Maju Freitas precisa de ajuda para disputar o Mundial ISA em Portugal

A carioca Maju Freitas faz parte da nova geração do surf e vem despontando com excelentes resultados. Por esse motivo foi convidada pela Confederação Brasileira de Surf para representar o Brasil no Mundial ISA – International Surfing Association que acontece entre os dias 17 a 25 de setembro na Ilha dos Açores, em Portugal.

Porém os custos para competir nesse importante evento são altos e, como ela está sem patrocínio, seu pai, o exímio longboarder Marcelo Freitas, decidiu criar uma página na internet para que amigos e amantes do esporte possam fazer doações.

Publicidade

A inscrição (250 dólares) e a passagem (1.000 dólares) eles já conseguiram, mas ainda precisam de ajuda para a hospedagem, translado e alimentação da atleta.

Confira abaixo um pouco da história de Maju Freitas contada por seu pai:

“Vou contar a história da Maju Freitas para vocês. Maju Freitas, como é conhecida, mora no Recreio dos Bandeirantes. Seu primeiro contato no surf foi com um ano e meio de idade, mas começou a surfar mesmo aos três.

Filha de uma família tradicional do esporte, no final do ano passado, aos 13 anos, decidiu encarar as competições.

Em seu primeiro evento (ASBT – Associação de surf da Barra da Tijuca) chegou à final terminando em 3º lugar. Depois disto participou de alguns eventos estaduais e nacionais, mas por falta de experiência não foi bem.

Mesmo com alguns resultados ruins, sempre perguntava a ela: “É isso mesmo que você quer fazer?”. Apesar da tristeza com as derrotas, ela perguntava: “O que eu tenho que fazer para conseguir?”. Eu sempre dizia: ”Para ser campeã tem que treinar muito e nunca desistir apesar de qualquer dificuldade ou derrota!”. Então ela decidiu: “Quero ser campeã, você me ajuda?”. O que mais eu poderia dizer, vamos nessa!

Sempre muito dedicada aos estudos, começou a fazer treinamento funcional específico para o surf com a Moves Esporte, do Professor Gabriel Ferrão, Natação na Academia Acqua Fitness e o treino de surf na água ficou por minha conta.

E no início de 2016 os resultados começaram a aparecer:

• Campeã do Salt Soul Surf (Campeonato Local Recreio);

• Campeã da I Etapa – Ubatuba Pro Surf (Categoria Sub-14);

• Campeã da I Etapa – FESERJ (Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro), categoria Sub-14;

• Campeã da I Etapa do Circuito Medina/ASM (Associação de Surf de Maresias), categoria Sub-16 e

• 3º Lugar no Circuito Nacional Rip Curl Grom Search, categoria Sub-16.

Apesar de termos uma loja de surf na Praia do Recreio dos Bandeirantes, as despesas são muito altas com os custos das viagens para competição, as inscrições e todos os treinos. Desta maneira, sem um patrocínio, são muito difíceis de viabilizar. Mas graças à ajuda dos amigos, até agora, sempre conseguimos dar um jeito.

Maju foi convidada pela CBS (Confederação Brasileira de Surf) para representar o Brasil no Mundial Junior da I.S.A (International Surfing Association), na categoria Sub-16, na Ilha dos Açores, em Portugal, entre os dias 17 a 25 de setembro de 2016.

Com verbas destinadas as Olimpíadas e a atual crise financeira, a Confederação ficou sem patrocínio, e com isso as despesas correm por conta dos atletas. E desta vez as despesas são muito altas, e vamos precisar da ajuda de todos vocês.

Orçamento:

Inscrição: US$ 250

Passagem: US$ 1000

Translado, hospedagem e alimentação: $1500 (Euros)

Já conseguimos a inscrição, vamos dar um jeito com a passagem, mas vão ficar faltando as despesas. Por isso decidimos fazer essa vaquinha e contar com a ajuda dos amigos conhecidos e anônimos para que a Maju consiga representar o Brasil nessa empreitada.

Qualquer documentação para comprovar a veracidade do que pedimos aqui, é só mandar um e-mail para: mfreitaslongboard@hotmail.com“.

Para ajuda acesse https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajudem-a-atleta-maju-freitas-a-disputar-o-mundial-junior-sub-16

Fonte Ricosurf / Por Carlos Matias