Oi Pro Junior Series estreia com desafio de campeãs

Sol Aguirre (Foto: Marcio David / São Chico Eco Festival)

Oi Pro Junior Series estreia com desafio de campeãs sul-americanas no Rio de Janeiro

By João Carvalho

A capital do Rio de Janeiro vai sediar nessa semana, a principal competição para as categorias de base do surfe, com a estreia do Oi Pro Junior Series que começa na sexta-feira e vai até domingo na Barra da Tijuca. Esta será a primeira das quatro etapas do Oi Pro Junior Series válidas pelo título sul-americano da categoria para surfistas com até 18 anos de idade da WSL South America. Duas delas, essa primeira e a última em São Sebastião (SP), serão combinadas com o Oi Longboard Pro, que também vai definir os campeões sul-americanos dos pranchões. Um grande desafio já é esperado no Pro Junior feminino, entre a peruana Sol Aguirre, atual bicampeã sul-americana de 2017 e 2018, e a catarinense Tainá Hinckel, que venceu em 2016.

“Meu objetivo esse ano no Pro Junior é competir no mais alto nível para conseguir uma vaga para o Mundial da WSL em Taiwan”, disse Sol Aguirre. “Se puder ser como campeã sul-americana, muito melhor, mas não quero criar nenhuma expectativa e não estou obcecada com o tricampeonato. Pelo contrário, ganhar duas vezes já me dá paz de espírito e confiança para que eu possa competir sem qualquer pressão. Felicito a Oi por realizar quatro etapas este ano e a WSL South America por este aumento no número de eventos da nossa categoria”.

Publicidade

“É importante ter mais etapas em tipos diferentes de ondas para ganharmos mais experiência”, destaca a jovem peruana. “Eu gosto de ir ao Brasil e os brasileiros sempre nos recebem muito bem, me fazendo sentir em casa. Mas, para mim, fica mais difícil ter muitos eventos fora do meu país, pois acabo perdendo muitas aulas na escola e porque tem que gastar mais dinheiro por causa das viagens. Espero conseguir um patrocinador para me apoiar, para não depender só do meu pai. E espero que as etapas de Mancora e Lobitos aqui no Peru sejam confirmadas, para que o circuito fique mais equilibrado para todos”.

Sol Aguirre bicampeã sul-americana em 2018 (Foto: Marcio David / São Chico Eco Festival)

A peruana Sol Aguirre e a catarinense Taina Hinckel são bem jovens ainda. Ambas nasceram no mesmo ano de 2003 e a brasileira completa 16 anos primeiro, nesta quarta-feira, 8 de maio. Ou seja, elas ainda têm duas temporadas para competir na categoria Pro Junior Sub-18. Sol Aguirre vai festejar seus 16 anos de vida em 18 de julho, logo após a segunda etapa do Oi Pro Junior Series, marcada para os dias 12 a 14 do mesmo mês na Praia de Stella Maris, em Salvador, na Bahia. As outras serão de 11 a 13 de outubro em Florianópolis (SC) e a última vai decidir os títulos sul-americanos de 2019 do Pro Junior e do Longboard, nos dias 08 a 10 de novembro na Praia de Maresias, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

Taina Hinckel com o troféu de campeã sul-americana de 2016 (Foto: @WSL / Daniel Smorigo)

“Muito legal a iniciativa da Oi em fazer quatro etapas esse ano, incentivando bastante o futuro do surfe no Brasil”, destacou Taina Hinckel, que é uma das atletas patrocinadas pela Oi, como os campeões mundiais Gabriel Medina e Adriano de Souza e outros tops do CT. “Poder contar com outras etapas que não sejam do Oi Pro Junior Series, também é bom porque dá mais chances para conseguir vaga pro Mundial Pro Junior em Taiwan. Com certeza, a disputa será grande e eu tenho me preparado bastante, mentalmente e fisicamente, para poder chegar lá na Barra 100% para fazer o meu melhor. Espero poder conseguir mais um título sul-americano esse ano, então vamos com tudo já para essa primeira etapa no Rio de Janeiro”.

