Silvana Lima avança, e Sally Fitzgibbons fora do páreo

Silvana Lima of Brazil advances directly to Round Three of the 2017 Maui Women's Pro after winning Heat 3 of Round One at Honolua Bay, Maui, Hawaii, USA.
Silvana Lima (Foto: Kelly Cestari – WSL)

Silvana Lima estreia batendo líder do ranking em Maui

By João Carvalho

Depois de quatro dias de espera, as ondas finalmente chegaram no Havaí na quarta-feira e com força total para dar a largada nos dois eventos que estavam desde sábado aguardando para serem iniciados. Em Honolua Bay, as condições ficaram clássicas, com belos tubos para as meninas competirem no Maui Women´s Pro, que decide a campeã mundial da temporada. A brasileira Silvana Lima estreou batendo a lycra amarela do Jeep WSL Leader, Sally Fitzgibbons, que acabou eliminada na repescagem. Com a derrota em último lugar, a também australiana Tyler Wright já assumiu a dianteira na corrida pelo título mundial com a passagem para as quartas de final na terceira fase, que fechou a quarta-feira na ilha de Maui.

Tyler Wright (Foto: Kelly Cestari – WSL)

As cinco primeiras colocadas no ranking chegaram no Havaí com chances matemáticas de conseguir o caneco de melhor surfista do mundo em 2017. Para Carissa Moore e Stephanie Gilmore, a única possibilidade era vencer o Maui Women´s Pro e a líder Sally Fitzgibbons, não poderia passar nenhuma bateria em Honolua Bay. E foi isso o que aconteceu, com a australiana praticamente não surfando nada nas duas tentativas de avançar para a terceira fase.

Publicidade

Na rodada inicial, ficou em último lugar na bateria vencida pela brasileira Silvana Lima. A cearense começou bem numa onda que valeu nota 7,5 e liderou todo o confronto, confirmando a classificação direta para a terceira fase por 14,03 pontos. A havaiana Brisa Hennessy, convidada do Maui Women´s Pro, só surfou uma que rendeu 7,13 para ficar em segundo e Fitzgibbons terminou em último com apenas 2,10 pontos. Depois, as duas se enfrentaram na repescagem, em mais uma bateria com poucas ondas surfadas. Sally só pegou uma e foi eliminada por Brisa Hennessy em último lugar no evento, por 11,83 a 6,67 pontos.

Silvana Lima (Foto: Kelly Cestari – WSL)

A derrota prematura deixou suas quatro concorrentes com chances de título mundial. A atual campeã, Tyler Wright, já tiraria a liderança de Sally Fitzgibbons se passasse para as quartas de final e ela conseguiu isso surfando um tubaço que valeu a maior nota da quarta-feira em Honolua Bay, 9,87. Com ela, superou Silvana Lima e Coco Ho no segundo confronto da terceira fase, mas as duas terão outra chance de avançar na segunda e última repescagem do campeonato. Silvana vai competir no primeiro duelo da quinta-feira com a norte-americana Lakey Peterson e a vencedora vai enfrentar Stephanie Gilmore na primeira quarta de final.

A briga pelo título mundial agora é fase a fase com a norte-americana Courtney Conlogue, que perdeu a primeira chance de classificação para as quartas de final por uma pequena diferença de 14,74 a 14,30 pontos para a havaiana Malia Manuel. A californiana vai disputar a repescagem com a australiana Nikki Van Dijk e pode levar a decisão do título mundial até a grande final do Maui Women´s Pro com Tyler Wright. Caso isso aconteça, a campeã de 2017 será quem vencer a última bateria do ano em Honolua Bay.

Stephanie Gilmore (Foto: Poullenot – WSL)

Já para a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore e para a tricampeã Carissa Moore, só interessa a vitória na ilha de Maui. Além disso, Tyler Wright terá que perder sua próxima bateria para não chegar nas semifinais e Courtney Conlogue não ser a outra finalista, pois aí as duas já atingem uma pontuação no ranking que elas não conseguirão mais superar. Se essa combinação de resultados acontecer, o título mundial também pode ser definido numa decisão entre Stephanie e Carissa no Maui Women´s Pro.

Malia Manuel (Foto: Poullenot – WSL)

QUARTAS DE FINAL – Assim como Courtney Conlogue, Carissa Moore também terá que disputar a repescagem para chegar nas quartas de final, pois foi batida pela australiana Bronte Macaulay no confronto que fechou a quarta-feira de ótimas ondas, com os tubos arrancando as maiores notas do primeiro dia de competição nas direitas de Honolua Bay. Sua próxima adversária é a também havaiana Tatiana Weston-Webb.

