Decisão feminina em Fiji ficou para o sábado

Tatiana Weston-Webb (E) e Courtney Conlogue posam separadas pela comissária Jessi Miley-Dyer (Foto: Divulgação/WSL)

Bateria entre a havaiana-gaúcha Tatiana Weston-Webb e americana Courtney Conlogue programada para acontecer no último dia da janela de espera do evento foi adiada e deverá acontecer provavelmente no primeiro dia da Janela de espera do mundial masculino em Fiji, que vai de 04 á 16 de junho.

Publicidade

A campeã feminina da etapa de Fiji do Circuito Mundial da WSL (Liga Mundial de Surfe) será decidido entre a havaiana-gaúcha Tatiana Weston-Webb e americana Courtney Conlogue. A chamada para o primeiro dia da janela de espera acontece neste sábado no Brasil (domingo nas Ilhas Fiji), às 16h30 (horário de Brasília), válido pela 5ª etapa do ranking masculino da WSL.

Mar de Fiji segue muito baixo, o que provocou mais um adiamento da competição feminina (Foto: Reprodução WSL)
Mar de Fiji quase flat, o que provocou mais um adiamento da competição feminina (Foto: Reprodução WSL)

O motivo do adiamento são as más condições do mar de Fiji, que segue muito baixo e impraticável. A janela feminina estava marcada para terminar nesta quinta-feira, dando um dia de intervalo para o evento masculino, que ainda não começou.

A decisão do adiamento foi tomada após reunião entre Kieren Perrow e Jessi Miley-Dyer, que são os respectivos comissários masculino e feminina da WSL.

– Este último dia de janela está sem condição alguma para a prática do surfe, então optamos por realizar os eventos masculino e feminino paralelamente no domingo (sábado no Brasil). O conceito por trás da etapa de Fiji é que homens e mulheres se desafiem em condições sólidas e críticas, mas nem sempre podemos prometer isso, embora tenhamos tido um surfe impressionante nesta semana – disse Jessi Miley-Dyer.

Kieren Perrow reforçou que o adiamento foi a melhor escolha da WSL para que as mulheres surfem em ondas “dignas” na bateria final.

– Jessi e eu trabalhamos juntos para que todos surfem nas melhores condições, e eu acho importante que homens e mulheres tenham oportunidades iguais. Como as condições da janela feminina se deterioraram, resolvemos colocar a final feminina na abertura do evento masculino, e creio que tudo dará certo – disse o comissário.

Final
1: Tatiana Weston-Webb (HAV) x Courtney Conlogue (EUA)

Com informações de globoesporte.globo.com