Krystian Kymerson e Victor Mendes fazem os recordes da sexta-feira em Itacaré

Thiago Camarão. Foto: Peu Fernandes
By João Carvalho

A sexta-feira amanheceu com o céu carregado de nuvens, mas com boas ondas ainda na Praia da Tiririca para a estreia das principais estrelas do South to South apresenta QS 1500 Itacaré Surf Sound Festival na cidade do surfe da Costa do Cacau, no Sul da Bahia. A programação era realizar mais vinte baterias, porém o vento apertou no meio da tarde agindo negativamente na formação das ondas e a competição foi suspensa, com as três últimas ficando para abrir o sábado, as 8h00 em Itacaré. Por estar na que fecha a terceira fase, o top do CT, Jadson André, só vai competir no penúltimo dia do evento e a última vitória da sexta-feira foi conquistada pelo líder do ranking sul-americano da WSL South America, Thiago Camarão.

O surfista do litoral norte paulista precisou trabalhar para superar os outros três brasileiros da bateria e só confirmou o primeiro lugar com as notas 7,25 e 6,30 que recebeu nas duas últimas ondas que surfou. Camarão sofreu uma contusão no joelho esquerdo e fez o possível para vencer as difíceis condições do mar, com as ondas fechando rapidamente na maioria e o forte vento que trouxe até chuva para a Praia da Tiririca. A última vaga do dia para a quarta fase do QS 1500 da Bahia, ficou com o pernambucano Alan Donato, com ele e Thiago Camarão eliminando o catarinense Yuri Gonçalves e o paulista Douglas Noronha.

Publicidade

“O mar ficou muito difícil, as condições não estavam favoráveis para nenhum atleta, mas consegui ali no final achar as ondas para me classificar”, disse Thiago Camarão. “Eu tracei duas estratégias para essa bateria. Uma delas era pegar a melhor onda, mas no decorrer da bateria não existia mais melhor onda. A segunda era ir para os aéreos e aí acabei sendo feliz para sair com a vitória. Eu tive uma lesão bem séria no joelho na final do Paulista Pro em Maresias, fiquei vinte dias sem entrar no mar e só voltei a surfar ontem (quinta-feira) aqui. Mas, estou me sentindo bem e bastante motivado para buscar esse título sul-americano, que é muito importante. Só que sempre foco bateria por bateria e o título será consequência”.

Deivid Silva (Foto: Igor Neves)

Se Thiago Camarão foi o último a vencer baterias na terceira fase, o primeiro foi o destaque da quinta-feira, Deivid Silva. Ele e o também paulista Flavio Nakagima barraram o peruano Adrian Garcia e o cearense Michel Roque. A bateria foi bem disputada e definida por décimos de diferença. Deivid começou bem com nota 7,00 e somou um 4,90 para vencer por 11,90 pontos. Nakagima tinha a maior nota – 7,15 – e só na última onda conseguiu um 4,65 para passar em segundo com 11,80, contra 11,40 do peruano Adrian Garcia e 9,90 de Michel Roque.

“O mar está bem diferente de ontem (quinta-feira), bem mais difícil e eu acabei escolhendo a prancha errada, mas no final deu tudo certo, Graças a Deus”, disse Deivid Silva. “Estou amarradão por ter vencido mais uma bateria e essa era muito difícil, contra o (Flavio) Nakagima e os outros dois que surfavam muito bem também. Mas, felizmente consegui pegar boas ondas de novo para passar mais uma fase. Dei mais um passo e agora vou descansar um pouco, depois treinar bastante ainda hoje, porque amanhã (sábado) tem mais”.

MELHORES DO DIA – Ninguém conseguiu superar os 16,90 pontos que Deivid Silva totalizou em sua melhor bateria na quinta-feira. O primeiro a chegar perto dessa marca foi o campeão sul-americano da WSL South America em 2015, Robson Santos, que venceu a sétima bateria da terceira fase por 15,25 pontos, com notas 8,25 e 7,00. Depois, somente no penúltimo confronto do dia, o capixaba Krystian Kymerson usou os aéreos para arrancar notas 8,50 e 7,75 e atingir 16,25 pontos, o maior placar da sexta-feira nas ondas da Praia de Tiririca.

