Quatro brasileiros nas oitavas de final do QS 10000 da África do Sul

Deivid Silva placing second in Heat 1 of the Round of 24 in Ballito Pro Presented by Billabong QS10000.

Quatro brasileiros nas oitavas de final do QS 10000 da África do Sul

By João Carvalho

Publicidade

O jovem bicampeão sul-americano Pro Junior, Deivid Silva, segue firme na briga pela ponta do ranking do WSL Qualifying Series na África do Sul e mais três brasileiros passaram para as oitavas de final do QS 10000 Ballito Pro na sexta-feira em KwaZulu-Natal. O próximo duelo do paulista é com o capixaba Krystian Kymerson, que fez uma das melhores performances do dia na bateria verde-amarela da quarta fase, com o cearense Michael Rodrigues se classificando em segundo lugar para enfrentar o francês Jeremy Flores no primeiro confronto do sábado em Willard Beach. O baiano Bino Lopes também terá um top do CT pela frente, o australiano Jack Freestone, que usou os aéreos para fazer os recordes da sexta-feira na África do Sul.

Os 15,00 pontos que Krystian Kymerson totalizou com as notas 8,17 e 6,83 das duas únicas ondas boas que surfou na bateria com Michael Rodrigues e o paulista David do Carmo, só foram superados pelo australiano. E o vice-campeão do Oi Rio Pro, em maio no Rio de Janeiro, usou a mesma arma do capixaba para atingir 17,16 pontos com notas 9,33 e 7,83 e ainda descartar 7,60 de outra onda muito bem surfada por Jack Freestone em Willard Beach. Essa bateria foi disputada na melhor hora do mar na sexta-feira e o havaiano Ezekiel Lau chegou a igualar os 15,00 pontos do brasileiro somando uma nota 8,5, a segunda maior do dia. Com ela, ganhou a disputa pela segunda vaga do australiano Nathan Hedge.

Já a bateria 100% brasileira foi a segunda a entrar no mar na sexta-feira e as condições não estavam tão boas, mas Krystian Kymerson e Michael Rodrigues acharam boas ondas para mostrar suas manobras. O capixaba começou forte e acertou os aéreos logo na primeira que pegou para tirar nota 8,17 dos juízes. E na segunda, conseguiu 6,83 para garantir a vitória, pois depois não completou mais nenhuma onda. O cearense ainda surfou duas para tentar virar o placar, mas elas só renderam notas na casa dos 6 pontos para totalizar 13,43 nas duas computadas. Os dois deixaram o paulista David do Carmo em 17.o lugar no Ballito Pro, marcando 2.200 pontos no ranking do WSL Qualifying Series.

Na mesma posição ficou o cearense Messias Felix, barrado por uma pequena diferença no confronto que abriu a sexta-feira em Willard Beach. O francês Jeremy Flores teve mais sorte de começar bem numa boa onda que valeu nota 6,00 e que acabou sendo a maior da bateria. As primeiras dos brasileiros foram mais fracas e renderam apenas 4,33 pontos para Deivid Silva e 4,67 para Messias Felix. Os dois depois surfaram outra onda de forma parecida e dessa vez a do paulista foi maior, 5,57 contra 5,20 do cearense, com Deivid ganhando a briga pela segunda vaga para as oitavas de final por 9,90 a 9,87 pontos.

Depois das duas primeiras baterias, o Brasil só voltou ao mar na quinta, com o baiano Bino Lopes sendo o único a competir contra dois surfistas de outros países. Os três tiveram suas chances e o brasileiro usou a força nas manobras para conquistar a quarta classificação verde-amarela para as oitavas de final do Ballito Pro numa das disputas mais acirradas da sexta-feira. Foi uma batalha de notas na casa dos 6 pontos e o australiano Stu Kennedy levou a melhor na matemática das médias para vencer por 13,36, contra 12,43 de Bino Lopes e 11,40 do americano Patrick Gudauskas, que chegou na África do Sul em sexto lugar no ranking do WSL Qualifying Series.

G-10 PARA O CT – Ele ainda permanece no grupo dos dez que sobem para a divisão de elite da World Surf League e Bino Lopes agora já encostou na zona de classificação para o CT. Com a passagem para as oitavas de final, o baiano amanhece no sábado em 12.o lugar no ranking que está indicando até o 11.o colocado. Quatro surfistas já ingressaram no G-10 com os resultados da sexta-feira em Ballito, os australianos Connor O´Leary, Cooper Chapman, Ethan Ewing e o havaiano Ezekiel Lau, que está fechando a lista no momento. Bino Lopes é o próximo.

O primeiro QS 10000 do ano começou com o argentino Santiago Muniz nesta décima posição, mas já foi ultrapassado por onze surfistas por ter perdido logo em sua estreia na África, junto com o potiguar top do CT, Jadson André. Agora, três brasileiros podem aumentar a representatividade da América do Sul no G-10, Bino Lopes, Michael Rodrigues e Krystian Kymerson, que foi quem mais subiu posições nessa semana. Ele chegou na África do Sul em 303 no ranking e terminou a sexta-feira aparecendo em 33.o lugar, com chances matemáticas de chegar até em terceiro com os 10.000 pontos da vitória no Ballito Pro.

