Chile terá duas etapas do Qualifying Series e a primeira começou

Chileno Andro Coravica vencendo a segunda bateria da segunda fase (Foto: Nicolas Diaz)

Heroes de Mayo Iquique Pro estreia com 140 surfistas de 17 países no Chile

By João Carvalho 

O Chile vai sediar duas etapas seguidas do WSL Qualifying Series e a primeira delas começou na segunda-feira, com 140 surfistas de 17 países prestigiando a volta de Iquique ao Circuito Mundial, após 25 anos. O Heroes de Mayo Iquique Pro abriu a etapa do QS 1500 masculina no primeiro dia e o único participante do Havaí, Torrey Meister, já tirou a primeira nota 10 numa onda iniciada com um tubo e finalizada com um aéreo nas direitas de La Punta. Ele fez os recordes do dia, com um imbatível placar de 17,25 pontos de 20 possíveis. As eliminatórias prosseguem nesta terça-feira, com a primeira chamada do dia as 8h00 no Chile.

Chileno Andro Coravica vencendo a segunda bateria da segunda fase (Foto: Nicolas Diaz)

Os chilenos são maioria entre os inscritos nas duas categorias, 37 entre os 108 homens e 13 entre as 32 participantes do feminino, totalizando um incrível número de 50 surfistas. Os brasileiros sempre comparecem em maior número nas etapas do WSL Qualifying Series na América do Sul, mas em Iquique tem 24 inscritos. No QS 1500 masculino, a lista dos dezesseis países começa pelo Chile com 37 surfistas, seguido pelo Brasil com vinte, Estados Unidos com doze, Austrália com dez, Peru com oito, Argentina com seis, Portugal e Equador com três cada, México com dois e com um o Havaí, Japão, Uruguai, Colômbia, Porto Rico, Alemanha e Irlanda.

Publicidade

No QS 1500 feminino, são treze chilenas entre as 32 surfistas de oito países, divididas em oito baterias na primeira fase. O Peru vem em segundo com seis concorrentes ao título do Heroes de Mayo Iquique Pro, entre elas a tricampeã sul-americana da WSL South America, Anali Gomez. Depois, tem o Brasil com quatro competidoras, Estados Unidos e Argentina com três cada e com uma o México, Costa Rica e Equador, da atual líder do ranking sul-americano com vitórias nas duas primeiras etapas de 2018, Dominic Barona. As meninas não competiram no primeiro dia, com a segunda-feira ficando para iniciar o masculino.

As ondas de La Punta recebem grande influência da maré, então foi preciso fazer um intervalo no meio do dia para aproveitar a melhor condição para competir. Pela manhã, foram realizadas as oito baterias da primeira fase e duas das dezesseis da segunda rodada, que teve mais oito disputadas após a paralisação. Muitos participantes nunca tinham surfado em Iquique e as condições estavam mais difíceis no início do dia, com o campeonato começando com pontuações baixas pela dificuldade em encontrar duas ondas boas para somar no resultado.

Torrey Meister (Foto: Nicolas Diaz)

MELHOR DO DIA – Mas, na sétima bateria do dia, La Punta mostrou todo o potencial das suas direitas, justamente quando estreava o único representante do Havaí no QS 1500 de Iquique. Torrey Meister pegou uma onda muito boa para surfar o melhor tubo da segunda-feira e ainda fazer uma série de batidas e rasgadas até finalizar com um aéreo. Ele tinha acabado de surfar uma onda que valeu 7,25 e nessa ganhou a primeira nota 10 do Heroes de Mayo Iquique Pro para totalizar 17,25 pontos, saindo do mar como recordista absoluto do campeonato.

“Eu me senti muito bem aqui e essa onda é incrível”, disse Torrey Meister. “É a minha primeira vez no Chile e fiquei sabendo que as ondas são boas aqui, então pensei: OK, vou competir nesse evento porque no QS é osso. Geralmente, não temos ondas assim tão boas no circuito, então me senti como uma criança lá fora, parecia que tinha 12 anos de idade. Estava tão divertido, que eu queria pegar todas as ondas que entravam”.

