Pena Little Monster inicia Pro Junior no sábado

Pena Little Monster inicia Pro Junior no sábado no Ceará

By João Carvalho

O Pena Little Monster começou na sexta-feira pelas categorias tradicionais dos monstrinhos, divididas por idade em Sub-08, Sub-10, Sub-12, Sub-14 e Sub-16 masculinas e Sub-14 feminina. A Pro Junior, válida pelo Circuito Sul-americano da World Surf League South America, com participação de surfistas de vários estados do Brasil e do Peru, Argentina e Uruguai, ficou para iniciar no sábado no Ceará. Todos os inscritos no Pro Junior masculino e feminino, vão estrear na mesma fase na Praia da Taíba e as outras competições seguem rolando, até a definição de todos os campeões no domingo em São Gonçalo do Amarante.

Raimundo Pena com os monstrinhos (Foto. Lima Junior / Pena)

Entre os monstrinhos que se destacaram no primeiro dia, estão duas revelações do circuito Pena Little Monster criado pela marca Pena Live Freestyle, para descobrir novos talentos no surfe brasileiro, o cearense Cauã Costa e o paraibano Yuri Barros. Cauã é um dos atletas patrocinados pela Pena, ficou em quinto lugar na abertura do Sul-americano Pro Junior da WSL South America no Rio de Janeiro, onde mora atualmente, mas não foi na segunda etapa no Chile. Ele pode recuperar posições com um bom resultado em casa e aproveitou para competir na categoria Sub-16, passando as duas baterias que disputou na sexta-feira.

Publicidade

“Estou feliz por ter avançado duas fases no Sub-16 e quero dar meu máximo amanhã (sábado) na Pro Junior também”, prometeu Cauã Costa. “O mar não está muito bom, mas tem uma valinha ali encaixada na bancada e estou feliz por ter surfado bem nas baterias. O nível já está alto aqui na Sub-16 e na Pro Junior será assim também, mas pra mim, quanto mais difícil, mais ânimo me dá pra competir, com determinação e garra pra passar as baterias”.

Cauã Costa (Foto. Lima Junior / Pena)

Cauã Costa está na segunda bateria do Sul-americano Pro Junior no Pena Little Monster, com Kauê Germano, Caio Costa e o uruguaio Martin Ottado. Os dois primeiros colocados avançam para a próxima fase. Entre os que estão na briga direta pela liderança do ranking nesta terceira etapa no Ceará, o paulista Daniel Adisaka estreia na primeira, o catarinense Lucas Vicente está escalado na terceira e o saquaremense Daniel Templar na quinta das oito baterias.

Na categoria feminina, a líder Tainá Hinckel será a última a se apresentar nas ondas quentes da Praia da Taíba, na quarta e última bateria da primeira fase. Ela foi campeã sul-americana em 2016 e tenta seu segundo título esse ano. A atual bicampeã consecutiva, Sol Aguirre, divide a vice-liderança com a também peruana Daniella Rosas. As duas e a catarinense saíram da água gelada de Iquique no Chile, direto para as ondas quentes e do calor do Ceará. Sol entra na primeira bateria e Daniella na terceira, junto com a única argentina, Coco Cianciarulo.

MONSTRINHOS – Além da categoria Pro Junior, no sábado do Pena Little Monster os monstrinhos também continuarão competindo. Uma das ferinhas que participam desde o início deste circuito em 2014 é o paraibano Yuri Barros, que na sexta-feira fez os recordes do dia com seus aéreos, se classificando para as semifinais da Sub-14 e Sub-16. Ele já tem títulos de todas as outras categorias menores e quer mais.

Yuri Barros (Foto. Lima Junior / Pena)

“Essa competição da Pena é sempre muito irada e Graças a Deus já passei para as semifinais da Sub-12 e Sub-14 e vou tentar levar as taças pra Paraiba”, disse Yuri Barros. “Infelizmente não deu certo para eu participar da categoria Pro Junior, mas vou com tudo nas minhas categorias, a Iniciante e a Mirim. Quem sabe no ano que vem né, porque meu objetivo é ser campeão mundial e se Deus quiser vai dar tudo certo”.

Pena Little Monster é uma realização da Federação de Surf do Estado do Ceará e da Top 16 Promoções e conta com o patrocínio da Pena Live Freestyle e apoio do Governo do Estado do Ceará através da Secretaria do Esporte, da Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante, Malhas Menegotti e CT Wax. O evento foi homologado pela World Surf League como terceira etapa do Circuito Sul-americano Pro Junior de 2019 e está sendo transmitido ao vivo da Praia da Taíba pelo www.worldsurfleague.com

PENA LIVE FREESTYLE – A história da Pena foi iniciada em 1986, por Raimundo Bernardo Neto, que sempre foi conhecido pelo nome que deu origem à marca. Hoje, a Pena Live Freestyle patrocina vários atletas, com destaque para o top da elite do CT, Deivid Silva, além de sempre promover eventos apoiando o crescimento do surfe brasileiro nesta trajetória, que chega a 33 anos em 2019. Como o próprio Pena diz, “surfar todos os dias e trabalhar em prol do desenvolvimento do esporte”foi quase um lema na sua vida e o surfe brasileiro agradece!

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager

(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

——————————————————————

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

——————————————————————

BATERIAS PRO JUNIOR DO PENA LITTLE MONSTER:

PRIMEIRA FASE MASCULINA – 3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (185 pts):

1.a: Daniel Adisaka (BRA), Rodrigo Saldanha (BRA), Diego Brigido (BRA)

2.a: Kauê Germano (BRA), Caio Costa (BRA), Cauã Costa (BRA), Martin Ottado (URU)

3.a: Lucas Vicente (BRA), Renan Rodrigues (BRA), Uriel Sposaro (BRA), Ytalo Oliveira (BRA)

4.a: Luan Hanada (BRA), João Vitor Cypriano (BRA), Juan Diego Rios (PER), Lucas Bezerra (BRA)

5.a: Daniel Templar (BRA), Richard Williams (PER), Levy Barbosa (BRA)

6.a: Mateus Sena (BRA), Eric Bahia (BRA), Thiago Eduardo (BRA), Mateus Basley (BRA)

7.a: Pedro Bianchini (BRA), Wallace Vasco (BRA), Ryan Kainalo (BRA), Deryck de Souza (BRA)

8.a: Diego Aguiar (BRA), João Lucas Bessy (BRA), Raul Rios (PER), Diogo Santos (BRA)

PRIMEIRA FASE FEMININA – 3.a=9.o lugar (300 pts) e 4.a=13.o lugar (280 pts):

1.a: Sol Aguirre (PER), Naire Karn Marquez (BRA), Alessia Moro (PER), Ariane Gomes (BRA)

2.a: Bruna Carderelli (BRA), Julia Duarte (BRA), Maju Freitas (BRA), Kemily Sampaio (BRA)

3.a: Daniella Rosas (PER), Isabela Saldanha (BRA), Coco Cianciarulo (ARG)

4.a: Tainá Hinckel (BRA), Vitoria Carneiro (BRA), Lara Barrios (PER)