Brasileiros se destacam no QS 6000 de Pantin na Espanha

Willian Cardoso (BRA) .Pantin Pro 2017
Willian Cardoso (Foto: Masurel – WSL)
By João Carvalho

Os brasileiros foram os destaques nos dois primeiros dias do QS 6000 Pull&Bear Pantin Classic Galicia Pro na Espanha. Eles conquistaram metade das 24 vagas para a terceira fase disputadas na quarta-feira na Playa de Pantin. O líder do ranking do WSL Qualifying Series e novidade já confirmada no CT do ano que vem, Jessé Mendes, estreou com vitória e Willian Cardoso e Yago Dora foram os recordistas do dia. O uruguaio Marco Giorgi e o peruano Miguel Tudela também avançaram para a rodada dos 48 melhores e mais dez sul-americanos ainda vão disputar classificação na segunda metade da segunda fase, que ficou para abrir a quinta-feira na Espanha.

“A maré estava bem seca e deu boas ondas, então me sinto abençoado em competir em condições tão boas assim”, disse Willian Cardoso, que massacrou uma longa esquerda com quatro manobras muito potentes para ganhar a maior nota do dia – 9,43 – numa bateria 100% sul-americana. Na disputa pela segunda vaga, o uruguaio Marco Giorgi superou dois peruanos, Lucca Mesinas e Cristobal de Col. “Eu sei o meu potencial para surfar ondas assim e espero que elas continuem bombando amanhã (quinta-feira). Todo mundo está surfando bem e é muito bom voltar a Pantin com essas ondas”.

Publicidade

Willian Cardoso é um dos quatro brasileiros que estão entre os dez surfistas que o ranking do WSL Qualifying Series classifica para o grupo dos top-34 que disputa o título mundial da World Surf League no Championship Tour. Os outros são o paulista Jessé Mendes e mais dois catarinenses, Tomas Hermes em quarto lugar e Yago Dora em sétimo, logo abaixo dele. Yago usou os aéreos para fazer o maior placar da quarta-feira – 18,03 pontos de 20 possíveis – e os dois recordistas vão competir juntos na terceira fase, contra outro brasileiro, Lucas Silveira, na bateria completada pelo australiano Reef Heazlewood.

Yago Dora (Foto: Masurel – WSL)

Na quarta-feira, foram disputadas 28 baterias nas boas ondas de 3-5 pés da Playa de Pantin, as dezesseis que faltavam para fechar a primeira fase e doze da segunda, que começou com vitória de um dos integrantes da atual “seleção brasileira” no CT, Ian Gouveia. E outro, Miguel Pupo, ganhou a que fechou o dia em mais um confronto sul-americano na Espanha. Eram três brasileiros contra o peruano Joaquin del Castillo e Rafael Teixeira ficou com a vaga.

Todas as doze baterias da segunda fase realizadas na quarta-feira, tiveram surfistas da América do Sul disputando classificação, com um brasileiro sempre conseguindo ficar entre os dois primeiros colocados. Foram tantos que dois confrontos da terceira fase terão três brigando por duas vagas para a rodada dos 24 melhores do campeonato. Tem a bateria já mencionada do Willian Cardoso com Yago Dora e Lucas Silveira que vai ser a segunda e a outra é a sexta, com os paulistas Miguel Pupo e Alex Ribeiro, o catarinense Jean da Silva e o australiano Ryan Callinan.

Na primeira, tem Ian Gouveia competindo junto com o uruguaio Marco Giorgi contra dois franceses, Marc Lacomare e Nomme Mignot. Na terceira, o cearense Michael Rodrigues e o paulista Gabriel André enfrentam o australiano Wade Carmichael e o norte-americano Brett Simpson. Na quarta, está o líder do QS, Jessé Mendes, com o peruano Miguel Tudela, o espanhol Gony Zubizarreta e o neozelandês Ricardo Christie. E na quinta, mais dois brasileiros, Deivid Silva e Rafael Teixeira, contra o americano Evan Geiselman e o australiano Soli Bailey.

Miguel Tudela (Foto: Masurel – WSL)

VAGAS NO G-10 – Enquanto Tomas Hermes, Willian Cardoso e Yago Dora, defendem suas vagas para o CT 2018 na Espanha, três brasileiros que já fizeram parte da lista estão bem próximos da zona de classificação. Dois deles tentam recuperar suas vagas na elite perdidas no ano passado, o paulista Alex Ribeiro em 16.o lugar e o catarinense Alejo Muniz em 18.o. O outro é o paulista Flavio Nakagima em 21.o, depois vem o cearense Michael Rodrigues em 28.o.

