Documentário ‘Surf no Alemão’ mostra como o surf pode ser transformador

Wellington Cardoso na água com a garotada do Alemão. Foto: Divulgação.

Surf no Alemão estreia no Rio

Documentário destaca papel transformador do surf em comunidades carentes

Desde 2011, Wellington Cardoso dedica seus finais de semana a promover a prática do surf entre a garotada do Alemão, complexo de favelas da zona norte do Rio de Janeiro.

Aos sábados, o carioca reúne as crianças e roda mais de 50 quilômetros até a praia do Recreio, na zona oeste, onde dá aulas teóricas e práticas para os pequenos.

Publicidade

Obrigatoriamente, todos devem ter boas notas, bom comportamento na escola e em casa. No dias de mar grande e nas ressacas, os atletas participam de atividades de preparação física, visitam teatros e museus.

Lançado oficialmente na última quinta-feira, o documentário Surf no Alemão, dos diretores Eduardo Dorneles e Cleber Alves, conta essa comovente história e mostra como o surf pode ser transformador para os moradores de comunidades carentes e violentas.

Por enquanto, as sessões acontecem no Cine Carioca Nova Brasília, no Complexo do Alemão, e na Estação Net no bairro do Botafogo, região central do Rio. Em breve, o documentário deve ser exibido em outras salas do país.