“Estou muito feliz por ter passado essa minha primeira bateria. Eu sabia que ela ia ser muito disputada, com o Jihad (Khodr), o Wesley (Santos) e o americano (Kei Kobayashi), então aproveitei o ventinho ali para mandar os aéreos”, disse Krystian Kymerson. “Estou feliz por estar de volta aqui em Itacaré, que pra mim é um dos melhores lugares pra competir. Sempre tem uma onda boa pra dar os aéreos e fazer outras manobras quando está liso, então estava torcendo mesmo para que esse evento voltasse. Eu já ganhei essa etapa da Bahia, quando era lá em Salvador, então estou feliz por ter começado bem o campeonato”.

Victor Mendes (Foto: Igor Neves)

MAIOR NOTA – Krystian Kymerson foi quem ficou mais perto do maior placar do South to South apresenta Itacaré Surf Sound Festival, já o recorde de nota do primeiro dia chegou a ser igualado pelo paulista Victor Mendes na décima bateria da terceira fase. Em uma onda detonada com uma série de três manobras executadas com pressão e velocidade, Vitinho ganhou a mesma nota 9,0 que os juízes deram para o aéreo incrível do pernambucano Junior Lagosta na quinta-feira.

 “Eu estava esperando por uma onda boa como essa desde o início da bateria”, contou Victor Mendes. “Eu vi que entrou uma série bem grande, eu estava com a prioridade (de escolha da onda) e consegui dropar no lugar certo, dar uma rasgada boa, aí abriu uma parede grande pra fazer uma batida forte e ainda deu pra mandar mais uma pra finalizar. A onda foi muito boa e fiquei bem feliz pela nota 9,0 e por ter passado para a próxima fase”.

Alex Ribeiro (Foto: Igor Neves)

CAMPEÃO EM ITACARÉ – O irmão mais jovem do líder do ranking do WSL Qualifying Series, Jessé Mendes, que já está garantido na elite do CT do ano que vem, terá uma parada dura no sábado. Ele foi para a quinta bateria da quarta fase e vai enfrentar um dos quatro baianos que já se classificaram, Franklin Serpa, além de dois surfistas que já fizeram parte do grupo dos melhores do mundo da World Surf League, o paranaense Jihad Khodr e o paulista Alex Ribeiro, que já venceu essa etapa do QS de Itacaré em 2014. Alex estreou com vitória na bateria que um local da cidade, Felix Martins, avançou em segundo lugar, despachando o recordista de nota, Junior Lagosta, além do catarinense Gustavo Ramos.

“Eu adoro esse lugar, é o maior astral, maior vibe e mais uma vez tem boas ondas pra galera se divertir”, disse Alex Ribeiro, que ocupa a 19.a posição no ranking do WSL Qualifying Series, que classifica os dez primeiros para o CT 2018. “Eu consegui começar bem o evento, vencendo minha primeira bateria e agora é focar pra amanhã (sábado). Eu espero melhorar minha pontuação no ranking aqui. Sei que não vai me fazer subir muito, mas é importante sempre estar trocando resultado e estou amarradão por estar de volta aqui em Itacaré”.

Deyvson Santos (Foto: Peu Fernandes)

SURPRESA DO DIA – Entre os participantes do South to South apresenta Itacaré Surf Sound Festival, quem está mais próximo da zona de classificação para o CT é o catarinense Alejo Muniz. Ele estreou na bateria anterior a de Alex Ribeiro e avançou para a quarta fase, mas teve que brigar pelo segundo lugar na bateria com o experiente bicampeão brasileiro Renato Galvão. Os dois foram superados pela grande surpresa do dia, o jovem potiguar Deyvson Santos, que também bateu um local de Itacaré, Iago Silva, que ficou em último na bateria.

“Eu sabia que era a minha oportunidade de poder mostrar meu surfe contra dois ídolos, o Renato Galvão e o Alejo Muniz, então estou muito feliz por ganhar a bateria”, disse Deyvson Santos. “Graças a Deus, eu consegui me posicionar bem lá no mar para achar boas ondas e fazer boas notas. A bateria era muito difícil, contra dois surfistas bem mais experientes do que eu, como o Alejo que estava no CT até o ano passado. Mas, procurei ficar calmo pra escolher bem as ondas e estou muito feliz por ter avançado para a próxima fase”.

