Tatiana Weston-Webb na briga pelo título

Defending event champion Tatiana Weston-Webb of Hawaii advanced to the semifinals of the VANS US Open of Surfing after defeating former event winner Johanne Defay of France in Quarterfinal Heat 1 in 4 - 5 foot conditions at Huntington Beach, California, USA.

Tatiana Weston-Webb segue defendendo o título no US Open. Foto: Sean Rowland/WSL

Entre as duas baterias restantes da segunda fase do QS 10000 e as oito primeiras da terceira que rolaram à tarde, foram disputadas as quartas de final da etapa do World Surf League Women´s Championship Tour, com algumas surpresas.

Publicidade

As líderes do ranking perderam e a americana Courtney Conlogue agora tem a chance de tirar a lycra amarela do Jeep WSL Leader de Tyler Wright na Califórnia. No entanto, só consegue superar a australiana e a vice-líder, Sally Fitzgibbons, se for a campeã do Vans US Open of Surfing. Se ficar em segundo lugar na final, permanecerá em terceiro no ranking.

 

A número 1 foi a primeira a cair. A havaiana Coco Ho começou bem, manobrando forte numa boa onda para largar na frente com nota 7,83. Tyler Wright assumiu a ponta com notas 5,33 e 7,17 em duas ondas seguidas, mas Coco confirmou a vitória com o 5,03 que recebeu em sua última onda. O placar ficou em 12,86 a 12,50 pontos para a havaiana, que no momento está fora do grupo das dez primeiras do CT, que são mantidas na elite das top-17 para o ano que vem. Ela entra no G-10 se chegar na final do Vans US Open, então terá que vencer o duelo havaiano com a campeã em Huntington Beach no ano passado, Tatiana Weston-Webb.
Women's VANS US Open of Surfing

A americana Courtney Conlogue é a favorita do US Open. Foto: Sean Rowland/WSL

A outra semifinal será norte-americana, entre Courtney Conlogue e Sage Erickson, que decidiram o título do QS 6000 de Oceanside no domingo passado. Sage disputou uma bateria fraca de ondas com a australiana Sally Fitzgibbons, mas começou bem com nota 6,67 que foi decisiva para a vitória sobre a vice-líder da corrida pelo título mundial. A australiana não conseguiu ondas com potencial para superar essa vantagem inicial e foi derrotada por 10,74 a 9,10 pontos. Courtney foi melhor na última bateria, totalizando 14,87 pontos contra a francesa Pauline Ado e agora tem a chance de assumir a liderança do ranking para a reta final da temporada 2017 do World Surf League Championship Tour.

Women's VANS US Open of SurfingSage Erickson durante o US Open, em Huntington Beach, California, USA.Foto: Sean Rowland/WSL

Mesmo que Courtney Conlogue consiga sua terceira vitória nas seis etapas completadas na Califórnia, a disputa continuará acirrada, quase fase a fase entre a americana e as australianas Tyler Wright e Sally Fitzgibbons. A hexacampeã Stephanie Gilmore está na briga, porém um pouco mais distante com a eliminação em último lugar no Vans US Open of Surfing. Restam quatro etapas para definir a campeã mundial de 2017 e a próxima batalha também será na Califórnia, no Swatch Trestles Women´s Pro em San Clemente, de 6 a 17 de setembro.

Fonte surfar.com.br