível na execução das manobras, acertando todas nas primeiras ondas que surfou. A primeira valeu nota 7,5, a segunda foi 8,50 e a seguinte 7,87, para atingir 16,37 pontos. A norte-americana Courtney Conlogue quase consegue a virada no final. Ela tinha uma nota 7,5 e na última onda ganhou 8,77 para totalizar 16,27 pontos, com a australiana Keely Andrew ficando em terceiro com 14,40.

JEEP LEADERBOARD – No Corona Open J-Bay, Tatiana Weston-Webb tem chances de assumir a liderança do ranking na África do Sul, mas só se vencer o campeonato. Além disso, as duas surfistas que estão à sua frente não podem passar da terceira fase. A número 1 do Jeep Leaderboard, Lakey Peterson, tropeçou na estreia perdendo para a sul-africana Bianca Buitendag. No entanto, se recuperou bem na repescagem surfando uma onda nota 9,00 para despachar a outra representante da África do Sul, Nicole Pallet, por 13,47 a 4,93.

Stephanie Gilmore (@WSL / Kelly Cestari)

Já a vice-líder Stephanie Gilmore passou direto para a terceira fase como Tatiana Weston-Webb, ganhando por 14,24 pontos o confronto australiano da primeira fase com Nikki Van Dijk e Macy Callaghan. A disputa pela lycra amarela entre Steph e Lakey é fase a fase na África do Sul. Das três concorrentes a primeira posição na corrida pelo título mundial da temporada, a primeira a competir no sábado será a líder, Lakey Peterson.

TERCEIRA FASE – A norte-americana vai disputar a segunda batalha por vagas nas quartas de final com duas havaianas, Malia Manuel e Coco Ho. Stephanie Gilmore entra na segunda bateria com a também australiana Nikki Van Dijk e a norte-americana Sage Erickson. E a brasileira Tatiana Weston-Webb vai fechar a terceira fase enfrentando a talentosa norte-americana Caroline Marks e a australiana Bronte Macaulay.

Acompanhem a transmissão ao vivo do Corona Open J-Bay pelo Facebook Live da World Surf League acessando também pelo www.worldsurfleague.com e a primeira chamada para a terceira fase feminina será as 7h30 do sábado na África do Sul, 2h30 da madrugada no fuso horário de Brasília.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

TERCEIRA FASE – 1.a e 2.a=Quartas de Final e 3.a=9.o lugar com 3.085 pontos e US$ 11.500:

1.a: Johanne Defay (FRA), Carissa Moore (HAV), Bianca Buitendag (AFR)

2.a: Lakey Peterson (EUA), Malia Manuel (HAV), Coco Ho (HAV)

3.a: Stephanie Gilmore (AUS), Nikki Van Dijk (AUS), Sage Erickson (EUA)

4.a: Tatiana Weston-Webb (BRA), Caroline Marks (EUA), Bronte Macaulay (AUS)

SEGUNDA FASE – Derrota=13.o lugar com 1.390 pontos e US$ 10.000:

1.a: Malia Manuel (HAV) x contundida Silvana Lima (BRA)

2.a: Coco Ho (HAV) 15.50 x 14.10 Sally Fitzgibbons (AUS)

3.a: Lakey Peterson (EUA) 13.47 x 4.93 Nicole Pallet (AFR)

4.a: Johanne Defay (FRA) 14.67 x 12.26 Macy Callaghan (AUS)

5.a: Carissa Moore (HAV) 13.47 x 8.26 Courtney Conlogue (EUA)

6.a: Nikki Van Dijk (AUS) 11.00 x 10.33 Keely Andrew (AUS)

PRIMEIRA FASE – Vitória=Terceira Fase e 2.a e 3.a=Segunda Fase:

1.a: 1-Sage Erickson (EUA)=13.03, 2-Johanne Defay (FRA)=11.90, 3-Sally Fitzgibbons (AUS)=9.70

2.a: 1-Bronte Macaulay (AUS)=15.43, 2-Silvana Lima (BRA)=13.83, 3-Nicole Pallet (AFR)=4.37

3.a: 1-Bianca Buitendag (AFR)=15.04, 2-Malia Manuel (HAV)=13.50, 3-Lakey Peterson (EUA)=10.93

4.a: 1-Stephanie Gilmore (AUS)=14.24, 2-Nikki Van Dijk (AUS)=13.67, 3-Macy Callaghan (AUS)=8.90

5.a: 1-Tatiana Weston-Webb (BRA)=16.37, 2-Courtney Conlogue (EUA)=16.27, 3-Keely Andrew (AUS)=14.40

6.a: 1-Caroline Marks (EUA)=14.77, 2-Carissa Moore (HAV)=11.90, 3-Coco Ho (HAV)=7.43