Início do Margaret River Pro é adiado até sexta-feira!

Margaret River (Foto: Kelly Cestari – WSL)
By João Carvalho

Com as previsões indicando uma melhor combinação do vento com o tamanho das ondas mais para o fim de semana, os comissários da World Surf League decidiram adiar o início do Margaret River Pro nos dois primeiros dias da janela de realização do evento, que vai até o dia 22 de abril na costa ocidental da Austrália. Os surfistas foram liberados para treinar na quarta e na quinta-feira e a próxima chamada foi marcada para as 7h00 da sexta-feira em Margaret River, 20h00 da quinta-feira pelo fuso horário de Brasília.

Margaret River (Foto: Kelly Cestari – WSL)

“Estamos muito entusiasmados por estar de volta a Western Australia para o Margaret River Pro”, disse o comissário da WSL, Kieren Perrow. “Temos hoje (quarta-feira) um swell (ondulação) muito mexido pelo vento desfavorável, por isso decidimos adiar o início da competição hoje e amanhã (quinta-feira). Temos um grande swell se aproximando entre sexta-feira e sábado, que deve permanecer nos dias seguintes. Então, vamos esperar pelas ondas e a próxima chamada será só na sexta-feira”.

Publicidade

Se a comissão técnica escolher iniciar o Margaret River Pro pela categoria masculina, o Brasil vai estrear em dose dupla no segundo confronto do dia, com o catarinense Tomas Hermes e o pernambucano Ian Gouveia enfrentando o sul-africano Jordy Smith. E mais dois brasileiros entram na bateria seguinte, os paulistas Caio Ibelli e Miguel Pupo contra o australiano Owen Wright.

Caso a decisão seja começar o Margaret River Pro pelas meninas, o Brasil já estreia na primeira bateria do dia, pois a cearense Silvana Lima foi escalada para abrir o campeonato junto com a australiana Sally Fitzgibbons e a havaiana Coco Ho. Nas duas categorias, esta primeira fase não é eliminatória. Os vencedores das baterias avançam direto para a terceira fase, mas os perdedores têm uma segunda chance de classificação na repescagem.

Acompanhe a transmissão ao vivo do Margaret River Pro pelo www.worldsurfleague.com ou pelo Facebook Live e pelo aplicativo da World Surf League.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

PRIMEIRA FASE DO MARGARET RIVER PRO – Vitória=Terceira Fase / 2.o e 3.o=Segunda Fase:

1.a: Matt Wilkinson (AUS), Connor O´Leary (AUS), Keanu Asing (HAV)

2.a: Jordy Smith (AFR), Tomas Hermes (BRA)Ian Gouveia (BRA)

3.a: Owen Wright (AUS), Caio Ibelli (BRA)Miguel Pupo (BRA)

4.a: John John Florence (HAV), Wade Carmichael (AUS), Mikey Wright (AUS)

5.a: Gabriel Medina (BRA), Joan Duru (FRA), Kael Walsh (AUS)

6.a: Julian Wilson (AUS), Jessé Mendes (BRA), Dave Delroy-Carr (AUS)

7.a: Filipe Toledo (BRA), Conner Coffin (EUA), Michael February (AFR)

8.a: Adriano de Souza (BRA), Kanoa Igarashi (EUA), Yago Dora (BRA)

9.a: Adrian Buchan (AUS), Griffin Colapinto (EUA), Willian Cardoso (BRA)

10: Italo Ferreira (BRA), Sebastian Zietz (HAV), Michael Rodrigues (BRA)

11: Kolohe Andino (EUA), Frederico Morais (PRT), Ezekiel Lau (HAV)

12: Joel Parkinson (AUS), Michel Bourez (TAH), Patrick Gudauskas (EUA)

PRIMEIRA FASE DO MARGARET RIVER PRO – Vitória=Terceira Fase / 2.a e 3.a=Segunda Fase:

1.a: Sally Fitzgibbons (AUS), Silvana Lima (BRA), Coco Ho (HAV)

2.a: Carissa Moore (HAV), Sage Erickson (EUA), Bronte Macaulay (AUS)

3.a: Stephanie Gilmore (AUS), Keely Andrew (AUS), Mikaela Greene (AUS)

4.a: Lakey Peterson (EUA), Caroline Marks (EUA), Paige Hareb (NZL)

5.a: Tyler Wright (AUS), Tatiana Weston-Webb (HAV), Macy Callaghan (AUS)

6.a: Johanne Defay (FRA), Nikki Van Dijk (AUS), Malia Manuel (HAV)

TOP-22 DO JEEP LEADERBOARD – RANKING WSL 2018 – após a 2.a etapa:

01: Julian Wilson (AUS) – 11.665 pontos

01: Italo Ferreira (BRA) – 11.665 pontos

03: Mick Fanning (AUS) – 11.500

04: Owen Wright (AUS) – 9.490

04: Michel Bourez (TAH) – 9.490

06: Adrian Buchan (AUS) – 9.465

07: Gabriel Medina (BRA) – 7.750

07: Griffin Colapinto (EUA) – 7.750

09: Tomas Hermes (BRA) – 6.505

09: Patrick Gudauskas (EUA) – 6.505

11: Filipe Toledo (BRA) – 6.410

11: Frederico Morais (PRT) – 6.410

13: Adriano de Souza (BRA) – 5.365

13: Jeremy Flores (FRA) – 5.365

13: Conner Coffin (EUA) – 5.365

13: Wade Carmichael (AUS) – 5.365

17: Ezekiel Lau (HAV) – 5.165

17: Michael Rodrigues (BRA) – 5.165

19: Matt Wilkinson (AUS) – 4.120

19: Kanoa Igarashi (EUA) – 4.120

21: Mikey Wright (AUS) – 3.700

22: Jordy Smith (AFR) – 3.330

22: Kolohe Andino (EUA) – 3.330

22: Joel Parkinson (AUS) – 3.330

22: Willian Cardoso (BRA) – 3.330

——–outros brasileiros:

26: Jessé Mendes (BRA) – 2.085 pontos

31: Caio Ibelli (BRA) – 840

31: Ian Gouveia (BRA) – 840

31: Yago Dora (BRA) – 840

TOP-10 DO JEEP LEADERBOARD – RANKING WSL 2018 – 2 etapas:

01: Stephanie Gilmore (AUS) – 14.745 pontos

02: Lakey Peterson (EUA) – 13.085

03: Caroline Marks (EUA) – 10.830

04: Carissa Moore (HAV) – 9.490

05: Tatiana Weston-Webb (HAV) – 9.190

05: Keely Andrew (AUS) – 9.190

07: Silvana Lima (BRA) – 9.170

08: Tyler Wright (AUS) – 7.830

08: Johanne Defay (FRA) – 7.830

10: Sally Fitzgibbons (AUS) – 7.475

10: Malia Manuel (HAV) – 7.475