Sete brasileiros vão disputar a terceira fase em Margaret River

Italo Ferreira of Brasil (pictured) winning his Round 1 heat at the Drug Aware Margaret River Pro in Western Australia.

Sete brasileiros vão disputar a terceira fase em Margaret River

By João Carvalho | 9 de abril de 2016

Publicidade

Mais quatro brasileiros venceram suas primeiras baterias em Margaret River e sete vão disputar a terceira fase do Drug Aware Pro na Austrália. O único que está fora da briga do título na etapa que fecha a perna australiana do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour é Alex Ribeiro, que perdeu um duelo verde-amarelo na repescagem para Caio Ibelli. Já Wiggolly Dantas surfou um dos melhores tubos do sábado nas boas ondas de 4-6 pés em Main Break, Alejo Muniz ganhou sua primeira bateria depois da cirurgia no joelho e Miguel Pupo confirmou a ótima participação do Brasil em Margaret River. Os quatro se juntam aos campeões mundiais Adriano de Souza e Gabriel Medina e a Italo Ferreira, que estrearam com vitórias no primeiro dia e não competiram no sábado na Austrália.

O paulista Wiggolly Dantas, de Ubatuba, foi um dos destaques do dia. Ele já havia surfado bem nos primeiros confrontos da manhã, que faltavam para fechar a primeira fase, mas perdeu por pouco – 14,90 a 14,50 – para o australiano Josh Kerr. Teve que voltar ao mar e aproveitou muito bem a segunda chance de classificação para a terceira fase contra o local de M-River, Jack Robinson. Wiggolly ganhou 9,63 dos juízes atacando uma onda com três manobras explosivas de backside e ainda tirou mais duas notas excelentes, acima de 8, pegando um dos melhores tubos do dia nas direitas de Main Break. Ele foi o segundo e último surfista a ultrapassar a barreira dos 18 pontos em Margaret River, com seus 18,06 só ficando abaixo dos 18,87 das notas 9,87 e 9,00 do havaiano John John Florence no confronto que fechou a primeira fase.

Três baterias após a vitória de Wiggolly Dantas, aconteceu o duelo dos estreantes do Brasil na elite dos top-34 da World Surf League esse ano. Caio Ibelli foi um dos três únicos surfistas a passar da terceira fase nas duas primeiras etapas da temporada. Os outros foram o líder do ranking, Matt Wilkinson, e o vice-líder, Conner Coffin, dos Estados Unidos. Caio surfou bem de novo, mostrando muita segurança nas manobras e pegou as melhores ondas que entraram para tirar duas notas na casa dos 7 pontos. Ele totalizou 14,74 pontos, contra 12,83 pontos do também paulista Alex Ribeiro, que não conseguiu passar nenhuma bateria na Austrália.

Na disputa seguinte, o outro reforço na seleção brasileira deste ano, Alejo Muniz, ganhou a primeira dele depois da cirurgia no joelho contundido em outubro na França. O catarinense não competiu nas duas primeiras etapas e só está retornando agora em Margaret River. Mostrou estar bem preparado e já havia surfado bem na sexta-feira, perdendo por pouco para o taitiano Michel Bourez. No sábado, pegou a melhor onda da bateria e a nota 7,33 recebida foi decisiva para derrotar o experiente australiano Kai Otton por 12,23 a 10,57 pontos.

E o paulista Miguel Pupo despachou outro australiano na disputa pela penúltima vaga para a terceira fase, Davey Cathels. Pupo achou uma onda muito boa e foi abrindo grandes leques de água com a potência das suas rasgadas e batidas de backside, lincando as manobras com velocidade para receber 8,17 dos juízes. Essa nota liquidou uma das novidades da Austrália na elite deste ano, que tinha barrado o campeão mundial Gabriel Medina na terceira fase da etapa passada, em Bells Beach.

BRASIL NA TERCEIRA FASE – E o último brasileiro a se classificar, será o primeiro a competir na segunda rodada eliminatória do Drug Aware Margaret River Pro. Miguel Pupo vai enfrentar na terceira bateria, o mesmo australiano Julian Wilson que o eliminou no Rip Curl Pro Bells Beach. A terceira fase já vai começar quente, com Matt Wilkinson com a lycra amarela do Jeep WSL Leader, disputando um duelo australiano com o jovem Matt Banting.

