Gabriel Medina perde em mais uma bateria polêmica

Gabriel Medina perde em mais uma bateria polêmica e desabafa: ‘Dediquei minha vida pra isso. Cansei’
Brasileiro deixa a água revoltado com avaliações dos juízes, que deram vitória para o local Tanner Gudauskas

Gabriel Medina está eliminado da estapa de Trestles do Circuito Mundial de Surfe (WSL). O brasileiro foi derrotado para o americano Tanner Gudauskas em mais uma bateria com notas polêmicas, assim como na etapa anterior, em Teahupoo. Bastate irritado com as avaliações dos árbitros, o campeão mundial de 2014 desabafou em seu perfil no Instagram

Publicidade

“Hora de ir pra casa. Muito triste, eu dedico ou dediquei minha vida pra isso…to cansado, cansei!”, escreveu Gabriel na rede social.

Logo no início da bateria, o brasileiro começou bem e anotou uma boa nota 8.83. Local da Califórnia, Gudauskas reagiu imediatamente, encostando com um 8.50. Na sequência, o americano anotou duas notas 8.67 seguidas, tomando a frente.

Precisando de 8.34 pra vencer, Medina foi para o ataque e conseguiu uma boa onda, que lhe rendeu apenas 7.60, entretanto. O momento mais polêmico da bateria foi a onda seguinte, em que Gabriel fez uma linda direita e saiu com a certeza de que teria o resultado suficiente. Os juízes, porém, lhe deram apenas 8.30, insuficientes para a virada. O brasileiro deixou a água aplaudindo os juízes ironicamente, em protesto contra o resultado.

A derrota atrapalha os planos de Gabriel de se aproximar ainda mais da liderança do ranking mundial na etapa de Trestles, já que o líder, John John Florence, também caiu no Round 3, e o segundo colocado, Matt Wilkinson, havia sido eliminado na repescagem. O brasileiro agora segue na luta pelo bicampeonato na etapa da França, em que ele foi campeão no ano passado.