LIDERANÇA DO QS – Já a briga pela ponta do ranking está restrita apenas a dois surfistas, Deivid Silva que já não perde mais a vice-liderança e o italiano Leonardo Fioravanti. Como ambos estão nas oitavas de final, a única possibilidade agora para o brasileiro sair da África em primeiro lugar é vencer o QS 10000 Balito Pro. Além disso, o italiano não pode passar mais nenhuma bateria em Willard Beach, pois se conseguir já garante a liderança no WSL Qualifying Series até a próxima etapa. Ou seja, Deivid primeiro precisa ganhar o duelo brasileiro com Krystian Kymerson e Leonardo Fioravanti perder para o australiano Ethan Ewing a bateria que fecha as oitavas de final neste sábado em KwaZulu Natal.

Mais informações, fotos e vídeos do QS 10000 Ballito Pro no www.worldsurfleague.com que está transmitindo a competição ao vivo da África do Sul.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A missão da World Surf League é simples: inspirar uma mudança positiva para o surf e nossos fãs. A WSL, nova sigla da antiga ASP (Association of Surfing Professionals), vem realizando os principais campeonatos de surf desde 1976, decidindo os campeões mundiais de cada temporada no Samsung Galaxy WSL Championship Tour, do Big Wave Tour, Longboard e Pro Junior, além das etapas do Qualifying Series, as regionais do Pro Junior e Longboard e outros eventos, como o Big Wave Awards. A WSL também vem resgatando a rica história do esporte, promovendo baterias entre estrelas do passado, unindo progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis de todos os tempos. A WSL quer os melhores surfistas do mundo nas melhores ondas do mundo.

Exibindo o melhor do surf em sua plataforma digital através da worldsurfleague.com, a WSL tem energizado sua legião de fãs apaixonados com milhões de novos fãs pelo mundo, todos sintonizados acompanhando ao vivo as grandes estrelas do surf mundial, como Kelly Slater, Filipe Toledo, Gabriel Medina, Adriano de Souza, Makua Rothman, Grant “Twiggy” Baker, Greg Long, Stephanie Gilmore, John John Florence, Carissa Moore, entre outros, competindo no ambiente mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes.

————————————————————————

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

————————————————————————

OITAVAS DE FINAL DO QS 10000 BALLITO PRO NA ÁFRICA DO SUL:

1.a: Jeremy Flores (FRA) x Michael Rodrigues (BRA)

2.a: Deivid Silva (BRA) x Krystian Kymerson (BRA)

3.a: Jordy Smith (AFR) x Beyrick De Vries (AFR)

4.a: Joan Duru (FRA) x Cooper Chapman (AUS)

5.a: Stu Kennedy (AUS) x Ezekiel Lau (HAV)

6.a: Jack Freestone (AUS) x Bino Lopes (BRA)

7.a: Davey Cathels (AUS) x Connor O´Leary (AUS)

8.a: Leonardo Fioravanti (ITA) x Ethan Ewing (AUS)

QUARTA FASE – Round of 24 – 3.o=17.o lugar com 2.200 pontos e US$ 2.700 de prêmio:

1.a: 1-Jeremy Flores (FRA)=11.63, 2-Deivid Silva (BRA)=9.90, 3-Messias Felix (BRA)=9.87

2.a: 1-Krystian Kymerson (BRA)=15.00, 2-Michael Rodrigues (BRA)=13.43, 3-David do Carmo (BRA)=7.94

3.a: 1-Beyrick De Vries (AFR)=14.03, 2-Joan Duru (FRA)=12.07, 3-Ryan Callinan (AUS)=11.30

4.a: 1-Cooper Chapman (AUS)=14.66, Jordy Smith (AFR)=11.70, 3-Kai Hing (AUS)=10.74

5.a: 1-Stu Kennedy (AUS)=13.36, 2-Bino Lopes (BRA)=12.43, 3-Patrick Gudauskas (EUA)=11.40

6.a: 1-Jack Freestone (AUS)=17.16, 2-Ezekiel Lau (HAV)=15.00, 3-Nathan Hedge (AUS)=10.40

7.a: 1-Davey Cathels (AUS)=14.00, 2-Leonardo Fioravanti (ITA)=13.93, 3-Dusty Payne (HAV)=11.97

8.a: 1-Ethan Ewing (AUS)=13.96, 2-Connor O´Leary (AUS)=13.40, 3-Maxime Huscenot (FRA)=10.2

RESULTADOS DOS SUL-AMERICANOS NAS PRIMEIRAS FASES DO QS 10000 BALLITO PRO:

TERCEIRA FASE – Round of 48 – 3.o=25.o lugar (US$ 1.900 e 11.00 pts) e 4.o=37.o ($ 1.600 e 1.000 pts):

1.a: 1-Deivid Silva (BRA), 2-David do Carmo (BRA), 3-Charles Martin (GLP), 4-Jessé Mendes (BRA)