O japonês Hiroto Ohhara é o último colocado na lista dos dez indicados pelo QS e foi barrado por Jean da Silva na bateria vencida por Evan Geiselman. Com isso, deixou a porta de entrada no G-10 aberta principalmente para Ricardo Christie, pois o surfista da Nova Zelândia passou para a terceira fase e está logo abaixo dele no ranking, em 11.o lugar. O californiano Nat Young em 13.o e o australiano Cooper Chapman em 14.o, também são fortes concorrentes para tirar a vaga do único japonês no grupo que está se classificando para o CT 2018. O 12.o colocado é o sul-africano Jordy Smith, que lidera no ranking do CT e dispensa a vaga no G-10 do QS.

O QS 6000 Pull&Bear Pantin Classic Galicia Pro está sendo transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Grant Baker, Phil Rajzman, Tory Gilkerson, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

TERCEIRA FASE DO QS 6000 PULL&BEAR PANTIN CLASSIC GALICIA PRO:

1.a: Ian Gouveia (BRA)Marco Giorgi (URU), Marc Lacomare (FRA), Nomme Mignot (FRA)

2.a: Willian Cardoso (BRA)Yago Dora (BRA)Lucas Silveira (BRA), Reef Heazlewood (AUS)

3.a: Michael Rodrigues (BRA), Wade Carmichael (AUS), Brett Simpson (EUA), Gabriel André (BRA)

4.a: Jessé Mendes (BRA), Ricardo Christie (NZL), Gony Zubizarreta (ESP), Miguel Tudela (PER)

5.a: Deivid Silva (BRA)Rafael Teixeira (BRA), Evan Geiselman (EUA), Soli Bailey (AUS)

6.a: Miguel Pupo (BRA)Alex Ribeiro (BRA), Ryan Callinan (AUS), Jean da Silva (BRA)

BATERIAS DOS SUL-AMERICANOS NO QS 6000 DA ESPANHA EM PANTIN:

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 550 e 400 pts) e 4.o=73.o lugar (US$ 450 e 370 pts):

———resultados da quarta-feira:

1.a: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Reef Heazlewood (AUS), 3-Daiki Tanaka (JPN), 4-Luis Diaz (CNY)

2.a: 1-Nomme Mignot (FRA), 2-Lucas Silveira (BRA), 3-Carlos Munoz (CRI), 4-Vasco Ribeiro (PRT)

3.a: 1-Yago Dora (BRA), 2-Marc Lacomare (FRA), 3-Thiago Camarão (BRA), 4-Parker Coffin (EUA)

4.a: 1-Willian Cardoso (BRA), 2-Marco Giorgi (URU), 3-Lucca Mesinas (PER), 4-Cristobal de Col (PER)

5.a: 1-Gabriel André (BRA), 2-Gony Zubizarreta (ESP), 3-Jadson André (BRA), 4-Vicente Romero (ESP)

6.a: 1-Wade Carmichael (AUS), 2-Miguel Tudela (PER), 3-Mikey Wright (AUS), 4-Mihimana Braye (TAH)

7.a: 1-Ricardo Christie (NZL), 2-Michael Rodrigues (BRA), 3-Pedro Henrique (PRT), 4-Jake Marshall (EUA)

8.a: 1-Jessé Mendes (BRA), 2-Brett Simpson (EUA), 3-Koa Smith (HAV), 4-Timothee Bisso (GLP)

9.a: 1-Deivid Silva (BRA), 2-Ryan Callinan (AUS), 3-Michael February (AFR), 4-Jordy Collins (EUA)

10: 1-Evan Geiselman (EUA), 2-Jean da Silva (BRA), 3-Monty Tait (AUS), 4-Hiroto Ohhara (JPN)

11: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Soli Bailey (AUS), 3-Joshua Burke (BRB), 4-Tristan Guilbaud (FRA)

12: 1-Miguel Pupo (BRA), 2-Rafael Teixeira (BRA), 3-Joaquin del Castillo (PER), Marco Fernandez (BRA)

———baterias que vão abrir a quinta-feira:

13: Leonardo Fioravanti (ITA), Hiroto Arai (JPN), Dean Bowen (AUS), Peterson Crisanto (BRA)

