Miguel Pupo congela células-tronco de sua filha

Miguel Pupo, Bruna Tied e Luna. Foto Divulgação

Surfista Miguel Pupo guarda células-tronco do cordão umbilical de sua filha na StemCorp

Durante a etapa de Bells Beach da elite do surf mundial, o paulista Miguel Pupo teve um excelente noticia. Longe dali, na Ilha Bela, Bruna Tied namorada do surfista, dava à luz Luna, primeira filha do brasileiro, de 25 anos.

Publicidade

Pensando no futuro de sua filha, Miguel e Bruna resolveram guardar as células-tronco mesenquimais cordão umbilical Luna na StemCorp. Em nosso corpo há células-tronco em diversos lugares, como na medula óssea, gordura e polpa dentária. Entretanto, as células-tronco do cordão umbilical são consideradas zero-quilômetro, ou seja, não sofreram com estresse, medicamentos ou poluição do mundo exterior. E a única oportunidade de guardar estas células é na hora do parto, então não dava para perder essa oportunidade.

Atualmente muitas doenças tem potencial de serem tratadas com células-tronco. Entre elas, destacam-se: doença do enxerto versus hospedeiro, diabetes, doença de Crohn, osteoartrite, queimaduras entre inúmeras outras . Além disso, muitas estão em fase de estudos apresentando resultados promissores.

Miguel Pupo e Bruna Tied fizeram o que muitos pais fazem todos os dias: pensaram no futuro do seu bebe. Guardando células-tronco eles garantes que, se preciso, as células do seu filho estarão prontas para serem utilizadas.

Fonte stemcorp.com.br