GP Extreme João Pessoa acontece nesse sábado na capital paraibana

Segunda das quatro etapas da série GPX 2018 ocorre nesse final de semana, com largada às 7h, na Praia de Cabo Branco – Fotos: Wagner Araújo

Publicidade

Após estrear com sucesso em São Carlos, no mês de março, o GP Extreme chega a sua segunda de quatro etapas na temporada 2018 desembarcando em João Pessoa, capital da Paraíba, onde triatletas de 14 estados serão desafiados neste sábado (7) nos 1000 m de natação, 100 km de ciclismo e 10 km de corrida do GPX. A prova terá largada às 7h, na Praia de Cabo Branco e promete ser um dos destaques esportivos do ano na belíssima “Jampa”, como é carinhosamente conhecida a cidade.

Em 2017, o GPX fez sua estreia em João Pessoa colocando pela primeira vez o Nordeste na rota de eventos da série. Logo no primeiro ano o evento foi um sucesso contando com a presença de muitos atletas da região. Pelo ótimo apelo turístico e excelentes condições para o desenvolvimento da modalidade, a capital da Paraíba tornou-se um destino desejado por competidores e familiares.

“O GP Extreme faz muito sucesso no calendário nacional como a prova de longa distância que privilegia o ciclismo, com natação mais curta e uma corrida que permite rápida recuperação pós prova, sendo uma prova completa. Além disso, com uma posição privilegiada no centro do Nordeste, o local facilita o acesso de todos os atletas que estão se preparando para provas mais longas, como o Ironman Brasil”, explica Sandro Bernardoni, organizador do evento.

Além de São Carlos, realizada em março, e João Pessoa, o GPX passará em 2018 por Penha (SC) e Natal (RN), ambas no mês de setembro.

Programação e percurso:

Assim como em 2017, a prova terá largada na Praia de Cabo Branco, a partir das 7h deste sábado (7), para os 1000 m de natação. Os 100 km de ciclismo serão percorridos na Avenida Panorâmica, sendo que o trânsito será controlado com facilidade de uma pista exclusiva para o evento. Já os 10 km de corrida acontecem em um trajeto bem plano na Avenida Cabo Branco. O maior desafio deve ser o calor, sempre presente no belíssimo litoral nordestino.

No entanto, antes do sábado a movimentação em torno do GPX começa em João Pessoa. Nessa sexta-feira (6) inicia-se a entrega de kits, das 14h às 17h50, no Hotel Nord Luxxor – Avenida Almirante Tamandaré, 740, Tambaú. Na manhã de sábado os atletas estarão autorizados a ingressar na área de transição das 6h às 6h50.

Sobre o GP Extreme:
Realizado desde 2011, em São Carlos (SP) pela SB5 Eventos, o GP Extreme ganhou força para a temporada 2017 com a inclusão de novas provas percorrendo as regiões Sul, Sudeste e Nordeste do país. Além de passar pelo interior paulista, as cidades de João Pessoa (PB) e Penha (SC) fizeram parte do calendário de provas, consolidando o circuito como um dos principais do país, com formato único, que inclui 1.000m de natação, 100km de ciclismo e 10km de corrida. Para 2018, os eventos foram mantidos e uma nova praça foi incluída – Natal (RN), completando quatro etapas para a temporada.

Sobre João Pessoa:

Conhecida carinhosamente como Jampa, João Pessoa é uma das mais antigas capitais do Nordeste, reunindo ruas arborizadas, orla preservada pela legislação que limita a altura dos prédios, povo hospitaleiro, belas praias. Os turistas se concentram nas praias urbanas de Tambaú, Manaíra e Cabo Branco, com barracas, bares e restaurantes. No litoral Sul, se encontram belas e rústicas paisagens. É lá que está Tambaba, o mais consagrado endereço naturista do Brasil.

 Já o litoral Norte é point dos surfistas. As águas formam excelentes ondas. Quem viaja com crianças deve incluir no roteiro um mergulho nas piscinas naturais de Picãozinho, repletas de peixes coloridos. Com um rico acervo histórico-arquitetônico, João Pessoa guarda imponentes construções barrocas datadas do século 16. A devoção, ainda nos dias de hoje, é bastante forte e representada pelo espetáculo da Paixão de Cristo que atrai fiéis e turistas na Semana Santa. 

Um dos cartões-postais da cidade, o Farol do Cabo Branco sinaliza que João Pessoa é o ponto oriental extremo das Américas – em suas praias, o sol nasce primeiro. No quesito gastronomia, embora emoldurada por uma bela orla, a cozinha da capital não se limita aos de frutos do mar. Porreta mesmo são as receitas do sertão, à base de carne-de-sol e de bode, macaxeira, arroz de leite, feijão-de-corda e manteiga de garrafa.

Informações para imprensa

Danilo Caboclo – danilo@gruposix.com.br – 48 9.9177-8099
Marina Sartori – marina@gruposix.com.br – 48 9.9135-9402