Frederico Morais convidado para o Billabong Pipe Masters

Frederico Morais vai poder defender em Pipeline a liderança da Triple Crown havaiana. Título inédito a caminho de Portugal? Foto: WSL

Frederico Morais vai enfrentar a elite mundial no Billabong Pipe Masters. A WSL já oficializou a entrada do surfista português no evento principal, indo assim defender a liderança da Triple Crown havaiana na mítica onda de Pipeline. A lesão de Alejo Muniz acabou por abrir uma vaga para Kikas.

Publicidade

Só nesse cenário de desistência poderia ser concedido um convite a Frederico para entrar diretamente no Pipe Masters, sem ter de competir nos trials. Não era preciso ser adivinho ou bruxo, bastava analisar a situação e os antecedentes de forma a compreender o que se poderia acontecer no North Shore de Oahu. E assim foi. As desistências de última hora acabaram por beneficiar o mais recente membro do Tour de 2017.

O surf português ganhou assim um motivo de interesse extra para a última prova do World Tour deste ano, sendo que Kikas será o segundo português a competir no mítico evento, depois de Tiago Pires o ter efeito enquanto andou entre a elite mundial. Esta será uma boa oportunidade para Frederico Morais sentir já o sabor do que o espera em 2017.

Ainda assim, só depois de serem conhecidos os dois wildcards, que irão sair dos trials, será possível perceber em que heat o surfista português vai estar na rodada inicial. Com Bruce Irons recebendo a outra vaga disponibilizada pelo australiano Matt Banting, outra das baixas de última hora, é fácil perceber que Kikas não estará no heat de John John Florence, uma vez que tem melhor seeding que o havaiano.

À partida, e segundo fonte oficial da WSL nos confirmou, uma primeira vaga seria para Dusty Payne, quarto substituto do Tour. Resta saber se Payne está indisponível ou se será “remetido” para os trials, uma vez que, mesmo só tendo participado em 8 etapas do Tour deste ano, ainda tinha possibilidades matemáticas de conseguir a qualificação para o próximo ano.

Com Frederico Morais confirmado no evento principal, será poupado do sofrimento inicial nos trials, onde os verdadeiros especialistas locais de Pipe, como Jamie O’Brien, Mason Ho ou Makai McNamara irão defrontar alguns talentos internacionais, como Jack Robinson ou Ethan Ewing. Serão 32 os surfistas a lutar por duas vagas e a ação começa nesta quinta-feira, naquele que é o primeiro dia de espera em Pipeline. Que comece o espetáculo!

fonte surfportugal.pt