Salinas na rota do turismo internacional

Salinas Park Resort começa a receber nesta quinta-feira (27), os primeiros coproprietários, vindos de vários lugares do mundo. Foto: Divulgação
Pará entra na rota do turismo internacional com Salinas Park Resort

Já sabe para onde viajar nas férias de fim de ano? Salinas ganhou ainda mais evidência com o setor hoteleiro que entrou nesse cenário, atraindo tanto para brasileiros quanto para estrangeiros.

O primeiro empreendimento de ‘multipropriedade’ do Norte começa a receber nesta quinta-feira (27), os primeiros coproprietários, vindos de vários lugares do mundo. Uma rotina que, a partir desse momento, terá um aumento natural de turistas e promoverá uma significativa mudança na maneira como a cidade se apresenta e é sentida pelos visitantes.

Publicidade

Salinópolis, uma das pérolas da Amazônia Atlântica paraense, com aproximadamente 40 mil habitantes, não deve demorar a se acostumar com esse novo cenário, que afetará sua economia, positivamente e ganhará um importante reforço com o aumento no volume de turistas, o que tem agradado o comércio local, que já prevê bons negócios para o ano inteiro, deixando a sazonalidade para trás.

Outro fator relevante nesse contexto é a contratação de mão-de-obra local, que foi priorizada pelo empreendimento. Isso tem proporcionado ao município um importante incremento, valorizando profissionais formados no Pará, especialmente os salinopolitanos.

Segundo o gerente geral do Salinas Park Resort, Gilmar Dammski é necessário priorizar profissionais que conhecem a cultura e os valores locais. “Montamos um grande time, formado por 98% de profissionais da região, capacitados para atender, servir e superar as expectativas dos nossos clientes”, explicou.

“Associar os conhecimentos de quem respira a cultura gastronômica local com técnicas brasileiras e internacionais é a receita perfeita para o sucesso de um serviço com excelência”, disse Rafhaell.

O turismo parece ser uma das mais importantes saídas para que os investimentos neste setor sejam mais valorizados e consigam agregar valor social e econômico a essa região paraense, reconhecidamente como uma das mais encantadoras do Brasil. Com isso ganham a população e os turistas, que poderão usufruir de ricas experiências.

Fonte DOL