Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb avançam em Keramas

Silvana Lima (BRA) advances directly to Round 3 of the Women's 2018 Corona Bali Protected after winning Heat 5 of Round 1 at Keramas, Bali, Indonesia.
Silvana Lima (Foto: @WSL / Kelly Cestari)

Silvana Lima estreia batendo todos os recordes no CT de Bali

By João Carvalho 

A cearense Silvana Lima se destacou na estreia das meninas no quarto dia do Corona Bali Protected na Indonésia. A brasileira bateu todos os recordes da quinta etapa do World Surf League Championship Tour nas direitas de Keramas, surfando um tubaço numa onda que valeu 9,13 e manobrando forte em outra para totalizar 17,73 pontos de 20 possíveis. A gaúcha Tatiana Weston-Webb perdeu sua primeira bateria, mas passou pela repescagem e as duas brasileiras vão disputar classificação para as quartas de final no CT de Bali.

Tatiana defende a terceira posição no Jeep Leaderboard e foi escalada na primeira batalha por duas vagas, com a bicampeã mundial Tyler Wright e a havaiana Coco Ho. Silvana entra na segunda com a hexacampeã e líder do ranking com vitórias nas duas últimas etapas, Stephanie Gilmore, e a também australiana Keely Andrew. Nesta terceira fase, as duas primeiras colocadas avançam para as quartas de final e a terceira fica em nono lugar no Corona Bali Protected, com 3.085 pontos no ranking.

Silvana Lima (Foto: @WSL / Kelly Cestari)
Publicidade

A quarta-feira amanheceu com ondas menores, de 3-5 pés, mas com ótima formação para as meninas darem um show nas direitas de Keramas. Silvana Lima estreou na quinta bateria do dia contra duas adversárias difíceis de vencer. Mas, escolheu bem suas ondas e pegou uma que rodou um tubo perfeito, a baixinha ficou entocada lá dentro, saiu e ainda fez duas grandes manobras até atacar a junção para finalizar a melhor apresentação do Corona Bali Protected.

“Eu amo Bali e estou muito feliz por estar aqui”, disse Silvana Lima. “Eu estava relaxando ainda quando soube que faltavam 3 minutos para a quinta bateria, que era a minha, e eu achava que estava na sexta. Mas, felizmente consegui chegar lá rapidamente para pegar boas ondas e ganhar a bateria. Essas ondas são incríveis e espero surfar algumas mais perfeitas ainda na minha próxima bateria”.

A hexacampeã mundial Stephanie Gilmore já tinha surfado um tubaço que valeu nota 9,0, mas Silvana ainda fez dois longos cutbacks para ganhar 9,13 dos juízes. A cearense ainda achou outra boa onda para fazer uma série de batidas e rasgadas muito fortes, com uma velocidade incrível, para somar 8,60 no placar de 17,73 pontos. A tricampeã mundial Carissa Moore ficou em segundo lugar com 13,94 e a californiana Courtney Conlogue em último com 11,17.

Enquanto Silvana passou direto para a rodada classificatória para as quartas de final, a gaúcha Tatiana Weston-Webb teve que buscar sua vaga na repescagem. Ela competiu no segundo confronto da quarta-feira, quando a jovem americana Caroline Marks, 16 anos, fez as marcas a serem batidas no Corona Bali Protected, nota 8,33 com um ataque vertical de backside nas direitas de Keramas e 16,00 pontos. Silvana Lima foi a única a superar esse placar.

Tatiana Weston-Webb (Foto: @WSL / Kelly Cestari)

Tatiana também mostrou a força do seu backside na sua segunda e última chance de classificação para a terceira fase. Ela voltou ao mar para disputar a penúltima bateria do dia e achou boas ondas para vencer por 12,00 a 9,00 pontos a norte-americana Courtney Conlogue, que está voltando de uma contusão que a tirou das quatro primeiras etapas da temporada.

Além de Tatiana, também se recuperaram das derrotas na primeira fase a bicampeã mundial Tyler Wright, a tricampeã Carissa Moore, a vice-líder do ranking deste ano, Lakey Peterson, Sally Fitzgibbons e Sage Erickson, que conquistou a primeira vaga da repescagem, que fechou a quarta-feira na Indonésia. Na quinta-feira, a primeira chamada do dia, às 6h30 horas em Bali, 19h30 da quarta-feira no Brasil, é para a terceira fase das duas categorias.