O havaiano falou sobre a reação da torcida na praia depois da onda que ele surfou e valeu a primeira nota 10 do ano nas três etapas do WSL Qualifying Series na América do Sul. “Eu nem ouvi nada. Na verdade, eu tava passando mal de calor porque tava usando uma roupa muito grossa. Aquela onda entrou e eu sabia que seria boa. Rolou um “double-up”, abriu legal e depois apareceu uma rampa no final pra dar um aéreo. E é bem assim que quero surfar essa onda, pegar um tubo e mandar um aéreo no final. Fico feliz em conseguir isso naquela onda”.

Torrey Meister (Foto: Nicolas Diaz)

Quem chegou mais perto dos recordes de Torrey Meister foi o uruguaio Marco Giorgi, duas baterias depois, abrindo a segunda fase do QS 1500 de Iquique. Ele também achou bons tubos para surfar nas direitas de La Punta e atingir 16,60 pontos, com notas 9,10 e 7,50. O uruguaio tinha vencido a primeira bateria do campeonato, mas em condições bem diferentes das encontradas em sua segunda participação. O alemão Arne Bergwinkl também pegou uma onda boa nota 7,50 para passar em segundo lugar para a rodada de estreia dos principais cabeças de chave, com ambos eliminado o brasileiro Fernando Junior e o chileno Jacob Araya.

“Estou muito feliz, mas as condições mudaram bastante. De manhã estava muito difícil e agora La Punta mostrou sua cara. Realmente, a onda é incrível para tubo e manobras”, disse Marco Giorgi. “Estou feliz em estar surfando tubos, porque dificilmente temos tubos em campeonatos do QS, então é incrível poder competir surfando tubos nas baterias. No meu país, não temos ondas assim tão boas e realmente o Pacífico é uma máquina de ondas. Sempre quando venho ao Chile, tem ondas boas para surfar, bem diferente do Uruguai”.

Marco Giorgi (Foto: Cristobal Sciaraffia)

MAIORIA CHILENA – Os 108 participantes do Heroes de Mayo Iquique Pro foram divididos em três fases. Os mais bem colocados no ranking mundial, fazem parte da lista dos 32 principais cabeças de chave que só estreiam na terceira rodada da competição. Na segunda, entram os 48 inscritos abaixo deles na classificação geral da World Surf League. E os outros 28 foram divididos nas oito baterias da primeira fase. Por não terem boas pontuações no ranking, a maioria dos chilenos entrou nestas rodadas iniciais.

Na primeira fase, foram dezesseis e apenas seis se classificaram, com três vitórias e três passando em segundo lugar. Os que saíram do mar em primeiro lugar foram Ignacio Villegas na terceira bateria do dia, Kris Cabezas que bateu a jovem promessa australiana, Jack Robinson, na quinta e Ale Diaz na oitava e última. E nas baterias da segunda fase que fecharam a segunda-feira, mais quinze chilenos competiram e somente quatro avançaram para enfrentar os cabeças de chave na terceira fase. Com isso, o primeiro dia terminou com 21 dos 37 participantes do Chile sendo eliminados.

Para compensar tantas derrotas, Diego Medina e Matias Veloz Rojas fizeram uma dobradinha chilena na oitava bateria da segunda fase. Os dois despacharam o brasileiro Pedro Dib e o americano Dylan Christensen. Os outros que já haviam se classificado para a terceira fase eram Andro Goravica, que venceu a última bateria da manhã antes da paralisação, e Jorge Soto, que passou em segundo lugar no quinto confronto da tarde da segunda-feira nas boas ondas de La Punta.

Diego Medina (Foto: Cristobal Sciaraffia)

“Estou feliz por passar minha bateria em primeiro lugar, as ondas estão muito boas e fico contente e muito motivado por seguir para amanhã (terça-feira)”, disse Diego Medina. “É uma coisa incrível ter esse evento aqui em Iquique e na próxima semana em Arica (QS 3000 também no Chile), porque é uma grande oportunidade para nós chilenos de somar pontos no ranking mundial, então só tenho que felicitar a toda gente que se motivou para fazer esse evento”.