Yage Araujo (Foto: Peu Fernandes)

PARTICIPAÇÃO BAIANA – Iago Silva perdeu a chance de passar para a quarta fase nessa bateria, mas dois surfistas de Itacaré se classificaram. Na disputa seguinte, Felix Martins passou junto com Alex Ribeiro e o principal candidato a título da cidade, Yagê Araujo, atleta patrocinado pela South to South, já tinha garantido sua vaga no segundo confronto da terceira fase disputado pela manhã. Yagê travou uma batalha com o cearense Charlie Brown e ganhou essa disputa pelo segundo lugar na bateria vencida pelo paraibano José Francisco, o Fininho.

“As condições do mar estão bem difíceis, então decidi sair pegando qualquer onda para não ficar esperando muito”, disse Yagê Araujo. “Eu saí na frente na bateria, mas o Fininho (José Francisco) acabou dominando do meio em diante e felizmente veio aquela onda boa no final para eu passar em segundo lugar. Ontem (quinta-feira) o mar estava melhor, tinha mais direitas e hoje tá um bolo doido ali, mas é isso mesmo, está igual pra todo mundo. Quero continuar avançando, porque pretendo fazer um bom resultado nesse evento em casa”.

Juninho Urcia (Foto: Igor Neves)

PERUANOS CLASSIFICADOS – Além de Yagê Araujo e Felix Martins, que são de Itacaré, mais dois baianos já avançaram para a quarta fase do South to South apresenta Itacaré Surf Sound Festival, o soteropolitano Bino Lopes e o surfista de Ilhéus, Franklin Serpa. Ambos passaram em segundo lugar nas suas baterias. Serpa barrou o experiente cearense Heitor Alves e o argentino Facundo Arreyes no confronto vencido por Tales Araujo. E Bino ficou atrás de um estrangeiro, Juninho Urcia, um dos dois peruanos que triunfaram nas ondas da sexta-feira na Praia da Tiririca. O outro foi Alonso Correa, na bateria vencida pelo paulista Hizunomê Bettero.

“As condições das ondas estão um pouco difíceis, mas estou muito contente por ter começado o evento com uma vitória”, disse Juninho Urcia. “É muito bom estar aqui de volta ao Brasil e nesse lugar muito bonito que é Itacaré. Eu não conhecia, é minha primeira vez em Itacaré e gostei de tudo aqui, da cidade, das ondas, das pessoas, tenho alguns amigos aqui e estou aproveitando tudo. Espero seguir passando mais baterias e estou superfocado em conseguir um bom resultado nesse evento”.

SÁBADO ÀS 8H00 – A rodada de estreia dos cabeças de chave do South to South apresenta Itacaré Surf Sound Festival será encerrada na manhã deste sábado na Praia da Tiririca. A previsão é iniciar a primeira bateria do dia às 8h00 em Itacaré, 9h00 no horário de verão de Brasília. Será mais um confronto brasileiro, encabeçado pelo baiano Marco Fernandez, que já estava pronto para competir na sexta-feira, mas sua bateria foi adiada. Na disputa seguinte, entra um local de Itacaré, Alandreson Martins, com a estrela do evento e único top da elite do CT, Jadson André, estreando na terceira do dia e última da terceira fase.

ONDA FEST ITACARÉ – Também na sexta-feira, começa a principal atração extracompetição do South to South apresenta Itacaré Surf Sound Festival, o Onda Fest Itacaré. Serão duas noites com shows no palco montado na Praia do Resende, em Itacaré. Na primeira, as atrações serão o Conecrew, Maskavo e Marlon Moreira. E no sábado, se apresentam o Bruta Raça, Rael, Fábrica de Sons e banda Kasa 8. Os ingressos estão à venda no Café Bar Pé de Amendoa e na Cacau Show de Itacaré, bem como nas lojas Backdoor de Ilhéus e Itabuna.

Já as várias atividades de preservação e educação ambiental, programadas para o público durante os dias na Praia da Tiririca, já foram iniciadas na quinta-feira. Cerca de sessenta crianças de escolas públicas de Itacaré visitaram a arena do South to South apresenta Itacaré Surf Sound Festival na sexta-feira e as oficinas e palestras das tendas das entidades selecionadas pela Associação de Surf de Itacaré (ASI), como INEMA, Recicla Itacaré, Instituto Floresta Viva, Instituto Baleia Jubarte, Civil Eco, Embaúba e Sala Verde em parceria com a Secretaria de Meio-Ambiente da Prefeitura de Itacaré.