CARIOCA PORTUGUESA – Uma terceira brasileira também competiu no Corona Bali Protected, a carioca Carol Henrique, que passou a defender Portugal no Circuito Mundial depois que mudou para lá. Ela seguiu os passos do seu irmão, Pedro Henrique, primeiro campeão mundial Pro Junior do Brasil no ano 2000 e que já fez parte da elite mundial, antes de mudar de nacionalidade. Carol foi campeã europeia em 2017 e entrou no evento vencendo a triagem.

Carol Henrique (Foto: @WSL / Kelly Cestari)

Por não ser da elite das top-17, acabou enfrentando as melhores surfistas da temporada. Sua primeira bateria foi logo contra a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore, com sua lycra amarela do Jeep Leaderboard. E na repescagem foi eliminada pela vice-líder, Lakey Peterson, única surfista que briga pelo primeiro lugar no ranking com a australiana nesta etapa.

O Corona Bali Protected está sendo transmitido ao vivo da Indonésia pelo www.worldsurfleague.com em inglês, espanhol e português com Klaus Kaiser, o juiz Icaro Cavalheiro e um comentarista especial, Neco Padaratz, que por muitos anos defendeu o Brasil na elite do World Surf League Championship Tour e tem dois títulos do WSL Qualifying Series.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager

(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

PRIMEIRA FASE DO CORONA BALI PROTECTED – 1.a=Terceira Fase / 2.a e 3.a=Segunda Fase:

1.a: 1-Coco Ho (HAV)=14.00, 2-Johanne Defay (FRA)=7.10, 3-Tyler Wright (AUS)=6.74

2.a: 1-Caroline Marks (EUA)=16.00, 2-Tatiana Weston-Webb (BRA)=12.90, 3-Bronte Macaulay (AUS)=11.76

3.a: 1-Stephanie Gilmore (AUS)=13.50, 2-Sage Erickson (EUA)=8.46, 3-Carol Henrique (PRT)=7.06

4.a: 1-Keely Andrew (AUS)=12.17, 2-Paige Hareb (NZL)=8.60, 3-Lakey Peterson (EUA)=8.57

5.a: 1-Silvana Lima (BRA)=17.73, 2-Carissa Moore (HAV)=13.94, 3-Courtney Conlogue (EUA)=11.17

6.a: 1-Malia Manuel (HAV)=15.00, 2-Sally Fitzgibbons (AUS)=14.97, 3-Nikki Van Dijk (AUS)=13.90

SEGUNDA FASE – Vitória=Terceira Fase e Derrota=13.o lugar com 1.390 pontos e US$ 10.000:

1.a: Sage Erickson (EUA) 14.20 x 8.37 Nikki Van Dijk (AUS)

2.a: Tyler Wright (AUS) 15.34 x 12.56 Bronte Macaulay (AUS)

3.a: Lakey Peterson (EUA) 14.40 x 7.77 Carol Henrique (PRT)

4.a: Carissa Moore (HAV) 12.83 x 10.67 Paige Hareb (NZL)

5.a: Tatiana Weston-Webb (BRA) 12.00 x 9.00 Courtney Conlogue (EUA)

6.a: Sally Fitzgibbons (AUS) 13.33 x 12.24 Johanne Defay (FRA)

TERCEIRA FASE – 1.a e 2.a=Quartas de Final e 3.a=9.o lugar com 3.085 pontos e US$ 11.500:

1.a: Tatiana Weston-Webb (BRA), Tyler Wright (AUS), Coco Ho (HAV)

2.a: Stephanie Gilmore (AUS), Silvana Lima (BRA), Keely Andrew (AUS)

3.a: Lakey Peterson (EUA), Caroline Marks (EUA), Sage Erickson (EUA)

4.a: Carissa Moore (HAV), Sally Fitzgibbons (AUS), Malia Manuel (HAV)

TERCEIRA FASE MASCULINA – Derrota=13.o lugar com 1.665 pontos e US$ 11.500:

1.a: John John Florence (HAV) x Jessé Mendes (BRA)

2.a: Michel Bourez (TAH) x Ezekiel Lau (HAV)

3.a: Owen Wright (AUS) x Willian Cardoso (BRA)

4.a: Adrian Buchan (AUS) x Michael Rodrigues (BRA)

5.a: Matt Wilkinson (AUS) x Griffin Colapinto (EUA)

6.a: Julian Wilson (AUS) x Mikey Wright (AUS)

7.a: Gabriel Medina (BRA) x Michael February (AFR)

8.a: Frederico Morais (PRT) x Jeremy Flores (FRA)

9.a: Jordy Smith (AFR) x Conner Coffin (EUA)

10: Italo Ferreira (BRA) x Tomas Hermes (BRA)

11: Adriano de Souza (BRA) x Joel Parkinson (AUS)

12: Filipe Toledo (BRA) x Keanu Asing (HAV)