Confirmado evento na Kelly Slater Wave Co

Após alguns anos de especulação parece que finalmente a piscina de ondas de Kelly Slater vai sediar um evento. De acordo com fontes próximas a WSL, o objetivo é realizar a primeira competição de wavepool durante o período de espera realizado entre a etapa de Lowers, Califórnia, e a perna europeia entre 17 de setembro e 07 de outubro. Apenas 12 surfistas foram convidados para participar, entre eles, o brasileiro Filipe Toledo, além de Matt Wilkinson, Jordy Smith, Stephanie Gilmore, Julian Wilson e Mick Fanning já estariam confirmados.  (Em destaque: Slater em sua piscina de ondas. Foto: Kelly Slater Wave Co)

STEPHANIE GILMORE NA KS WAVE CO

Havia muita especulação sobre quando a WSL flexibilizaria seu novo músculo artificial, que inclusive era mantido a sete chaves pela Kelly Slater Wave Company. “A incrível tecnologia de onda artificial desenvolvida por Kelly Slater tem o poder de melhorar drasticamente todos os aspectos do nosso esporte. Nós acreditamos que todas as partes interessadas, como atletas, fãs, transmissores e parceiros corporativos, serão beneficiados”, falou o ex-presidente da WSL, Paul Speaker, na época do início da parceria da entidade com a KSWC. 

Foto: Reprodução Instagram.
Foto: Reprodução Instagram.

Em maio, Slater começou dar algumas pistas no seu Instagram: “Alguns meses atrás, fizemos o que as pessoas obsessivas fazem: levamos algo de bom e separamos para criar algo ainda melhor. Isso significará mais ondas, mais sessões. Também estou muito animado. Além disso, não posso dizer oficialmente, mas há alguns projetos emocionantes no horizonte e espero compartilhar mais com você à medida que o ano se desenrola.”

 MICK FANNING TAMBÉM APROVEITOU A WAVEPOLL DE SLATER
Publicidade

Há duas semanas, Slater & Cia começaram a correr atrás de licenças para realizar eventos. E o novo diretor de estratégia e chefe internacional da organização da World Surf League, Joseph Carr, aponta para mudanças radicais para os fãs da WSL nos próximos meses.

Dave Prodan. Foto: Divulgação WSL.
Dave Prodan. Foto: Divulgação WSL.

Mas enquanto os rumores oscilam em torno do evento, fala-se de um festival de música com diversão não só para adultos, como também para as crianças. Segundo o vice-presidente sênior da Global Brand Identity da WSL, Dave Prodan, ainda é cedo para falar sobre isso.

“Nós estaremos divulgando informações ao público quando pudermos, mas posso confirmar que continuamos a desenvolver e explorar os formatos de competição de tecnologia, qualidade de onda, intervalos, experiência, etc. Se essa tecnologia pode ser aplicada aos produtos que oferecemos atualmente, ou será uma oferta inteiramente nova, ainda vamos determinar. Estamos entusiasmados com os novos desenvolvimentos e sobre como trazê-lo ao público o mais rápido possível”, explicou.

Fonte surfar.com.br