Gabriel Medina e família recebem potenciais patrocinadores do Instituto Gabriel Medina

 

A família Medina deu mais um importante passo para a concretização do sonho de ver o Instituto Gabriel Medina em plena atividade. Na reta final da construção da sede e com início das atividades previsto para janeiro de 2017, a instituição na Praia de Maresias, em São Sebastião, ganha cada vez mais “corpo” e sua estrutura vai tomando forma. Como parte fundamental para viabilizar a iniciativa, potenciais patrocinadores foram convidados para um encontro na capital paulista, com objetivo de explicar como poderão ser parceiros.

Publicidade

Representantes de empresas encontraram Gabriel Medina, vestindo a camisa literalmente, Simone Medina, Charles Saldanha e Jaime Medina, que estão à frente da entidade, bem como toda a equipe que vem atuando na formatação do projeto. Tendo Gabriel como o grande anfitrião, os convidados ouviram como será o novo sonho da família e a proposta para formar mais talentos do surf. Mais do que isso, preparar jovens para o futuro.

Ainda na reunião, o diretor da Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério do Esporte, José Candido Muricy, teve a palavra para abordar sobre o mecanismo onde as empresas investem, doando 1% do Imposto de Renda. Dinheiro que já seria destinado a tributação, mas que é destinado a ajudar e desenvolver o esporte. Uma lei séria, clara e que vem colaborando significativamente para o fomento do esporte no País.

Com a construção custeada pelo próprio Gabriel Medina, a sede do Instituto fica de frente para o mar, com 336 metros quadrados. No local, serão atendidos de 40 a 60 crianças e adolescentes, dos dez aos 16 anos, que contarão com o mesmo método de treinamento utilizado hoje pelo primeiro brasileiro campeão mundial de surf, dentro de fora do mar.

O Instituto contará com academia para treinos funcionais, espaços para consultas médicas, aulas de idiomas e noções de informática, piscina, refeitório e auditório. As aulas serão ministradas por treinadores experientes e os profissionais que compõem o “Time Medina”.

Gabriel deu as boas-vindas a todos e mostrou a importância e grandiosidade desse sonho. Acostumado a enfrentar as maiores ondas do Planeta, disputar títulos (foi campeão em 2014, o terceiro em 2015 e este ano é o segundo colocado), ele demonstrou nervosismo e ansiedade ao falar com os empresários.

“Quero acreditar no meu, no nosso sonho. Minha família e eu estávamos muito felizes de reunir esses parceiros. Isso é só o começo. Não vejo a hora desse projeto começar a funcionar e poder ajudar essa nova geração. Para mim é um super orgulho”, falou. “Estou mais nervoso do que quando estou competindo”, brincou.

Presidente do Instituto, Simone Medina fez um discurso emocionante, destacando que a meta é ir além de apenas formar atletas. Lembrou como o sonho de ajudar jovens iniciou. “Ele participava de festas da comunidade, viu muitas crianças lá para falarem com ele e me falou: São tantos, não vejo a hora de ter um lugar para poder estar com eles. Eu respondi: Então a gente pode pensar nisso. E ele completou: Vamos fazer”, lembrou.

“Virou uma convicção, como foi o sonho de ser o primeiro brasileiro campeão mundial. A semente foi sendo regada e hoje está enraizada nele. Esse é o trabalho que queremos fazer no Instituto. Viver esse sonho junto com as crianças. Mostrar a eles que são capazes de viver isso de fato. Que está dentro deles e vão exteriorizar isso”, falou Simone.

Ela destacou que o esporte é a melhor ferramenta para a transformação das crianças, conseguindo trabalhar princípios. “Vão aprender que têm de renunciar algumas coisas para ganhar outras, que terão de submeter a lideranças. O esporte dita todas essas regras”, complementou Simone, lembrando que a ideia não é promover assistencialismo.

“Eles precisam estar prontos a conquistarem tudo. Minha esperança vai além do que criar grandes atletas de alta performance, mas grandes campeões na vida. Não são todos que sairão campeões mundiais, sabemos disso, mas vamos enraizar princípios neles. Transformar a vida dessas crianças e queremos as famílias deles juntas”, falou.

