Gabriel Medina e Deivid Silva chegam as quartas

Bino Lopes (BRA) during Round 4 of EDP Billabong Pro Ericeira 2018
Bino Lopes. Foto: @WSL / Poullenot

Gabriel Medina e Deivid Silva chegam as quartas de final em Portugal

By João Carvalho

O campeão mundial Gabriel Medina e o também paulista Deivid Silva são os brasileiros que seguem na disputa do título do QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira em Portugal. Eles se classificaram para as quartas de final nas difíceis condições do mar na sexta-feira em Ribeira D´Ilhas e terão dois duelos contra a Austrália pela frente. Deivid já saltou para a sexta posição no WSL Qualifying Series e vai disputar a primeira bateria com Ryan Callinan, novo quinto colocado no ranking. Medina entra na segunda com Ethan Ewing, mas, antes disso, tem o peruano Alonso Correa disputando classificação na segunda metade das oitavas de final, que ficou para abrir o sábado em Portugal.

O baiano Bino Lopes também chegou nas oitavas de final na sexta-feira, passando junto com Gabriel Medina na fase anterior, quando deixaram um top australiano do CT em 17.o lugar no evento, Connor O´Leary. Ele voltou ao mar na penúltima bateria do dia para enfrentar outro australiano e quase consegue a vitória nas duas últimas ondas que surfou. Ethan Ewing tinha construído seu placar de 13,63 pontos nas duas primeiras dele, que valeram 7,00 e 6,63.

Publicidade

As ondas do Bino Lopes chegaram perto dessas notas, receberam 6,53 e 6,90 e o baiano acabou derrotado por 13,63 a 13,43, ficando em nono lugar no último QS 10000 antes da Tríplice Coroa Havaiana. Mesmo assim, foi um bom resultado, que já o levou da 63.a para a 27.a posição no ranking do WSL Qualifying Series, que classifica dez surfistas para a elite dos top-34 do Championship Tour.

Medina fechou o dia em uma das melhores baterias do campeonato contra o francês Joan Duru. Os dois ganharam notas no critério excelente e o brasileiro somou 7,63 com o 8,83 da sua última onda, contra 8,23 e 7,20 do seu oponente no placar de 16,46 a 15,43 pontos. O campeão mundial vem de duas vitórias seguidas em etapas do World Surf League Championship Tour, vai defender o título nas duas da “perna europeia” que começa semana que vem e não perdeu nenhuma bateria ainda nas direitas de Ribeira D´Ilhas, em Portugal.

Gabriel Medina (Foto: @WSL / Poullenot)

“Estou feliz por vencer essa, mas foi muito difícil contra o Joan (Duru), que estava surfando muito bem aqui em todas as baterias”, disse Gabriel Medina, que está acompanhado pela família em Portugal e na “perna europeia” do CT a partir da próxima semana. “Eu sempre gosto de competir com a minha mãe e o meu pai na praia, sempre vejo eles no meio da multidão como hoje (sexta-feira) aqui, então é incrível poder fazer um bom show para eles”.

SUBINDO NO RANKING – Quem também passou bem suas duas baterias nas condições difíceis para competir na sexta-feira, com o vento afetando a boa qualidade das direitas em Ribeira D´Ilhas, foi o paulista Deivid Silva. Ele chegou em Portugal em penúltimo lugar na lista dos dez que se classificam para o CT e já pulou para sexto no ranking com a vitória sobre o top da elite, Griffin Colapinto, na abertura das oitavas de final.

Deivid Silva (Foto: @WSL / Poullenot)

Deivid começou bem, atacando forte sua primeira onda para dominar o confronto com a nota 8,33 recebida. Quando o californiano estava com a prioridade de escolha da próxima onda, o brasileiro pegou uma que ele deixou passar para tirar 6,83 e atingir imbatíveis 15,16 pontos. Colapinto assumiu a vice-liderança no ranking com o nono lugar no QS 10000 de Ericeira.

