Atletas do IGM passam por avaliação de força e potência

Atletas do IGM conheceram o projeto instalado na capital paulista. Foto Aleko Stergiou

Atletas do Instituto Gabriel Medina passam por avaliação de força e potência no conceituado NAR, em São Paulo

Publicidade

O Instituto Gabriel Medina garantiu mais um avanço na área de preparação física de seus atletas, com a parceria com o Núcleo de Alto Rendimento Esportivo de São Paulo (NAR-SP). Nesta segunda-feira (5) atletas do IGM conheceram o projeto instalado na capital paulista e passaram por testes de potência, velocidade e força, iniciando um trabalho de avaliações periódicas para que criar parâmetros de como trabalhar ainda melhor cada performance.

A equipe selecionada para os testes foi acompanhada pelo preparador físico Allan Menache, o coordenador técnico, Alex Leco, o diretor Márcio Yagui e a presidente do IGM, Simone Medina. Todos foram recebidos pelo doutor em Treinamento Esportivo Irineu Loturco, um dos idealizadores do NAR-SP, que já se firmou como um dos maiores centros de pesquisa científica e treinamento do Mundo.

Para Allan Menache, responsável pelo intercâmbio com o NAR, a nova parceria é de grande importância para o IGM. “O NAR é um centro de excelência na avaliação neuromuscular, com testes de potência, velocidade e força. E isso é extremamente importante, porque a gente consegue criar parâmetros objetivos e fidedignos em relação a como os atletas estão e quais serão os caminhos que devemos adotar para melhorar a condição física de cada um”, falou.

Os atletas fizeram testes de potência muscular, visando apenas o peso corporal ou pequenas sobrecargas, pela faixa etária, com saltos em profundidade, agachamento sem sobrecarga entre outros. “Pelos dados prévios que temos do Gabriel Medina, notamos que a potência muscular de membros inferiores é um fator bem importante para o desempenho desses meninos”, argumentou Irineu Loturco. “Isso está associado ao sucesso de diferentes tarefas no surf. A ideia é levantar esses dados para passar as características de cada atleta”, complementou.

“Essa parceria é muito legal, muito importante. Acompanhei tudo de perto, prestei a atenção e vi que nossos atletas podem melhorar. Tem várias coisas que precisam ser corrigidas. Eles terão uma consciência corporal do que não se deve fazer e o que precisa corrigir para chegar ao alto rendimento e na performance que querem no mar”, destacou Simone Medina.

Irineu Loturco reforçou que espera uma parceria duradoura com o IGM, por já conhecer o projeto criado pelo primeiro brasileiro campeão mundial de surf e seus objetivos. “A gente acredita bastante no projeto de vocês, temos acompanhando o que tem sido feito e com bastante sucesso. Não só em relação a preparar os meninos para o alto-rendimento, mas pelos aspectos sociais. Ou seja, tem muita relação com o que o NAR faz”, disse. “Nem todos serão novos campeões como o Gabriel Medina, mas vocês estão formando cidadãos. Isso é o que mais conta”, completou.

O IGM – O Instituto Gabriel Medina (IGM) foi inaugurado no dia 31 de janeiro de 2017 e tem a sua sede estrategicamente instalada na Praia de Maresias, em São Sebastião, exatamente em frente do local onde o campeão mundial de surf de 2014 aprendeu a surfar e treinou durante a sua adolescência. O projeto tem como proposta oferecer aos atletas a mesma estrutura e metodologia que Gabriel Medina conta para os seus treinamentos e em pouco tempo, se tornou referência, inclusive no exterior. Os atletas, dos dez aos 16 anos, são selecionados através do Circuito Medina, e treinam no contraturno da escola, tendo sessões de surf, preparação física, natação, além de apneia, aulas de inglês e de tecnologia, alimentação e atendimentos médico e odontológico.

FOTOS DIVULGAÇÃO: FÁBIO MARADEI E ALEKO STERGIOU

Fábio Maradei

Galeria de Imagens