Charles falou da parte técnica do Instituto e do sentimento de prazer em desenvolver a iniciativa. “O Gabriel foi preparado através da família, de algumas pessoas do nosso lado. E vamos tentar passar para algumas crianças que querem viver do esporte. Querem ser um dia um surfista profissional. Disciplina e educação que o Gabriel recebeu. Ele realmente é um talento fora da curva, mas pode ter outras crianças ali também”, argumentou.

A função social também foi enaltecida por Charles, associada ao trabalho esportivo. “Estando lá com a gente, com professores, orientadores, a equipe Medina, aposto que vai se tornar um bom cidadão. Pode ser que não se torne um surfista profissional, mas ser um adulto bom para a cidade, para o País. Vai ser um exemplo. Criança é o futuro. O que planta hoje, colhe amanhã”, reforçou.

O estudo será obrigatório e os participantes ficarão cinco horas diariamente no Instituto, recebendo alimentação e treinamentos específicos dentro e fora d’água. “A localização de frente para a praia, considero o melhor lugar para surfar, foi onde o Gabriel aprendeu. Acreditamos que lá podemos desenvolver melhor a criança para a prática do surf”, disse. “Eles terão toda a estrutura que o Gabriel tem hoje e não tinha na idade deles. Eu acabava fazendo tudo. Desenvolvemos tudo e vamos aplicar nessas crianças”, anunciou.

“Hoje a estrutura toda do Gabriel estará lá. Ideal para formar um atleta. É o primeiro instituto no Mundo, que eu saiba. Muitos que vieram acreditaram naquela loucura que o menininho de Maresias ia ser campeão mundial e muitos agora estão acreditando novamente”, acrescentou Charles, sem deixar sua fama de rigoroso de lado. “Se precisar, vou ser bravo lá também. Vai ter disciplina, precisa ter regras. Só através disso, vai crescer”, revelou.

Junto com Cesar Villares, da Go4it, Jaime Medina, gestor da carreira de Gabriel e coordenador do Instituto, está responsável pela captação e relacionamento com os patrocinadores. Ele relatou a satisfação do sucesso do encontro. “Foi muito bom ver tantas empresas acreditando nesse novo projeto, nesse sonho da família, e temos certeza de que essas parcerias serão fundamentais para seguir adiante e crescer”, citou.

Circuito Medina/ASM seleciona os primeiros atletas para o Instituto

Os participantes da primeira turma do Instituto Gabriel Medina serão conhecidos na 3ª e decisiva etapa do Circuito Medina/ASM, nos dias 19 e 20, na mesma Maresias. Os quatro melhores de cada categoria, que morem na praia sede da instituição, serão convidados a integrar a equipe. Em ação, surfistas na sub16, sub14, sub12 e sub10 no masculino, sub16 e sub12 na feminina.

O patrocínio é do próprio Medina, em parceria com a Rip Curl, Oi, Guaraná Antarctica, B.Blend e Vult Cosmética. Além do convite para participar do novo projeto, o Circuito Medina/ASM 2016 terá como premiação passagens aéreas para a Califórnia aos campeões da sub16 (masculina e feminina), sub14 e sub12 (ambas na masculina). Já o ranking local (Maresias), garantirá pranchas aos campeões. “Tivemos grande participação nas duas primeiras etapas, até mesmo de atletas de outros países, pelo que o Gabriel representa. A expectativa é grande para essa final”, diz Alex Leco, presidente da Associação de Surf de Maresias.

O Circuito Medina/ASM 2016 tem os patrocínios da Oi, Guaraná Antarctica, B.Blend, Vult Cosmética e Rip Curl, com apoios de Wizard Idiomas, Restaurante Terral, Pousada Tambayba, DB Cópias, Cabianca Surfboards, Federação Paulista de Surf, Associação de Surf de São Sebastião e Somar. Realização da Associação de Surf de Maresias (ASM) e Prefeitura Municipal de São Sebastião, através do Departamento de Esportes Náuticos da Secretaria de Esportes. Mais informações:
www.facebook.com/asmmaresias/.

Conheça um pouco mais sobre o Instituto Gabriel Medina no vídeo:

https://youtu.be/0unI8Xazti4

Imprensa – Gabriel Medina – Fábio Maradei

Galeria de Imagens