“Estou muito feliz por passar esta bateria, porque o Griffin (Colapinto) vinha sendo um dos melhores surfistas aqui. Ele quebrou em todas as suas baterias”, destacou Deivid Silva. “Eu fiquei amarradão com aquela primeira onda, que foi muito boa e realmente fez a diferença no resultado. Mesmo assim, foi pressão até o fim. Aquela onda que eu peguei na prioridade dele, foi importante também e felizmente ele não conseguiu ondas tão boas. Estou muito feliz por continuar no campeonato, que é superimportante na busca pela vaga no CT”.

Alonso Correa (Foto: @WSL / Poullenot)

Deivid Silva despachou o novo vice-líder do ranking e o peruano Alonso Correa passou para as oitavas de final junto o novo número 1 do QS 2018, Kanoa Igarashi. Ele superou o havaiano Keanu Asing, que também é da elite mundial este ano, na briga pelo segundo lugar e vai enfrentar um ex-top do CT, o italiano Leonardo Fioravanti. Esta sexta bateria das oitavas de final será a segunda a entrar no mar no sábado em Portugal. A primeira é entre o japonês Kanoa Igarashi e o australiano Soli Bailey.

MUDANÇAS NO G-10 – Outros dois brasileiros competiram na sexta-feira, mas não passaram suas baterias pela terceira fase, última de confrontos formados por quatro surfistas. O campeão mundial Adriano de Souza ficou em último na segunda do dia e o potiguar Jadson André em terceiro na dele. Jadson defendia a quinta posição no ranking e já caiu para sétimo, sendo ultrapassado por Deivid Silva e o australiano Ryan Callinan. Esses dois terão um confronto direto na disputa pela primeira vaga nas semifinais do EDP Billabong Pro Ericeira.

Jadson Andre (Foto: @WSL / Poullenot)

Além de Jadson e Deivid, o paranaense Peterson Crisanto agora em quarto lugar e o catarinense Alejo Muniz em décimo, permanecem no grupo dos dez que se classificam para o CT. Dois já saíram da lista em Portugal, Jack Freestone e Reef Heazlewood, perdendo suas vagas para o também australiano Ethan Ewing, adversário de Gabriel Medina nas quartas de final, e para o neozelandês Ricardo Christie, que está fechando o G-10 e perdeu para Ryan Callinan nas oitavas de final. Ou seja, deve sair porque o italiano Leonardo Fioravanti já está logo abaixo dele e ainda tem o australiano Soli Bailey em quarto lugar na fila.

O QS 10000 EDP Billabong Pro Ericeira está sendo transmitido ao vivo de Portugal pelo www.worldsurfleague.com ou pelo Facebook Live ou pelo aplicativo da World Surf League.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

QUARTAS DE FINAL DO QS 10000 EDP BILLABONG PRO ERICEIRA:

1.a: Deivid Silva (BRA) x Ryan Callinan (AUS)

2.a: Gabriel Medina (BRA) x Ethan Ewing (AUS)

3.a: vencedor da 5.a oitava de final x vencedor da 6.a

4.a: vencedor da 7.a oitava de final x vencedor da 8.a

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com 3.700 pontos e US$ 4.300:

1.a: Deivid Silva (BRA) 15.16 x 12.40 Griffin Colapinto (EUA)

2.a: Ryan Callinan (AUS) 11.77 x 9.20 Ricardo Christie (NZL)

3.a: Ethan Ewing (AUS) 13.63 x 13.43 Bino Lopes (BRA)

4.a: Gabriel Medina (BRA) 16.46 x 15.43 Joan Duru (FRA)

———ficaram para abrir o sábado:

5.a: Kanoa Igarashi (EUA) x Soli Bailey (AUS)

6.a: Leonardo Fioravanti (ITA) x Alonso Correa (PER)

7.a: Frederico Morais (PRT) x Tanner Hendrickson (HAV)

