Robson Santos e Yagê Araújo competem no Volcom Pipe Pro 2018

Robson Santos e Yagê Araújo no embarque. Foto Pedro Abreu

Os atletas da marca South To South, Robson Santos, do litoral norte de São Paulo, e Yagê Araújo, de Itacaré na Bahia, chegaram ao Havaí para disputar o Volcom Pipe Pro 2018. O segundo campeonato QS 3000 será disputado nas ondas de Pipe e reunirá grandes nomes do mundo do surf.

Publicidade

A dupla STS está ansiosa para se jogar no mar do North Shore e começar o desafio. Medo, vontade e adrenalina, estes três fatores influenciam Robson a entrar na disputa com intensidade. Yagê vê uma boa oportunidade em estar com apenas três feras em uma bateria. Pra ele, a pressão leva à perfeição. “Vou entubar o mais profundo possível pra poder passar as baterias e ter uma boa colocação”, disse o surfista.

O campeonato só começa no dia 29 de janeiro, e os atletas ainda não possuem data de quando irão competir, mas vão aproveitar os próximos dias para treinar na tão sonhada onda.  Eles viajam com o fotógrafo e filmmaker Pedro Abreu, que tem uma pegada mais cinematográfica. A equipe STS está muito feliz e ansiosa em gerar bom conteúdo pra marca e colocar a dupla em evidência nas redes sociais.

Os meninos aproveitaram o verão para se preparar fazendo o que sempre fazem, surfando. Robson estava dando aulas em uma escolinha de surf na praia de Cambury, litoral norte de São Paulo, e o Yagê acordava todos os dias, exercitava o corpo e corria para a praia. Até nos domingos, dia livre do atleta, ele acabava no mar.

Acima de competição, Robson vê a viagem como uma maneira divertida de experimentar e homenagear o surf. “Eu quero pegar umas ondas boas em Pipe, e espero que tenha onda boa pra todo mundo”, disse ele a respeito das expectativas.

Yagê mal se despediu do pessoal em Itacaré pensando em como seria viagem, “eu não via a hora de vir” disse, e se sente muito bem preparado pro que der e vier. “Posso dizer que vou chegar lá de igual pra igual”.

Os dois ficam 20 dias no Havaí e depois vão para a Austrália, onde vão concorrer em dois eventos de seis mil pontos. Uma ótima oportunidade para começar o ano lá em cima e tentar uma vaga na elite.

Fotos Divulgação Pedro Abreu

Por Julia Fagundes

fonte surfguru.com.br