O Governo do Estado da Bahia e South to South apresentam o QS 1500 Itacaré Surf Sound Festival, evento homologado pela WSL South America como 48.a etapa do WSL Qualifying Series, que será realizado com apoio da Prefeitura Municipal de Itacaré, Governo do Estado da Bahia, South to South, Instituto Floresta Viva, Grou Turismo, Pousada Terra Boa e Associação de Surf de Itacaré (ASI). O evento será transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Grant Baker, Phil Rajzman, Tory Gilkerson, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

SOUTH TO SOUTH apresenta ITACARÉ SURF SOUND FESTIVAL:

TERCEIRA FASE – 3.o=33.o lugar com 180 pontos e 4.o=49.o lugar com 165 pontos:

———baterias que ficaram para abrir o sábado:

14: Marco Fernandez (BRA), Gabriel André (BRA), Pedro Neves (BRA), Douglas Silva (BRA)

15: Marcos Correa (BRA), Jean da Silva (BRA), Alandreson Martins (BRA), Igor Moraes (BRA)

16: Jadson André (BRA), Nicolas Vargas (CHL), Lysandro Leandro (BRA), Pericles Dimitri (BRA)

QUARTA FASE – 3.o=17.o lugar com 300 pontos e 4.o=25.o lugar com 280 pontos:

1.a: Deivid Silva (BRA), Bino Lopes (BRA), José Francisco (BRA), Gabriel Farias (BRA)

2.a: Flavio Nakagima (BRA), Yagê Araujo (BRA), Juninho Urcia (PER), Amando Tenorio (BRA)

3.a: Alejo Muniz (BRA), Hizunomê Bettero (BRA), Victor Bernardo (BRA), Weslley Dantas (BRA)

4.a: Robson Santos (BRA), Alonso Correa (PER), Deyvson Santos (BRA), Renan Argemiro (BRA)

5.a: Alex Ribeiro (BRA), Victor Mendes (BRA), Jihad Khodr (BRA), Franklin Serpa (BRA)

6.a: Krystian Kymerson (BRA), Tales Araujo (BRA), Luciano Brulher (BRA), Felix Martins (BRA)

7.a: Thiago Camarão (BRA), 1.o da 14.a bateria da 3.a fase, 2.o da 15.a bateria, 2.o da 16.a

8.a: Alan Donato (BRA), 2.o da 14.a bateria da 3.a fase, 1.o da 15.a e 1.o da 16.a bateria

RESULTADOS DA SEXTA-FEIRA NO QS 1500 DA BAHIA EM ITACARÉ:

TERCEIRA FASE – entrada dos 48 principais cabeças de chave mais bem ranqueados no QS:

——-1.o e 2.o=Quarta Fase / 3.o=33.o lugar com 180 pontos e 4.o=49.o lugar com 165 pts:

1.a: 1-Deivid Silva (BRA), 2-Flavio Nakagima (BRA), 3-Adrian Garcia (PER), 4-Michel Roque (BRA)

2.a: 1-José Francisco (BRA), 2-Yagê Araujo (BRA), 3-Charlie Brown (BRA), 4-Raoni Monteiro (BRA)

3.a: 1-Amando Tenorio (BRA), 2-Gabriel Farias (BRA), 3-Luel Felipe (BRA), 4-Kallebe Kymerson (BRA)

4.a: 1-Juninho Urcia (PER), 2-Bino Lopes (BRA), 3-Artur Silva (BRA), 4-Kim Matheus (BRA)

5.a: 1-Victor Bernardo (BRA), 2-Renan Argemiro (BRA), 3-Wesley Leite (BRA), 4-Daniel Matos (BRA)

6.a: 1-Hizunomê Bettero (BRA), 2-Alonso Correa (PER), 3-Guillermo Satt (CHL), 4-Geovane Ferreira (BRA)

7.a: 1-Robson Santos (BRA), 2-Weslley Dantas (BRA), 3-Tomas Lopez Moreno (ARG), 4-Davi Mendes (BRA)

