Bruno Fontes segue em alta no Mundial de Classes Olímpicas

Velejador segue na zona de classificação para a fase final e vai bem na disputa por vaga olímpica – Foto: Sailing Energy/World Sailing

Bruno Fontes tem encarado o Mundial de Classes Olímpicas, na Baía de Aarhus, na Dinamarca, com muito foco e preocupado em velejar uma regata por vez. Desta maneira o velejador vem construindo sua campanha na competição e neste sábado seguiu a linha que vem dando certo nas últimas competições. Com boas largadas e acertando na maioria das escolhas o catarinense marcou um 6º e 14º lugares (que entrou para o descarte) em suas duas regatas e manteve o país na zona de classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Publicidade

“O dia foi muito difícil, com ventos rondados nas duas regatas. Acertei bem na primeira e a segunda foi uma pena, pois eu estava velejando ao lado do chinês e no finalzinho acabei deixando escapar um pouco. Ele foi quinto e eu bati em 14. Achei que tinha ido um pouco melhor, mas todos chegaram juntos. No entanto, mais um dia de resultados constantes e a permanência na parte de cima da classificação”, avalia Bruno.

Após quatro regatas o velejador soma 22 pontos perdidos e segue em 18º, entre os 165 velejadores, na fase de classificação. Neste domingo (5) mais duas regatas fecham a fase de classificação que aponta os 55 melhores ranqueados para a disputa da fase final. “A primeira parte da competição está quase no fim e o objetivo é classificar na melhor posição possível, pois na fase final o nível fica mais complicado”, enfatiza.

Até o momento, Bruno coloca o Brasil entre as catorze nações que estariam classificadas para as Olimpíadas de Tóquio no Laser Standard caso a competição em Aarhus terminasse neste momento. As outras são: Nova Zelândia, Finlândia, Austrália, Inglaterra, Alemanha, Suécia, Chipre, Estados Unidos, Peru, Noruega, França, Rússia e Espanha.

Ainda pela Classe Laser Standard, o Brasil conta com a presença de Lucas Bueno (156º com 148  pontos perdidos) e João Pedro Souto (38º com 38 pontos perdidos).

Sobre o Mundial de Classes Olímpicas:
O Mundial de Classes Olímpicas reúne as dez classes do programa dos Jogos de Tóquio 2020: RS:X masculina, RS:X feminina, Laser, Laser Radial, Finn, 470 masculina, 470 feminina, 49er, 49er FX e Nacra 17 e as regatas serão disputadas entre os dias 02 e 12 de agosto. Além disso, haverá disputa também no kiteboard (feminino e masculino), como demonstração.

No caso da classe Laser Standard serão dez regatas e a Medal Race, que conta com pontuação dobrada e reúne apenas os dez melhores classificados. As disputas para Bruno Fontes começaram na sexta-feira (03) e vão até domingo (05) com seis regatas previstas para a fase de classificação, sendo duas por dia. Na segunda os velejadores folgam e retornam a raia novamente para mais dois dias de regatas, terça (07) e quarta (08), quando acontecem as disputas da fase final. Os atletas ganham nova folga na quinta e sexta (10) retornam para as disputas da Medal Race.

Além de Bruno Fontes, o Brasil conta com os seguintes atletas na competição: Martine Grael e Kahena Kunze (49er FX), Carlos Robles e Marco Grael (49er), Mario Tinoco e Gabriel Borges (49er), Fernanda Oliveira e Ana Barbachan (470 feminina), Geison Mendes e Gustavo Thiesen (470 masculina), Henrique Haddad e Felipe Brito (470 masculina), Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino (Nacra 17), João Bulhões e Bruna Martinelli (Nacra 17), Jorge Zarif (Finn), Patrícia Freitas (RS:X feminina), Brenno Francioli (RS:X masculina), João Pedro Souto de Oliveira e Lucas Bueno (Laser), Gabriella Kidd (Laser Radial) e Cláudio Cruz (Kiteboard).

Mais informações: https://www.aarhus2018.com

O velejador Bruno Fontes conta com o apoio da Marinha do Brasil, Iate Clube de Santa Catarina e CrossFit Ventus.

Informações para imprensa – SixComm Comunicação Social
Danilo Caboclo – danilo@gruposix.com.br – 48 9.9177-8099