Taina Hinckel (Foto: @WSL / Tom Bennett)

No Oi Longboard Pro também haverá desafio, mas entre dois bicampeões mundiais, o brasileiro Phil Rajzman e o peruano Piccolo Clemente. Ambos também já conquistaram títulos sul-americanos da WSL South America e Rajzman é o atual campeão. Na categoria feminina, uma das favoritas é a carioca Chloé Calmon, que já foi vice-campeã mundial e lidera o ranking 2019 da World Surf League com vitória na primeira etapa do ano na Austrália. A outra é a pernambucana Atalanta Batista, tricampeã sul-americana nas três últimas disputas de título.

O Oi Pro Junior Series e o Oi Longboard Pro são uma realização da World Surf League South America com patrocínio naming rights da Oi e patrocínio da Subway também, além do apoio da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro e Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) para esta primeira etapa na Barra da Tijuca. Todas terão o portal Waves como parceiro de mídia e serão transmitidas ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo www.waves.com.br

A OI E O ESPORTE – A companhia patrocina grandes eventos esportivos, equipes e atletas de diferentes modalidades como surfe, skate e eventos de cultura urbana. Além de patrocinar desde 2015 o Oi Rio Pro, a etapa brasileira do World Surf League Championship Tour, a Oi patrocina os principais surfistas brasileiros: Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima e Adriano de Souza, o Mineirinho, além do surfista Davizinho, de 12 anos, vice-campeão mundial de surfe adaptado. Como parte do legado do patrocínio aos Jogos Cariocas de Verão de 2016 e 2017, a Oi construiu pistas de skate em Manguinhos e São João da Barra e reformou o skate park de Campo Grande – aproveitando assim o grande potencial do esporte urbano para aproximar culturas e realidades, transformando espaços públicos.

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

Assessoria de Imprensa da Oi – Adriana Castelo Branco – adriana.castelobranco@oi.net.br

——————————————————————

CAMPEÕES SUL-AMERICANOS PRO JUNIOR DA WSL SOUTH AMERICA

—-desde a inclusão da categoria feminina – Sub-20 até 2015 e Sub-18 a partir de 2016

2018: Samuel Pupo (BRA-SP) e Sol Aguirre (PER)

2017: Mateus Herdy (BRA-SC) e Sol Aguirre (PER)

2016: Weslley Dantas (BRA-SP) e Tainá Hinckel (BRA-SC)

2015 – Deivid Silva (BRA-SP) e Miluska Tello (PER)

2014 – Deivid Silva (BRA-SP) e Miluska Tello (PER)

2013 – Luan Wood (BRA-SC) e Melanie Giunta (PER)

2012 – Italo Ferreira (BRA-RN) e Rosanny Alvarez (VEN)

2011 – Filipe Toledo (BRA-SP) e Gabriela Leite (BRA-SC)

2010 – Miguel Pupo (BRA-SP) e Diana Cristina (BRA-PB)

2009 – Alejo Muniz (BRA-SC) e Diana Cristina (BRA-PB)

2008 – Alex Ribeiro (BRA-SP) e Diana Cristina (BRA-PB)

2007 – Wiggolly Dantas (BRA-SP) e Marina Werneck (BRA-SC)

2006 – Heitor Pereira (BRA-SP) e Anali Gomez (PER)

2005 – Thiago Camarão (BRA-SP) e Taís de Almeida (BRA-RJ)

CAMPEÕES SUL-AMERICANOS DE LONGBOARD DA WSL SOUTH AMERICA:

2018 – não teve nenhuma etapa

2017 – Phil Rajzman (BRA-RJ) e Atalanta Batista (BRA-PE)

2016 – não teve nenhuma etapa

2015 – Piccolo Clemente (PER) e Atalanta Batista (BRA-PE)

2014 – Piccolo Clemente (PER) e Atalanta Batista (BRA-PE)

2013 – Rodrigo Sphaier (BRA-RJ)

2012 – Jeferson da Silva (BRA-RJ)

2011 – Piccolo Clemente (PER)

2010 – Rodrigo Sphaier (BRA-RJ)

2009 – André Luiz Deca (BRA-RJ)

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.