Roberto Pino, o anão ‘Digital’ no mundial

Roberto Pino aproveitou a chegada para conhecer e tietar Gabriel Medina, em Saquarema (Foto: Arquivo Pessoal)
“Melhor surfista anão do mundo”, Roberto Pino tem desafio final em Saquarema
Pernambucano com nanismo e finalistas do Oi Surfe Digital, disputa na qual performances são avaliadas após postagem de atletas em redes sociais, têm dias incríveis, no Rio

 de 40 anos, completados nesta quinta-feira, considera-se “o melhor surfista anão do mundo”. Se uma supremacia planetária como a apontada é difícil de mensurar, o pernambucano tem a oportunidade, no próximo sábado, de se tornar o maior do Brasil na categoria adaptasurf – ou surfe adapatado. Finalista do Oi Surfe Digital, competição virtual com encerramento marcado em Saquarema, no Rio de Janeiro, Pino mede força e vocação com o catarinense Jonathan Borba pela taça. Noves fora o cartão de visita com nível zero de falsa modéstia, o atleta com nanismo, na realidade, quer mais é curtir o momento. Até a disputa com o rival perde força quando o bem maior, no momento, é viver o sonho disposto ao pequeno de talento superlativo.

– A vibe é tão grande aqui, em Saquarema, na casa onde estamos, que nesse momento não penso nem em disputa. Não existe rivalidade, que vença o melhor. Não tem nem essa questão de pressão em bateria. Você vai para o mar, faz o que chamamos de freesurf e torce para que as ondas que pegamos sejam boas. Torce para dar certo. Vamos ter uma surpresa no final. É só as pessoas olharem nas redes sociais.

Publicidade

Pino aportou em Saquarema a convite da empresa de telefonia, no domingo passado. Instalado numa casa em frente ao pico da disputa, respira tempos movimentantos . Nos últimos dias, uma equipe é responsável por oferecer o melhor para os finalistas das categorias do torneio digital, como aulas de ginástica funcional, yoga e, claro, sessões intermináveis de filmagem. As imagens de ação captadas pela turma da retaguarda vão determinar os campeões.

Ao lado de ídolos, como a top mundial Silvana Lima, Pino garante viver dias de sonho em Saquarema (Foto: Arquivo Pessoal)

Ao lado de ídolos, como a top mundial Silvana Lima, Pino garante viver dias de sonho em Saquarema (Foto: Arquivo Pessoal)

O pernambucano, único representante do Estado na competição, levou o passaporte para participar do campeonato com a publicação de vídeos e fotos dos treinos diários na Praia do Paiva – a 30 km do Recife -, nas redes sociais. Ele e um bocado de surfistas, de todas as idades e sexo, de vários cantos do Brasil. Pela qualidade das apresentações, foi selecionado por uma comissão e ganhou a lycra alusiva aos participantes escolhidos para as disputas eliminatórias. A partir daí, das oitavas até as semifinais, Pino seguiu a rotina de publicar na internet as performances para confrontar com o rival da vez. Sem derrotas, chegou à final.

– A competição é virtual. A partir das oitavas, publicava dois vídeos, cada um com uma onda e vestido com a camisa do evento. Essa é uma regra. Para confirmar sua participação. O adversário também mandava os vídeos dele. Havia um julgamento, e o melhor passava para outra fase – relembra o surfista.

Roberto Pino mostra as pranhas para competição digital de surfe (Foto: Arquivo Pessoal)

Roberto Pino mostra as pranhas para competição digital de surfe (Foto: Arquivo Pessoal)

Em Saquarema, o roteiro é o mesmo. Ao todo, vão ser cinco dias oficiais de surfe. Com as imagens registradas e catalogadas. Cada sessão no mar dura 40 minutos. No final de cada uma, o próprio atleta escolhe as duas melhores atuações. Com 10 ondas somadas até o sábado, dia da grande final, uma derradeira triagem. Os surfistas vão consagrar e postar, nas redes sociais, as duas preferidas. É a última cartadada contra os rivais, sob o crivo dos tops mundiais Gabriel Medina, Adriano de Souza, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo e Silvana Lima. Eles são os árbitros de luxo da peleja virtual.

Roberto Pino com finalistas num momento de diversão na casa oferecida pela operadora (Foto: Arquivo pessoal)

Roberto Pino com finalistas num momento de diversão na casa oferecida pela operadora (Foto: Arquivo pessoal)

Enquanto a decisão está guardada para o futuro próximo, Pino vive dias felizes em praias cariocas. O entra e sai da casa é frenético. Na chegada a Saquarema, os finalistas foram recebidos por Gabriel Medina e Silvana Lima – o rapaz, para quem não sabe, é o primeiro brasileiro campeão mundial de surfe. Na sede, o clima é de diversão e êxtase. De sonho transformado em realidade. Animação em alta nas filmagens, determinantes para se chegar ao vencedor.

– Acho que não poderia estar melhor. Somos atendidos como todo atleta tem que ser atendido. O tempo todo existe uma necessidade de que a gente se sinta bem. Isso é o importante para quem está nos ajudando na casa.

Roberto Pino curte na maior dias de surfe e filmagem em Saquarema (Foto: Arquivo Pessoal)

Roberto Pino curte na maior dias de surfe e filmagem em Saquarema (Foto: Arquivo Pessoal)

A viagem de Pino a Saquarema quebrou uma série de infortúnios. Nos quatro anos anteriores, manteve-se firme na ideia de viajar para o Rio de Janeiro, na época do Mundial de Surfe – este ano, com início previsto para o dia 10 -, para viver as emoções perto dos melhores do planeta. A preparação era a de sempre. Pino juntava e separava o dinheiro para passagens e hospedagens, mas, como se destino jogasse contra, outras responsabilidades apareciam. E a grana era dedicada para sanar dívidas de última hora. Nos dias atuais, entende que as coisas aconteceram no momento certo. E da melhor forma.

– Estar perto desse pessoal todo, surfar com essa galera, quando os tops mundiais chegarem por aqui, realmente é um sonho que transformo em realidade. Na realidade, sempre bateu na trave, mas deu certo por conta da competição digital. Estou aqui sem pagar nada. Por isso, não vejo a hora de participar de novo da competição, ano que vem, para marcar presença aqui.

Por globoesporte.globo.com