2.a: 1-Michael Rodrigues (BRA), 2-Messias Felix (BRA), 3-Ian Crane (EUA), 4-Tim Reyes (EUA)

3.a: 1-Krystian Kymerson (BRA) 2-Jeremy Flores (FRA), 3-Hiroto Ohhara (JPN), 4-Soli Bailey (AUS)

6.a: 1-Jordy Smith (AFR), 2-Joan Duru (FRA), 3-Tomas Hermes (BRA), 4-Noah Schweizer (EUA)

7.a: 1-Patrick Gudauskas (EUA), 2-Nathan Hedge (AUS), 3-Hizunomê Bettero (BRA), 4-Aritz Aranburu (ESP)

8.a: 1-Ezekiel Lau (HAV), 2-Bino Lopes (BRA), 3-Alex Ribeiro (BRA), 4-Joshua Moniz (HAV)

12: 1-Maxime Huscenot (FRA), 2-Leonardo Fioravanti (ITA), 3-Frederico Morais (PRT), 4-Luel Felipe (BRA)

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 1.000 e 600 pts) e 4.o=73.o lugar (US$ 750 e 550 pts):

1.a: 1-David do Carmo (BRA), 2-Messias Felix (BRA), 3-Victor Bernardo (BRA), 4-Vasco Ribeiro (PRT)

2.a: 1-Jessé Mendes (BRA), 2-Tim Reyes (EUA), 3-Sebastian Zietz (HAV), 4-Jonathan Gonzalez (CNY)

3.a: 1-Michael Rodrigues (BRA), 2-Deivid Silva (BRA), 3-Derek Peters (EUA), 4-Jack Robinson (AUS)

4.a: 1-Ian Crane (EUA), 2-Charles Martin (GLP), 3-Jadson André (BRA), 4-Santiago Muniz (ARG)

6.a: 1-Soli Bailey (AUS), 2-Kai Hing (AUS), 3-Wade Carmichael (AUS), 4-Marco Giorgi (URU)

7.a: 1-Dion Atkinson (AUS), 2-Krystian Kymerson (BRA), 3-Tanner Gudauskas (EUA), 4-Timothee Bisso (GLP)

8.a: 1-Beyrick De Vries (AFR), 2-Hiroto Ohhara (JPN), 3-Kanoa Igarashi (EUA), 4-Lucas Silveira (BRA)

9.a: 1-Ryan Callinan (AUS), 2-Tomas Hermes (BRA), 3-Leandro Usuna (ARG), 4-Tom Whitaker (AUS)

10: 1-Billy Stairmand (NZL), 2-Noah Schweizer (EUA), 3-Keanu Asing (HAV), 4-Marco Fernandez (BRA)

11: 1-Joan Duru (FRA), 2-Cooper Chapman (AUS), 3-Thiago Camarão (BRA), 4-Ian Gouveia (BRA)

12: 1-Jordy Smith (AFR), 2-Thomas Woods (AUS), 3-Mitch Crews (AUS), 4-Robson Santos (BRA)

13: 1-Aritz Aranburu (ESP), 2-Bino Lopes (BRA), 3-Caio Ibelli (BRA), 4-Seth Moniz (HAV)

14: 1-Patrick Gudauskas (EUA), 2-Ezekiel Lau (HAV), 3-Miguel Tudela (PER), 4-Medi Veminardi (REU)

15: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Nathan Hedge (AUS), 3-Mihimana Braye (TAH), 4-Mitch Coleborn (AUS)

16: 1-Joshua Moniz (HAV), 2-Hizunomê Bettero (BRA), 3-Cory Arrambide (EUA), 4-Alejo Muniz (BRA)

21: 1-Matt Banting (AUS), 2-Maxime Huscenot (FRA), 3-Griffin Colapinto (EUA), 4-Heitor Alves (BRA)

22: 1-Connor O´Leary (AUS), 2-Leonardo Fioravanti (ITA), 3-Gony Zubizarreta (ESP), 4-Willian Cardoso (BRA)

23: 1-Luel Felipe (BRA), 2-Dusty Payne (HAV), 3-Granger Larsen (HAV), 4-Nathan Yeomans (EUA)

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar (US$ 500 e 200 pts) e 4.o=105.o lugar (US$ 500 e 190 pts):

1.a: 1-Victor Bernardo (BRA), 2-Derek Peters (EUA), 3-Andy Criere (FRA), 4-Casey Grant (AFR)

3.a: 1-Lucas Silveira (BRA), 2-Leandro Usuna (ARG), 3-David Van Zyl (AFR), 4-Hiroto Arai (JPN)

4.a: 1-Noah Schweizer (EUA), 2-Robson Santos (BRA), 3-Dale Staples (AFR), 4-Jean da Silva (BRA)

6.a: 1-Cory Arrambide (EUA), 2-Rafael Teixeira (BRA), 3-Kiron Jabour (HAV), 4-Dylan Lightfoot (AFR)

Galeria de Imagens