Mais seis chilenos ainda vão competir em cinco das seis baterias que restaram para fechar a segunda fase na segunda-feira. Outros seis estão entre os cabeças de chave da terceira fase, então o Chile ainda tem dezesseis surfistas para tentar o título em Iquique, somando os quatro que se classificaram para a terceira fase no primeiro dia. Além dos 32 cabeças de chave, só restam dezoito surfistas para estrear nos seis confrontos que faltaram da segunda fase.

O QS 1500 Heroes de Mayo Iquique Pro está sendo transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensesn, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager

(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar com 30 pontos e 4.o=105.o lugar com 27 pontos:

1.a: 1-Marco Giorgi (URU), 2-Camilo Contreras (CHL), 3-Kevin Contreras (CHL)

2.a: 1-Jonathan Zambrano (EQU), 2-Danilo Cerda (CHL), 3-Benjamin Sepulveda (CHL)

3.a: 1-Ignacio Villegas (CHL), 2-Gaspar Larragneguy (ARG), 3-Joaquin Galaz (CHL)

4.a: 1-Giorgio Gomez (COL), 2-Matias Veloz Rojas (CHL), 3-Tab Textor (EUA)

5.a: 1-Kris Cabezas (CHL), 2-Jack Robinson (AUS), 3-German Cortes (CHL), 4-Israel Barona (EQU)

6.a: 1-Carlos Gonçalves (EQU), 2-Alex Lima (BRA), 3-Daniel Tello (CHL), 4-Reinaldo Ibarra (CHL)

7.a: 1-Torrey Meister (HAV), 2-Ricardo Williams (PER), 3-Dammian Alfaro (CHL), 4-Raul del Canto (CHL)

8.a: 1-Ale Diaz (CHL), 2-Zack Humphreys (EUA), 3-Morris Tapia (CHL), 4-Diego Roloza Letelier (CHL)

SEGUNDA FASE – 3.o=65.o lugar com 105 pontos e 4.o=81.o lugar com 90 pontos:

1.a: 1-Marco Giorgi (URU), 2-Arne Bergwinkl (ALE), 3-Fernando Junior (BRA), 4-Jacob Araya (CHL)

2.a: 1-Andro Goravica (CHL), 2-Vitor Ferreira (BRA), 3-Camilo Contreras (CHL), 4-Nahuel Amalfitano (ARG)

3.a: 1-Jonathan Zambrano (EQU), 2-Wesley Santos (BRA), 3-Sebastian Rojas (CHL), 4-Ryan Goerig (EUA)

4.a: 1-Igor Moraes (BRA), 2-Leonardo Barcelos (BRA), 3-Danilo Cerda (CHL), 4-Matias Corthorn (CHL)

5.a: 1-Micky Clarke (EUA), 2-Lucas Wrice (AUS), 3-Nicolas Contreras (CHL), 4-Ignacio Villegas (CHL)

6.a: 1-Gaspar Larragneguy (ARG), 2-Sebastian Correa (PER), 3-Vicente Diaz Barriga (CHL), 4-Christopher Herold (CHL)

7.a: 1-Luis Perloiro (PRT), 2-Jorge Soto (CHL), 3-Gustavo Bertotto (BRA), 4-Giorgio Gomez (COL)

8.a: 1-Diego Medina (CHL), 2-Matias Veloz Rojas (CHL), 3-Pedro Dib (BRA), 4-Dylan Christensen (EUA)

9.a: 1-Max Kearney (AUS), 2-Takuto Ohta (JPN), 3-Kris Cabezas (CHL), 4-Sergio Sanhueza (CHL)

10: 1-Jack Robinson (AUS), 2-Samson Coulter (AUS), 3-Herbert Moreno (BRA), 4-Gearoid McDaid (IRL)

———-ficaram para abrir a terça-feira:

11: Stevie Pittman (EUA), Matheus Navarro (BRA), Nicolas Diaz Barriga (CHL), Carlos Gonçalves (EQU)