Depois terão três baterias seguidas com brasileiros disputando vagas para as duas rodadas classificatórias para as quartas de final em Margaret River. Na sexta, o defensor do título do Drug Aware Pro, Adriano de Souza, terá pela frente o jovem italiano Leonardo Fioravanti de apenas 18 anos de idade, que derrotou Kelly Slater no sábado. Na sétima, entra o também campeão mundial Gabriel Medina contra o australiano Adam Melling. E na oitava, Wiggolly Dantas encara o americano Kolohe Andino, vice-campeão da primeira etapa na Gold Coast.

A terceira fase vai começar com um duelo australiano e será encerrada com outra bateria brasileira em Margaret River, entre o potiguar Italo Ferreira já defendendo a quarta posição no ranking e o catarinense Alejo Muniz, que está participando da sua primeira etapa no Samsung Galaxy WSL Championship Tour este ano. Já a penúltima bateria vai reeditar outro confronto da terceira fase em Bells Beach, entre Caio Ibelli e o havaiano John John Florence, que foi vencido pelo brasileiro.

SURPRESAS DO SÁBADO – A grande zebra do sábado foi o jovem Leonardo Fioravanti, que eliminou o onze vezes campeão mundial Kelly Slater. Quando o italiano nasceu em Roma, Slater, com seus 44 anos de idade, já tinha dois títulos no currículo. Fioravanti lidera o ranking do WSL Qualifying Series esse ano e está participando do Drug Aware Pro como convidado. A outra surpresa do dia foi o australiano Taj Burrow, que anunciou sua aposentadoria do Circuito Mundial aos 37 anos de idade. Ele vai encerrar a carreira na etapa de Fiji, nos dias 5 a 17 de junho, depois de dezenove temporadas e dois vice-campeonatos mundiais, em 1999 e 2007.

Taj Burrow é da região de Margaret River e venceu a bateria que abriu o Drug Aware Pro na sexta-feira. Seu próximo desafio é contra o norte-americano Nat Young no quarto duelo da terceira fase. A primeira chamada do domingo foi marcada para as 7h00 na costa ocidental da Austrália, 20h00 do sábado pelo fuso horário de Brasília, com transmissão ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e também pelo canal +HD da ESPN Brasil.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A missão da Liga Mundial de Surf é inspirar uma mudança positiva para o surf, nossos fãs, e para o meio ambiente. Antes denominada Association of Surfing Professionals, a WSL tem promovido os principais campeonatos de surf desde 1976, decidindo os campeões mundiais no Samsung Galaxy WSL Championship Tour masculino e feminino, o Big Wave Tour, o Qualifying Series, o Junior, o Longboard e produzindo eventos como o WSL Big Wave Awards. A WSL possui um profundo apreço pelo passado do esporte, promovendo ao mesmo tempo o desenvolvimento, inovação e desempenho no mais alto nível. Nós colocamos os melhores surfistas do mundo nas melhores ondas do mundo.

Exibindo o melhor do surf em sua plataforma digital através da www.worldsurfleague.com, a WSL tem energizado sua legião de fãs apaixonados com milhões de novos fãs em todo o mundo, todos sintonizados para acompanhar as grandes estrelas do surf mundial, como Kelly Slater, Filipe Toledo, Gabriel Medina, Makua Rothman, Grant “Twiggy” Baker, Greg Long, Stephanie Gilmore, John John Florence, Carissa Moore, entre outros, competindo no ambiente mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes.

——————————————————

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

——————————————————

BATERIAS DO DRUG AWARE MARGARET RIVER PRO:

TERCEIRA FASE MASCULINA – Derrota=13.o lugar com 1.750 pontos e US$ 10.500 de prêmio:

1.a: Matt Wilkinson (AUS) x Matt Banting (AUS)

2.a: Joel Parkinson (AUS) x Michel Bourez (TAH)

3.a: Julian Wilson (AUS) x Miguel Pupo (BRA)

4.a: Nat Young (EUA) x Taj Burrow (AUS)

5.a: Josh Kerr (AUS) x Adrian Buchan (AUS)

6.a: Adriano de Souza (BRA) x Leonardo Fioravanti (ITA)

7.a: Gabriel Medina (BRA) x Adam Melling (AUS)

8.a: Wiggolly Dantas (BRA) x Kolohe Andino (EUA)

9.a: Jordy Smith (AFR) x Kanoa Igarashi (EUA)

