Silvana Lima fica em nono lugar na abertura do CT 2018

Silvana Lima of Brazil advanced into Round 3 after winning Heat 6 of Round 2 at the Roxy Pro, Gold Coast, 2018.

By João Carvalho

A cearense Silvana Lima ganhou sua primeira bateria no World Surf League Championship Tour 2018, mas depois foi barrada na terceira fase e terminou em nono lugar no Roxy Pro Gold Coast na Austrália. Na segunda-feira, apenas as meninas competiram nas ondas de 2-3 pés em Snapper Rocks. Foram realizadas três rodadas completas que já definiram as primeiras semifinais do ano e com surpresas, sem as principais favoritas ao título. A disputa pela primeira vaga na final será entre a havaiana Malia Manuel e a norte-americana Lakey Peterson e na outra bateria são duas australianas, Sally Fitzgibbons e Keely Andrew.

Silvana Lima (Foto: Ed Sloane – WSL)

A segunda-feira começou com a repescagem feminina e a masculina até estava programada para acontecer depois, porém a comissão técnica decidiu liberar os homens e adiantar a competição das meninas. Silvana Lima disputou a sexta bateria do dia e conquistou a última vaga para a terceira fase, batendo a australiana Bronte Macaulay por 12,76 a 11,27 pontos. A cearense achou alguns tubos rápidos nas direitas de Snapper Rocks e manobrou forte para conseguir notas 6,83 e 5,93 que garantiram sua primeira vitória em baterias do CT 2018.

Publicidade

Na batalha por duas vagas para as quartas de final na terceira fase, Silvana chegou a tirar a maior nota da bateria – 7,93 – contra a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore e a adolescente americana Caroline Marks. No entanto, a brasileira não achou outra onda boa para surfar e ficou em último com 12,76 pontos. A jovem Caroline Marks surpreendeu as surfistas mais experientes da elite mundial e venceu a bateria por 14,17, contra 13,40 pontos da australiana, que passou em segundo lugar para as quartas de final.

Lakey Peterson (Foto: Ed Sloane – WSL)

Como não existe mais repescagem nessa fase, Silvana Lima começa a temporada 2018 ocupando o nono lugar no primeiro ranking do World Surf League Championship Tour. As surpresas continuaram, com as principais favoritas sendo eliminadas da disputa do título em Snapper Rocks. A bicampeã mundial Tyler Wright perdeu para a norte-americana Lakey Peterson na abertura das quartas de final por 15,23 a 12,67 pontos. A australiana vai ter que entregar sua lycra amarela de número 1 do ranking para quem vencer o Roxy Pro Gold Coast.

Na segunda quarta de final, a tricampeã mundial Carissa Moore também foi batida no duelo havaiano com Malia Manuel por 15,83 a 12,60. No confronto seguinte, a experiente Sally Fitzgibbons espantou a “zebra”, batendo a mais nova integrante da elite na história do CT, Caroline Marks, de apenas 15 anos de idade, com um dos maiores placares do dia, 16,57 a 13,77. Já a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore, também foi barrada no confronto australiano que fechou a segunda-feira, vencido por Keely Andrew por 11,87 a 10,83 pontos.

Malia Manuel (Foto: Ed Sloane – WSL)

Com estes resultados, a primeira vaga na grande final será disputada por Malia Manuel e Lakey Peterson e Sally Fitzgibbons enfrenta Keely Andrew na outra semifinal. As quatro vão encabeçar o primeiro ranking do World Surf League Championship Tour 2018, com as campeãs mundiais Stephanie Gilmore, Carissa Moore e Tyler Wright, dividindo a quinta posição com a estreante Caroline Marks.

MUDANÇAS NO MASCULINO – Os surfistas que perderam na primeira fase do Quiksilver Pro Gold Coast, também estiveram em Snapper Rocks para competir na segunda-feira. O cronograma inicial indicava que a repescagem masculina seria iniciada após a feminina, mas as condições do mar não estavam tão boas e a comissão técnica decidiu aumentar o tempo das baterias das meninas e liberar os homens para voltarem na terça-feira. A novidade para eles foi a mudança de alguns confrontos da repescagem.