12: Thomas Cervi (AUS), Myles Laine-Toner (EUA), Felipe Chirino Chace (CHL), Alex Lima (BRA)

13: Dwight Pastrana (PRI), Martin Passeri (ARG), Roberto Ilufin (CHL), Torrey Meister (HAV)

14: Luke Hynd (AUS), Sasha Donnanno (MEX), Gustavo Dvorquez (CHL), Ricardo Williams (PER)

15: Caetano Vargas (BRA), Maximiliano Cross (CHL), Lucas Chianca (BRA), Ale Diaz (CHL)

16: Gabriel Villaran (PER), Cristobal Montecinos (BRA), Tyler Gunter (EUA), Zack Humphreys (EUA)

TERCEIRA FASE – 3.o=33.o lugar com 180 pontos e 4.o=49.o lugar com 165 pontos:

1.a: Manuel Selman (CHL), Kael Walsh (AUS), Marco Giorgi (URU), Vitor Ferreira (BRA)

2.a: Nic Von Rupp (PRT), Skip McCullough (EUA), Andro Goravica (CHL), Arne Bergwinkl (ALE)

3.a: Joaquin del Castillo (PER), Guillermo Satt (CHL), Jonathan Zambrano (EQU), Leonardo Barcelos (BRA)

4.a: Miguel Blanco (PRT), Tomas Lopez Moreno (ARG), Igor Moraes (BRA), Wesley Santos (BRA)

5.a: Alvaro Malpartida (PER), Renan Pulga (BRA), Micky Clarke (EUA), Sebastian Correa (PER)

6.a: Alonso Correa (PER), Nicolas Vargas (CHL), Gaspar Larragneguy (ARG), Lucas Wrice (AUS)

7.a: Chauncey Robinson (EUA), Pedro Neves (BRA), Luis Perloiro (PRT), Matias Veloz Rojas (CHL)

8.a: Raoni Monteiro (BRA), Juan Carlos Lombardi (CHL), Diego Medina (CHL), Jorge Soto (CHL)

9.a: Mitchell Parkinson (AUS), Camilo Hernandez (CHL), Max Kearney (AUS), Samson Coulter (AUS)

10: Wesley Leite (BRA), Eithan Osborne (EUA), Jack Robinson (AUS), Takuto Ohta (JPN)

11: Leandro Usuna (ARG), João Chianca (BRA)

12: Quinn Bruce (AUS), Adrian Garcia (PER)

13: Jeronimo Vargas (BRA), Samuel Igo (BRA)

14: Cristobal de Col (PER), Jhonny Corzo (MEX)

15: Nick Callister (AUS), Facundo Arreyes (ARG)

16: Ryland Rubens (EUA), Roberto Araki (CHL)

PRIMEIRA FASE FEMININA – 3.a=17.o lugar com 300 pontos e 4.a=25.o lugar com 280 pontos:

1.a: Dominic Barona (EQU), Sol Aguirre (PER), Anne dos Santos (BRA), Catalina Hernandez (CHL)

2.a: Daniela Rosas (PER), Lorena Fica (CHL), Paloma Santos (CHL), Catalina Canelo Contreras (CHL)

3.a: Tainá Hinckel (BRA), Nicole Fulford (EUA), Trinidad Segura (CHL), Ignacia Soto Barrientos (CHL)

4.a: Anali Gomez (PER), Karol Ribeiro (BRA), Coco Cianciarulo (ARG), Ignacia Perez (CHL)

5.a: Leilani McGonagle (CRI), Leilani Aguirre (PER), Izzi Gomez (EUA), Sofia Driscoll (CHL)

6.a: Autumn Hays (EUA), Lucia Indurain (ARG), Josefina Vidueira (CHL), Eny Moreira (CHL)

7.a: Lucia Cosoleto (ARG), Julia Camargo (BRA), Ana Laura Gonzalez (MEX), Sofia Borquez (CHL)

8.a: Melanie Giunta (PER), Jessica Anderson (CHL), Mar Perez del Solar (PER), Esperanza Higuera (CHL)