Havaiano atacado por tubarões segue em estado crítico

Kawika Matsu. Foto Reprodução instagram

Atacado por tubarões brancos, havaiano segue em estado crítico e passa por 5 cirurgias

Kawika Matsu foi surpreendido enquanto remava a 90m da costa de ilha isolada no Atlântico, entre o Brasil e a África. Surfistas como Kelly Slater e Shane Dorian se mobilizam para arrecadar fundos

O surfista havaiano Kawika Matsu, atacado por diversos tubarões brancos ao mesmo tempo enquanto remava em uma praia da isolada Ilha de Ascensão, de colonização britânica, situada no Atlântico Sul, entre o Brasil e a África. Kawika foi atacado a 90 metros da costa e sofreu graves lesões, mas conseguiu reunir forças para subir na prancha e esperar pelo resgate. O incidente ocorreu em 24 de julho e, três dias depois do resgate, ele foi levado para um hospital na Flórida, onde permanece internado internado em estado crítico. Matsu já passou por cinco cirurgias desde o incidente, no fim de julho, mas no hospital sem previsão de alta.

Kelly Slater e Shane Dorian foram alguns dos nomes que se mobilizararam para chamar a atenção sobre o caso e, ajudando a arrecadar fundos para o tratamento. O financiamento coletivo busca angariar US$ 100 mil para a recuperação de Kawika. Até o momento, foram doados US$ 13,49 mil.

Publicidade

– Kawika Matsu, do Hawaii, foi atacado por múltiplos tubarões brancos. Ele tem muita sorte por estar vivo e já foi submetido a cinco cirurgias até o momento – disse Shane Dorian em seu perfil do Instagram, no qual explicou o caso e pediu a colaboração de todos em um link em sua biografia.

Kawika é atacado por múltiplos tubarões brancos e ganha apoio de nomes de peso para divulgar o

Kawika é atacado por múltiplos tubarões brancos e ganha apoio de nomes de peso para divulgar o “crowdfunding” (financiamento coletivo) (Foto: Reprodução/gofoundme)

Kawika aproveitava os seus últimos dias na Ilha da Ascensão, quando percebeu a presença de um grande tubarão branco enquanto remava em sua prancha de stand up paddle. O animal veio por baixo e arremessou o havaiano para o ar. Antes de recuperar o equipamento, o tubarão voltou a atacá-lo nas costas e nos ombros. Ele lutou e conseguiu acertar o nariz do predador, que soltou o seu corpo. Kawika nadou em direção à prancha, mas o animal voltou e mordeu a sua perna, mas, por um milagre, ele conseguiu subir novamente na prancha. Gravemente ferido, percebeu a presença de uma série de tubarões em um círculo ao seu redor.

Fonte globoesporte.globo.com