8.a: 1-Deyvson Santos (BRA), 2-Alejo Muniz (BRA), 3-Renato Galvão (BRA), 4-Iago Silva (BRA)

9.a: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Felix Martins (BRA), 3-Junior Lagosta (BRA), 4-Gustavo Ramos (BRA)

10: 1-Victor Mendes (BRA), 2-Luciano Brulher (BRA), 3-Samuel Igo (BRA), 4-Thiago Guimarães (BRA)

11: 1-Tales Araujo (BRA), 2-Franklin Serpa (BRA), 3-Heitor Alves (BRA), 4-Facundo Arreyes (ARG)

12: 1-Krystian Kymerson (BRA), 2-Jihad Khodr (BRA), 3-Wesley Santos (BRA), 4-Kei Kobayashi (EUA)

13: 1-Thiago Camarão (BRA), 2-Alan Donato (BRA), 3-Yuri Gonçalves (BRA), 4-Douglas Noronha (BRA)

———ficaram para abrir o sábado:

14: Marco Fernandez (BRA), Gabriel André (BRA), Pedro Neves (BRA), Douglas Silva (BRA)

15: Marcos Correa (BRA), Jean da Silva (BRA), Alandreson Martins (BRA), Igor Moraes (BRA)

16: Jadson André (BRA), Nicolas Vargas (CHL), Lysandro Leandro (BRA), Pericles Dimitri (BRA)

SEGUNDA FASE – 3.o=65.o lugar com 105 pontos e 4.o=81.o lugar com 90 pontos:

———baterias que abriram a sexta-feira:

13: 1-Alan Donato (BRA), 2-Douglas Silva (BRA), 3-João Castano (BRA), 4-Gustavo Borges (BRA)

14: 1-Pedro Neves (BRA), 2-Douglas Noronha (BRA), 3-Elson Vieira (BRA), 4-Alex Siqueira (BRA)

15: 1-Alandreson Martins (BRA), 2-Pericles Dimitri (BRA), 3-Pedro Mendes (BRA), 4-Nate Dorman (EUA)

16: 1-Lysandro Leandro (BRA), 2-Igor Moraes (BRA), 3-Luan Wood (BRA), 4-Odacir Nonato (BRA)

———resultados da quinta-feira:

1.a: 1-Deivid Silva (BRA), 2-Charlie Brown (BRA), 3-José Gundesen (ARG), 4-Pedro Nogueira (BRA)

2.a: 1-José Francisco (BRA), 2-Michel Roque (BRA), 3-Bruno Galini (BRA), 4-Alessandro Dias (BRA)

3.a: 1-Amando Lins (BRA), 2-Artur Silva (BRA), 3-Renan Peres (BRA), 4-Olivier Cassaigne (FRA)

4.a: 1-Kim Matheus (BRA), 2-Kallebe Kymerson (BRA), 3-Pedro Dib (BRA), 4-Pedro Ingber (BRA)

5.a: 1-Renan Argemiro (BRA), 2-Geovane Ferreira (BRA), 3-Guilherme Villas Boas (BRA), 4-Tarcizio Campos (BRA)

6.a: 1-Guillermo Satt (CHL), 2-Daniel Matos (BRA), 3-Erick Moraes (BRA), w.o-Mateus Sena (BRA)

7.a: 1-Tomas Lopez Moreno (ARG), 2-Renato Galvão (BRA), 3-Caetano Vargas (BRA), 4-Daniel Adisaka (BRA)

8.a: 1-Deyvson Santos (BRA), 2-Davi Mendes (BRA), 3-Felipe Oliveira (BRA), 4-Junior Santos (BRA)

9.a: 1-Junior Lagosta (BRA), 2-Samuel Igo (BRA), 3-Leonardo Berbet (BRA), 4-Davi Silva (BRA)

10: 1-Luciano Brulher (BRA), 2-Gustavo Ramos (BRA), 3-Guilherme Marques (BRA), 4-Pedro Berasaluze (ESP)

11: 1-Tales Araujo (BRA), 2-Jihad Khodr (BRA), 3-Adilton Mariano (BRA), 4-Fernando Junior (BRA)

12: 1-Wesley Santos (BRA), 2-Franklin Serpa (BRA), 3-Itim Silva (BRA), 4-Igor Farias (BRA)