Kelly Slater causa polêmica ao defender abate de tubarões

Kelly Slater causa polêmica ao defender abate de tubarões nas Ilhas Reunião (Foto: Reprodução/Instagram)
Americano 11 vezes campeão mundial cobra medida do governo francês após oitava morte ser registrada por ataques de animais na região
Maior nome do surfe mundial de todos os tempos, Kelly Slater causou uma enorme polêmica, no último fim de semana, ao defender o abate de tubarões nas Ilhas Reunião, território francês no Oceano Índico. Após a notícia da morte do local Alexandre Naussance, no último dia 21 de fevereiro – a oitava por ataques de animais no local -, o americano 11 vezes campeão mundial opinou sobre o assunto nas redes sociais. A postura de Kelly, no entanto, não agradou muita gente.
“Honestamente, não vou ser o mais querido por dizer isso, mas é necessário que haja um sério abate diário nas Ilhas Reunião. Há um claro desequilíbrio no oceano, lá. Se o mundo inteiro tivesse essa taxa de ataques, ninguém usaria o oceano e literalmente milhões de pessoas estariam morrendo desse jeito. O governo francês precisa descobrir isso o mais cedo. Vinte ataques desde 2011?”, questionou Kelly, citando o número de casos registrados recentemente no local.

A declaração de Slater gerou ainda mais debate pelo fato de o surfista ser conhecido justamente por costumar atuar na defesa dos animais. Mais tarde, ele voltou às redes sociais para se explicar melhor.

Publicidade

“Eu não estava uma defendendo uma destruição de nenhuma espécie. Na verdade, há chances de muitas outras espécies de tubarões e outros seres do mar que poderiam prosperar sem a abundância de ‘tubarões-cabeça-chata’ devastando o ambiente local na Ilha Reunião. Não se trata de me divertir e estar sendo egoísta com o meu esporte”, argumentou o multi-campeão, que foi criticado por órgãos protetores dos animais e do meio ambiente.

Fonte canaloff.globo.com