Maya Gabeira busca novos rumos

Maya Gabeira. Foto

surfista de ondas grandes Maya Gabeira pode abandonar o surf. Após ter reconhecido o recorde de maior onda já surfada na história por uma mulher, Maya afirmou que vai aproveitar ainda a próxima temporada de ondas grandes em Nazaré, Portugal, onde conquistou seu recorde com uma onda estimada em 70 pés, e que depois disso não sabe o futuro.

Publicidade

“Não penso em surfar uma onda de 25 metros. O importante foi abrir a porta para mulheres”,disse a carioca em entrevista ao blog de Marina Caruso, no jornal O Globo. “Até fevereiro, tem ondas boas. Mas planejo começar a velejar depois, já que me torno coast keeper, capitã de barco a vela, este mês. Posso fazer todo o Mediterrâneo. Só não posso atravessar o oceano, pois teria de tirar uma outra carteira”, continuou ela, revelando sua próxima atividade.

Estou em uma fase de me abrir para outras coisas, respirar. Comecei a velejar, isso está me interessando. Quem sabe atravessar oceanos não é a próxima aventura?”, disse.

Até conseguir que sua onda fosse reconhecida como a maior já surfada por uma mulher, Maya percorreu um longo e exaustivo caminho.

“A gente também fez um e-mail para o Bill Sharpe [do XXL]. Já tinha escrito um e-mail para ele sobre o assunto cinco anos atrás, na primeira vez que fui para Nazaré”, conta Maya.

“Falei que gostaria de ir para lá e catalogar o recorde feminino no Guinness e ele fugiu do assunto: ‘não, pois é, porque a categoria gostaria muito de ampliar a posição feminina, mas não tem esse dinheiro, e a categoria masculina é a única que mede onda, que é a do Big Wave of The Year e a gente, como Overall Performance, não tem essa medição’. Ele falou isso e eu não consegui nada naquele ano”, continua.

Fonte hardcore.com.br