Edição do Rip Curl Cup em Padang Padang só ano que vem

Período de espera para a realização do Rip Curl Cup chega ao fim em Padang Padang, Indonésia. Foto: Divulgação Rip Curl.

Depois de várias chamadas cercadas de expectativa em Padang Padang nas últimas semanas, o período de espera para o Rip Curl Cup Invitational 2017 chega ao fim sem um swell mágico necessário para a realização do sagrado evento em Bali, Indonésia.

Publicidade

Apesar da janela de um mês durante a primeira temporada de swell (10 de julho a 10 de agosto), as ondas em Padang Padang nunca chegaram ao calibre ideal.

Por enquanto, a taça permanecerá em Bali com Mega Semadhi, defensor do título. O local, que cresceu próximo a Padang Padang, terá de esperar até o próximo ano para defender seu título. Enquanto isso, os convidados internacionais, que incluíam grandes nomes como Mason Ho (HAV), Bruno Santos (BRA), Bruce Irons (HAV), Clay Marzo (HAV) e Damien Hobgood (EUA) em 2017, estarão ansiosos para tomar a taça em 2018.

Os surfistas e torcedores esperavam que a impressionante ondulação de oeste que atingiu Bali no último fim de semana pudesse fornecer as ondas clássicas exigidas pelo Rip Curl Cup. Porém, as condições não foram espetaculares ou consistentes o suficiente para o campeonato.

“Nosso padrão é garantir que 16 dos melhores surfistas do mundo estejam competindo no melhor dia do ano em Padang Padang”, disse James Hendy, gerente de marketing da Rip Curl no Sudeste Asiático. “Qualquer coisa pior significaria comprometer a integridade do evento”.

Hendy disse que fazer o evento em um pico alternativo, como Bingin ou Uluwatu, também estava fora de cogitação. O Rip Curl Cup só será realizado na principal onda de tubo de Bali, Padang Padang.

Em várias ocasiões durante o período de espera de 2017, as previsões levaram os diretores a colocar o evento em alerta máximo para um possível início de competição. Apesar de Padang Padang certamente proporcionar algumas ondas memoráveis no free surf aos 16 surfistas convidados reunidos em Bali, as condições nunca foram consistentes o suficiente para a realização do campeonato.

“Eu acho que foi uma boa chamada para não fazer o evento nos dias medíocres em Padang Padang”, disse o convidado internacional Dillon Perillo (EUA). “Se você fizer este evento, você quer que tudo seja da melhor maneira possível“.

Fonte waves.com.br