Santos executa projeto de construção da primeira Escola Inclusiva de Surfe

Alunos da Escola Radical serão atendidos na nova unidade. Foto: Anderson Bianchi/ Divulgação Prefeitura de Santos

Construção de nova unidade, que atenderá somente pessoas com deficiência, foi formalizada em convênio com o Governo do Estado de São Paulo.

Publicidade

A cidade de Santos formalizou convênio com o Governo do Estado de São Paulo para execução de dois projetos, um deles é a construção da primeira Escola Inclusiva de Surfe.

A escola, que atenderá alunos com deficiência, terá uma área de 80 m² e será instalada no Posto 3, escolhido pela proximidade com o Posto 2, onde fica a Escola Radical de Surfe em funcionamento há 26 anos.

Com valor de R$ 250 mil, a reforma planejada consiste na reformulação dos ambientes. A estrutura terá recepção e sala de reuniões, de professores e de treinamento funcional. Também contará com espaço para guarda e troca de roupas para os alunos e área específica para guardar as pranchas adaptadas. O acesso será por meio de rampas e haverá sinalização adequada em piso tátil.

Escola Radical de Santos foi inaugurada em 1991. Foto: Ronaldo Andrade/ Prefeitura de Santos

– Atendemos todas as pessoas na escola, mas observamos que nos últimos quatro anos a demanda desse público cresceu e agora estamos ampliando o projeto para uma escola inclusiva, atendendo pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida de todas as idades. Será o desdobramento de um trabalho já realizado na primeira escola de surfe do mundo gratuita – disse o coordenador da Escola Radical, Cisco Araña.

Criada em 1991, a Escola Radical atualmente conta com 294 alunos nas aulas de surfe e bodyboard, entre jovens, adultos, idosos e deficientes. São 30 mil pessoas que já passaram pela escola, que desenvolve o projeto ‘Sonhando Sobre as Ondas’ em parceria com o Rotary Santos Praia, atendendo 88 pessoas no surfe adaptado.

O outro projeto é a reforma do telhado da quadra da UME dos Andradas – custo de R$ 200 mil –, no Bairro Aparecida. Para ambos os projetos, a Prefeitura abrirá licitação neste primeiro trimestre e as obras vão levar 120 dias.

por globoesporte.globo.com