Bodyboarder não resiste a mordida na perna

Dubosc era um bodyboarder experiente, como pode ser visto aqui, e participou da Shark Watch Patrol, uma patrulha que trabalhava para manter os cidadãos seguros dentro d’água. Foto: Arquivo

Outro ataque de tubarão fatal nas Ilhas Reunião
Bodyboarder sangra até morrer após ser mordido na perna

Publicidade

Pra quem gosta de surfar, a situação nas Ilhas Reuniões, a possessão francesa no Oceano Índico, só tem piorado. No fim de semana, outro bodyboarder foi morto em um ataque de tubarão.

Adrien Dubosc, um experiente bodyboarder local foi mordido na perna na manhã de sábado enquanto estava na água em Pointe au Sel. Apesar dos esforços de resgate em terra, Dubosc sucumbiu a seus ferimentos e faleceu.

A vítima, o bodyboarder Adrien Dubosc, sendo carregada da cena do ataque onde perdeu sua vida no sábado passado, enquanto surfava nas Ilhas Reunião. Foto: Getty

Um porta-voz da polícia disse: “O jovem estava na água com dois amigos, quando um tubarão o atacou, mordendo a coxa direita e a região na virilha. A vítima foi retirada da água e a equipe de atendimento de emergência chegou muito rapidamente. Apesar da massagem cardíaca, ele morreu antes de completar meia hora do ataque”.

Dubosc foi membro da Shark Watch Patrol, uma organização voluntária dedicada a promover a segurança e a detectar tubarões em praias públicas.

E esse ataque ocorre pouco mais de dois meses depois de uma tragédia anterior, que foi igualmente lamentável. Outro bodyboarder, Alexandre Naussac, de 26 anos, foi morto enquanto estava na água em uma boca de rio próxima. As duas vítimas eram, aparentemente, amigas íntimas.

O incidente em fevereiro levou o nativo das Ilhas Reunião, Jeremy Flores, a falar através das mídias sociais, pedindo ações para combater a questão dos tubarões. E Kelly Slater respondeu: “É preciso haver um sério abate na Reunião e isso deve acontecer todos os dias, há um claro desequilíbrio no oceano”.

Até agora, nenhum comentário de Slater ou Flores sobre este ataque mais recente.

A fatalidade no fim de semana marca o 23º ataque nas Ilhas Reunião desde 2011 – o nono fatal – de acordo com o International Shark Attack File.

Fonte surfline.com