Sally Fitzgibbons ((Foto: Kelly Cestari – WSL)

O onze vezes campeão mundial, Kelly Slater, cancelou sua participação no Quiksilver Pro Gold Coast para se recuperar melhor de uma contusão e será substituído pelo sul-africano Michael February. Com isso, alguns duelos foram atualizados por causa das posições no ranking e mais um confronto brasileiro acabou formado na quarta bateria, entre o campeão mundial Adriano de Souza e o pernambucano Ian Gouveia. Apenas Gabriel Medina continuou com o mesmo adversário, o italiano Leonardo Fioravanti, na segunda bateria.

O cearense Michael Rodrigues estava na quinta com o australiano Joel Parkinson e foi para a sexta, do havaiano Sebastian Zietz. Na oitava, acontece outro confronto verde-amarelo, entre o paulista Caio Ibelli e o catarinense Willian Cardoso. Mais dois catarinenses que estão estreando no CT competem nos duelos seguintes. Yago Dora enfrenta o americano Conner Coffin na décima bateria e Tomas Hermes entra na 11.a com o francês Joan Duru. E o paulista Jessé Mendes disputa a última vaga para a terceira fase com o australiano Wade Carmichael.

O prazo do Quiksilver & Roxy Pro Gold Coast vai até o dia 22 em Snapper Rocks, com a etapa de abertura do World Surf League Championship Tour 2018 sendo transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo Facebook Live da WSL.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

SEMIFINAIS DO ROXY PRO GOLD COAST:

1.a: Lakey Peterson (EUA) x Malia Manuel (HAV)

2.a: Sally Fitzgibbons (AUS) x Keely Andrew (AUS)

QUARTAS DE FINAL – Derrota=5.o lugar no evento:

1.a: Lakey Peterson (EUA) 15.23 x 12.67 Tyler Wright (AUS)

2.a: Malia Manuel (HAV) 15.83 x 12.60 Carissa Moore (HAV)

3.a: Sally Fitzgibbons (AUS) 16.57 x 13.77 Caroline Marks (EUA)

4.a: Keely Andrew (AUS) 11.87 x 10.83 Stephanie Gilmore (AUS)

TERCEIRA FASE – 1.a e 2.a=Quartas de Final e 3.a=9.o lugar no evento:

1.a: 1-Lakey Peterson (EUA)=16.26, 2-Carissa Moore (HAV)=14.76, 3-Macy Callaghan (AUS)=8.64

2.a: 1-Malia Manuel (HAV)=13.96, 2-Tyler Wright (AUS)=13.04, 3-Coco Ho (HAV)=11.86

3.a: 1-Caroline Marks (EUA)=14.17, 2-Stephanie Gilmore (AUS)=13.40, 3-Silvana Lima (BRA)=12.76

4.a: 1-Keely Andrew (AUS)=14.97, 2-Sally Fitzgibbons (AUS)=14.16, 3-Johanne Defay (FRA)=13.53

SEGUNDA FASE – Vitória=Terceira Fase e Derrota=13.o lugar no evento:

1.a: Malia Manuel (HAV) 12.06 x 8.10 Tatiana Weston-Webb (HAV)

2.a: Caroline Marks (EUA) 12.33 x 11.16 Sage Erickson (EUA)

3.a: Stephanie Gilmore (AUS) 15.17 x 10.40 Bianca Buitendag (AFR)

4.a: Lakey Peterson (EUA) 14.17 x 8.80 Paige Hareb (NZL)

5.a: Keely Andrew (AUS) 15.33 x 9.50 Nikki Van Dijk (AUS)

6.a: Silvana Lima (BRA) 12.76 x 11.27 Bronte Macaulay (AUS)

SEGUNDA FASE MASCULINA – Vitória=Terceira Fase e Derrota=25.o lugar no evento:

1.a: John John Florence (HAV) x Mikey Wright (AUS)

2.a: Gabriel Medina (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA)

3.a: Matt Wilkinson (AUS) x Michael February (AFR)

4.a: Adriano de Souza (BRA) x Ian Gouveia (BRA)

5.a: Joel Parkinson (AUS) x Patrick Gudauskas (EUA)

6.a: Sebastian Zietz (HAV) x Michael Rodrigues (BRA)

7.a: Frederico Morais (PRT) x Ezekiel Lau (HAV)

8.a: Kanoa Igarashi (EUA) x Keanu Asing (HAV)

9.a: Caio Ibelli (BRA) x Willian Cardoso (BRA)

10: Conner Coffin (EUA) x Yago Dora (BRA)

11: Joan Duru (FRA) x Tomas Hermes (BRA)

12: Jessé Mendes (BRA) x Wade Carmichael (AUS)