10: Jeremy Flores (FRA) x Sebastian Zietz (HAV)

11: John John Florence (HAV) x Caio Ibelli (BRA)

12: Italo Ferreira (BRA) x Alejo Muniz (BRA)

SEGUNDA FASE – Derrota=25.o lugar com 500 pontos e US$ 9.000 de prêmio:

1.a: Jeremy Flores (FRA) 14.80 x 14.60 Jay Davies (AUS)

2.a: Jordy Smith (AFR) 15.94 x 13.73 Jacob Willcox (AUS)

3.a: Leonardo Fioravanti (ITA) 16.60 x 13.43 Kelly Slater (EUA)

4.a: Wiggolly Dantas (BRA) 18.06 x 14.37 Jack Robinson (AUS)

5.a: Adrian Buchan (AUS) 18.00 x 17.93 Dusty Payne (HAV)

6.a: Adam Melling (AUS) 13.84 x 12.63 Conner Coffin (EUA)

7.a: Caio Ibelli (BRA) 14.74 x 12.83 Alex Ribeiro (BRA)

8.a: Alejo Muniz (BRA) 12.23 x 10.57 Kai Otton (AUS)

9.a: Matt Banting (AUS) 14.90 x 13.30 Stuart Kennedy (AUS)

10: Kanoa Igarashi (EUA) 14.23 x 13.64 Ryan Callinan (AUS)

11: Miguel Pupo (BRA) 14.50 x 13.33 Davey Cathels (AUS)

12: Sebastian Zietz (HAV) 15.40 x 13.00 Keanu Asing (HAV)

PRIMEIRA FASE CLASSIFICATÓRIA – 1.o=Terceira Fase / 2.o e 3.o=Segunda Fase:

———-baterias que abriram o sábado:

10: 1-Kolohe Andino (EUA)=15.70, 2-Kelly Slater (EUA)=12.16, 3-Miguel Pupo (BRA)=5.10

11: 1-Josh Kerr (AUS)=14.93, 2-Wiggolly Dantas (BRA)=14.50, 3-Jay Davies (AUS)=9.50

12: 1-John John Florence (HAV)=18.87, 2-Adrian Buchan (AUS)=15.27, 3-Sebastian Zietz (HAV)=13.20

———-resultados da sexta-feira:

1.a: 1-Taj Burrow (AUS)=16.34, 2-Jeremy Flores (FRA)=16.10, 3-Alex Ribeiro (BRA)=5.43

2.a: 1-Julian Wilson (AUS)=17.10, 2-Adam Melling (AUS)=15.47, 3-Kai Otton (AUS)=12.06

3.a: 1-Matt Wilkinson (AUS)=12.67, 2-Stuart Kennedy (AUS)=9.17, 3-Dusty Payne (HAV)=7.60

4.a: 1-Italo Ferreira (BRA)=15.76, 2-Kanoa Igarashi (EUA)=14.54, 3-Jack Robinson (AUS)=9.70

5.a: 1-Gabriel Medina (BRA)=16.70, 2-Leonardo Fioravanti (ITA)=12.27, 3-Davey Cathels (AUS)=10.16

6.a: 1-Adriano de Souza (BRA)=13.10, 2-Jacob Willcox (AUS)=12.40, 3-Keanu Asing (HAV)=10.64

7.a: 1-Michel Bourez (TAH)=14.17, 2-Jordy Smith (AFR)=14.04, 3-Alejo Muniz (BRA)=13.13

8.a: 1-Nat Young (EUA)=15.93, 2-Matt Banting (AUS)=15.53, 3-Caio Ibelli (BRA)=14.60

9.a: 1-Joel Parkinson (AUS)=12.84, 2-Conner Coffin (EUA)=11.26, 3-Ryan Callinan (AUS)=10.50

SEGUNDA FASE FEMININA – Derrota=13.o lugar com 1.750 pontos e US$ 9.500 de prêmio:

1.a: Malia Manuel (HAV) x Keely Andrew (AUS)

2.a: Bianca Buitendag (AFR) x Chelsea Tuach (BRB)

3.a: Tyler Wright (AUS) x Felicity Palmateer (AUS)

4.a: Johanne Defay (FRA) x Laura Enever (AUS)

5.a: Stephanie Gilmore (AUS) x Coco Ho (HAV)

6.a: Sage Erickson (EUA) x Alessa Quizon (HAV)

Galeria de Imagens