8.a: Patrick Gudauskas (EUA) x Jake Marshall (EUA)

QUARTA FASE -1.o e 2.o=Oitavas de Final e 3.o=17.o lugar com 2.200 pontos e US$ 2.700:

1.a: 1-Griffin Colapinto (EUA)=13.60, 2-Ryan Callinan (AUS)=12.50, 3-Matthew McGillivray (AFR)=10.57

2.a: 1-Ricardo Christie (NZL)=13.44, 2-Deivid Silva (BRA)=12.86, 3-Sebastian Zietz (HAV)=12.84

3.a: 1-Ethan Ewing (AUS)=14.73, 2-Joan Duru (FRA)=12.67, 3-Jorgann Couzinet (FRA)=10.10

4.a: 1-Gabriel Medina (BRA)=11.00, 2-Bino Lopes (BRA)=10.74, 3-Connor O´Leary (AUS)=8.54

5.a: 1-Kanoa Igarashi (JPN)=12.87, 2-Alonso Correa (PER)=11.00, 3-Keanu Asing (HAV)=9.70

6.a: 1-Leonardo Fioravanti (ITA)=16.20, 2-Soli Bailey (AUS)=15.10, 3-Ezekiel Lau (HAV)=9.67

7.a: 1-Frederico Morais (PRT)=17.73, 2-Jake Marshall (EUA)=12.66, 3-Vasco Ribeiro (PRT)=12.50

8.a: 1-Patrick Gudauskas (EUA)=14.93, 2-Tanner Hendrickson (HAV)=10.07, 3-Tanner Gudauskas (EUA)=9.74

TERCEIRA FASE – 3.o=25.o lugar (US$ 1.900 e 1.100 pts) e 4.o=37.o lugar (US$ 1.600 e 1.000 pts):

———baterias que abriram a sexta-feira:

9.a: 1-Ezekiel Lau (HAV), 2-Keanu Asing (HAV), 3-Barron Mamiya (HAV), 4-Matt Wilkinson (AUS)

10: 1-Jake Marshall (EUA), 2-Tanner Gudauskas (EUA), 3-Maxime Huscenot (FRA), 4-Adriano de Souza (BRA)

11: 1-Frederico Morais (PRT), 2-Tanner Hendrickson (HAV), 3-Jackson Baker (AUS), 4-Kalani Ball (AUS)

12: 1-Patrick Gudauskas (EUA), 2-Vasco Ribeiro (PRT), 3-Jadson André (BRA), 4-Charles Martin (FRA)

———baterias que fecharam a quinta-feira:

1.a: 1-Griffin Colapinto (EUA), 2-Deivid Silva (BRA), 3-Dylan Lightfoot (AFR), 4-Rafael Teixeira (BRA)

2.a: 1-Ricardo Christie (NZL), 2-Matthew McGillivray (AFR), 3-Adin Masencamp (AFR), 4-Yago Dora (BRA)

3.a: 1-Sebastian Zietz (HAV), 2-Ryan Callinan (AUS), 3-Mihimana Braye (TAH), 4-Stu Kennedy (AUS)

4.a: 1-Joan Duru (FRA), 2-Bino Lopes (BRA), 3-Marco Giorgi (URU), 4-Cooper Chapman (AUS)

5.a: 1-Ethan Ewing (AUS), 2-Connor O´Leary (AUS), 3-Cam Richards (EUA), 4-Kei Kobayashi (EUA)

6.a: 1-Gabriel Medina (BRA), 2-Jorgann Couzinet (FRA), 3-Marco Fernandez (BRA)4-Mateus Herdy (BRA)

7.a: 1-Kanoa Igarashi (JPN), 2-Leonardo Fioravanti (ITA), 3-Evan Geiselman (EUA), 4-Tomas Hermes (BRA)

8.a: 1-Soli Bailey (AUS), 2-Alonso Correa (PER), 3-Ian Crane (EUA), 4-Tomas Fernandes (PRT)