As únicas que venceram duas baterias na quarta-feira e já passaram direto para as quartas de final foram as australianas Tyler Wright, Stephanie Gilmore, Bronte Macaulay e a havaiana Malia Manuel. A expectativa é de que o Maui Women´s Pro possa ser encerrado nesta quinta-feira e a primeira chamada do dia será às 7h00 no Havaí, 15h00 no horário de verão do Brasil. A brasileira Silvana Lima disputa a primeira bateria com a americana Lakey Peterson.

A etapa final do World Surf League Women´s Championship Tour 2017 está sendo transmitida ao vivo da ilha de Maui pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Grant Baker, Phil Rajzman, Tory Gilkerson, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

QUARTAS DE FINAL DO MAUI WOMEN´S PRO:

1.a: Stephanie Gilmore (AUS) x vencedora da 1.a bateria da Quarta Fase

2.a: Tyler Wright (AUS) x vencedora da 2.a bateria

3.a: Malia Manuel (HAV) x vencedora da 3.a bateria

4.a: Bronte Macaulay (AUS) x vencedora da 4.a bateria

QUARTA FASE – Vitória=Quartas de Final / Derrota=9.o lugar com 3.300 pts e US$ 11.500:

1.a: Lakey Peterson (EUA) x Silvana Lima (BRA)

2.a: Coco Ho (HAV) x Brisa Hennessy (HAV)

3.a: Courtney Conlogue (EUA) x Nikki Van Dijk (AUS)

4.a: Carissa Moore (HAV) x Tatiana Weston-Webb (HAV)

TERCEIRA FASE – Vitória=Quartas de Final / 2.a e 3.a=Quarta Fase:

1.a: 1-Stephanie Gilmore (AUS)=17.14, 2-Lakey Peterson (EUA)=15.76, 3-Brisa Hennessy (HAV)=7.00

2.a: 1-Tyler Wright (AUS)=17.14, 2-Coco Ho (HAV)=14.60, 3-Silvana Lima (BRA)=13.20

3.a: 1-Malia Manuel (HAV)=14.74, 2-Courtney Conlogue (EUA)=14.30, 3-Tatiana Weston-Webb (HAV)=11.45

4.a: 1-Bronte Macaulay (AUS)=13.27, 2-Carissa Moore (HAV)=12.17, 3-Nikki Van Dijk (AUS)=10.20

SEGUNDA FASE – Vitória=Terceira Fase e Derrota=13.o lugar com 1.750 pontos e US$ 10.000:

1.a: Coco Ho (HAV) 13.40 x 9.07 Johanne Defay (FRA)

2.a: Nikki Van Dijk (AUS) 13.23 x 9.07 Pauline Ado (FRA)

3.a: Brisa Hennessy (HAV) 11.83 x 6.67 Sally Fitzgibbons (AUS)

4.a: Stephanie Gilmore (AUS) 16.74 x 6.87 Laura Enever (AUS)

5.a: Bronte Macaulay (AUS) 12.07 x 7.24 Sage Erickson (EUA)

6.a: Tatiana Weston-Webb (HAV) 13.17 x 12.16 Keely Andrew (AUS)

PRIMEIRA FASE – Vitória=Terceira Fase / 2.a e 3.a=Segunda Fase:

1.a: 1-Malia Manuel (HAV)=10.50, 2-Stephanie Gilmore (AUS)=9.27, 3-Nikki Van Dijk (AUS)=8.00

2.a: 1-Carissa Moore (HAV)=12.93, 2-Johanne Defay (FRA)=9.83, 3-Pauline Ado (FRA)=7.83

3.a: 1-Silvana Lima (BRA)=14.03, 2-Brisa Hennessy (HAV)=7.13, 3-Sally Fitzgibbons (AUS)=2.10

4.a: 1-Tyler Wright (AUS)=11.57, 2-Tatiana Weston-Webb (HAV)=11.24, 3-Laura Enever (AUS)=5.40

5.a: 1-Courtney Conlogue (EUA)=12.20, 2-Bronte Macaulay (AUS)=11.00, 3-Keely Andrew (AUS)=4.73

6.a: 1-Lakey Peterson (EUA)=9.60, 2-Sage Erickson (EUA)=9.16, 3-Coco Ho (HAV)=8.86