15: Patrick Gudauskas (EUA), Tanner Gudauskas (EUA), Weslley Dantas (BRA)Thiago Guimarães (BRA)

16: Tomas Hermes (BRA), Davey Cathels (AUS), Dion Atkinson (AUS), Seth Moniz (HAV)

17: Ethan Ewing (AUS), Bino Lopes (BRA), Charles Martin (GLP), Jacob Willcox (AUS)

21: Griffin Colapinto (EUA), Heitor Alves (BRA), Cam Richards (EUA), Kilian Garland (EUA)

23: Alejo Muniz (BRA)Flavio Nakagima (BRA), Kei Kobayashi (EUA), Kiron Jabour (HAV)

24: Kanoa Igarashi (EUA), Jonathan Gonzalez (CNY), Leandro Usuna (ARG)Luel Felipe (BRA)

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar com 120 pontos e 4.o=121.o lugar com 75 pontos:

———resultados da terça-feira:

1.a: 1-Reef Heazlewood (AUS), 2-Lucas Silveira (BRA), 3-Marcos Correa (BRA), 4-Luis Rodriguez (ESP)

3.a: 1-Parker Coffin (EUA), 2-Cristobal de Col (PER), 3-Adrien Toyon (FRA), 4-Skip McCullough (EUA)

4.a: 1-Lucca Mesinas (PER), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Shane Sykes (AFR), 4-Billy Stairmand (NZL)

5.a: 1-Vicente Romero (ESP), 2-Miguel Tudela (PER), 3-Nolan Rapoza (EUA), 4-Victor Mendes (BRA)

6.a: 1-Mihimana Braye (TAH), 2-Gabriel André (BRA), 3-Keijiro Nishi (JPN), 4-Kalani Ball (AUS)

7.a: 1-Pedro Henrique (PRT), 2-Brett Simpson (EUA), 3-Alonso Correa (PER), 4-Tomas Fernandes (PRT)

8.a: 1-Timothee Bisso (GLP), 2-Jake Marshall (EUA), 3-Alvaro Malpartida (PER), 4-Yuri Gonçalves (BRA)

———resultados da quarta-feira:

9.a: 1-Deivid Silva (BRA), 2-Monty Tait (AUS), 3-Dimitri Ouvre (FRA), 4-Mateia Hiquily (TAH)

10: 1-Jean da Silva (BRA), 2-Jordy Collins (EUA), 3-Dylan Goodale (HAV), 4-O´Neill Massin (TAH)

11: 1-Joshua Burke (BRB), 2-Joaquin del Castillo (PER), 3-Elijah Gates (HAV), 4-Lliam Mortensen (AUS)

12: 1-Marco Fernandez (BRA), 2-Tristan Guilbaud (FRA), 3-Kaito Ohashi (JPN), 4-Jeronimo Vargas (BRA)

13: 1-Dean Bowen (AUS), 2-Titouan Boyer (FRA), 3-Krystian Kymerson (BRA), 4-Takumi Nakamura (JPN)

14: 1-Jared Hickel (AUS), 2-Peterson Crisanto (BRA), 3-Wesley Leite (BRA), 4-Mateus Herdy (BRA)

15: 1-Weslley Dantas (BRA), 2-Dion Atkinson (AUS), 3-Samuel Pupo (BRA), 4-Matthew McGillivray (AFR)

16: 1-Seth Moniz (HAV), 2-Thiago Guimarães (BRA), 3-Reo Inaba (JPN), 4-Cole Houshmand (EUA)

18: 1-Andy Criere (FRA), 2-Jacob Willcox (AUS), 3-Manuel Selman (CHL), 4-Makai McNamara (HAV)

19: 1-Jackson Baker (AUS), 2-Dylan Lightfoot (AFR), 3-Samuel Igo (BRA), 4-Maxime Huscenot (FRA)

21: 1-Cam Richards (EUA), 2-Gatien Delahaye (FRA), 3-Yagê Araujo (BRA), 4-Robson Santos (BRA)

23: 1-Kei Kobayashi (EUA), 2-Leandro Usuna (ARG), 3-Quinn Bruce (AUS), 4-Dusty Payne (HAV)

24: 1-Luel Felipe (BRA), 2-Kiron Jabour (HAV), 3-Michael Dunphy (EUA), 4-Richard Kidd (AFR)