Atletas divididas nas primeiras fases

Surfistas escaladas para estrear no São Chico ECO Festival

By João Carvalho

A histórica cidade de São Francisco do Sul já vive o clima de voltar a sediar um campeonato de surfe do Circuito Mundial, com as principais surfistas do Brasil, da Argentina, Peru, Chile, Equador e até da Espanha, treinando desde o início da semana nas ondas da Prainha. Nesta sexta-feira, começa a etapa mais importante do World Surf League Qualifying Series feminino no Brasil esse ano, o São Chico ECO Festival com status QS 1500, que até domingo também vai decidir o título sul-americano Pro Junior de 2018, para atletas com até 18 anos de idade. Elas já estão divididas nas primeiras fases, com a cabeça de chave número 1 do QS e do Pro Junior, escaladas na primeira bateria, a equatoriana Dominic Barona e a peruana Sol Aguirre.

O São Chico ECO Festival é o primeiro evento organizado pela embaixadora do surfe feminino na WSL South America, Marina Werneck. Ela já competiu por muitos anos e tem até um título de campeã sul-americana Pro Junior no currículo, além de participações no circuito mundial e brasileiro profissional. Agora, idealizou um projeto para fortalecer o desenvolvimento da categoria, promovendo campeonatos combinando o esporte com preservação ecológica. As atividades ambientais começam já na quinta-feira, mas as disputas dentro d´água só serão iniciadas na sexta-feira nas ondas da Prainha.

Publicidade

 

A comissão técnica vai analisar as condições do mar e decidir o horário e qual categoria vai abrir o São Chico ECO Festival. Se começar pela etapa do QS 1500, a participante mais bem colocada no ranking mundial, Dominic Barona, vai estrear na primeira bateria. O evento também vale pontos para o ranking sul-americano da WSL South America e a equatoriana lidera a corrida pelo título regional com três vitórias nas cinco etapas já realizadas. Suas primeiras adversárias na Prainha serão as jovens brasileiras Yanca Costa e Hayanna Iguchi.

Dominic Barona campeã do Neutrox Weekend em Itacaré na Bahia (Foto: Fabriciano Junior – Neutrox)

“Estou muito contente que vai haver outra etapa no Brasil, um QS 1500 em São Francisco do Sul, então espero representar bem meu país lá. Sei que o evento vai estar super cheio, com muitas meninas e desejo que dê boas ondas para todas mostrarem seu surfe na Prainha”, disse Dominic Barona, 21.a colocada no ranking mundial que neste ano já disputou quatorze etapas do WSL Qualifying Series em vários países, como Estados Unidos, Austrália, França, Espanha, África do Sul, Mexico, Argentina, Peru, Chile e as duas que já tiveram no Brasil.

A impressionante campanha de Dominic Barona na disputa pelo título sul-americano da WSL South America, começou com vitória na primeira etapa do WSL Qualifying Series na América do Sul esse ano, em San Bartolo, no Peru. Depois, conseguiu o bicampeonato na de Mar del Plata, na Argentina, ficou em segundo lugar na final da etapa de Iquique, no Chile, mas voltou a vencer a primeira no Brasil esse ano, em Itacaré, na Bahia. No último fim de semana, aconteceu a segunda na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, onde Mimi perdeu nas semifinais para a vencedora do evento, a pernambucana Monik Santos.

Monik Santos (Foto: Fabriciano Junior / Neutrox)

“Estou muito feliz que acabei de ganhar minha primeira etapa do Circuito Mundial no Rio de Janeiro e também porque já teremos outro evento para competir nessa semana lá em São Francisco do Sul. Então quero convidar a todos para curtir e prestigiar o São Chico ECO Festival, porque vai ser um grande evento”, disse Monik Santos.

Na etapa do QS 1500 do São Chico ECO Festival, as participantes foram divididas em oito baterias na primeira fase. A segunda será entre três surfistas de outros países, a argentina Lucia Cosoleto vice-líder do ranking sul-americano e as peruanas Daniela Rosas e Lara Barrios. Monik Santos entra na terceira com Anne dos Santos e a surfista local de São Francisco de Sul, Susã Leal, com outra argentina disputando duas vagas para a segunda fase, Lucia Indurain.

Depois, as duas surfistas que vem brigando pelo título sul-americano Pro Junior nos últimos anos vão estrear juntas, a catarinense Taina Hinckel campeã em 2016 e vice em 2017 e a peruana Sol Aguirre que impediu o bicampeonato da brasileira e lidera o ranking deste ano por ter vencido a etapa encerrada domingo passado em Lobitos, no Peru. No QS 1500 São Chico ECO Festival, as duas vão enfrentar a experiente big-rider de Saquarema, Taís Almeida, e Isabela Saldanha.

Sol Aguirre (Foto: Luis Patiño – Media Pro)

PRO JUNIOR – Já na categoria Pro Junior, esse encontro só poderá acontecer numa final entre elas na Prainha. Assim como no ano passado, o título sul-americano será decidido em Santa Catarina. Em 2017, Taina Hinckel teve a chance de conseguir o bicampeonato em casa na Guarda do Embaú, mas perdeu a bateria final para Sol Aguirre. Neste ano, a peruana começou competindo em casa e largou na frente na disputa do título que será decidido no São Chico ECO Festival.

O resultado do evento também indicará as duas primeiras no ranking que vão representar a América do Sul no Mundial Pro Junior da World Surf League, na primeira semana de dezembro na Ilha Taiwan. No ano passado, Taina foi a terceira melhor do mundo, só perdendo na semifinal para a campeã Vahine Fierro, do Taiti. Agora, a catarinense divide a terceira posição no ranking sul-americano com a também brasileira Maju Freitas, tendo ainda outra peruana na briga na frente delas, Daniela Rosas, vice-campeã na primeira seletiva em Lobitos.

A número 1, Sol Aguirre, começa a busca pelo bicampeonato no São Chico ECO Festival na primeira bateria da categoria Pro Junior, contra a argentina Catalina Mercere e a brasileira Bruna Carderelli. Maju Freitas e Taina Hinckel vão estrear em duas baterias 100% brasileiras, a segunda e a terceira, respectivamente. E Daniela Rosas vai disputar as duas últimas vagas para as quartas de final com a também peruana Lara Barrios e a brasileira Isabela Saldanha.

CAMPANHA MARES LIMPOS – As baterias só começam na sexta-feira, mas as atividades socioambientais do primeiro evento promovido pela embaixadora do surfe feminino na WSL South America, Marina Werneck, já se iniciam na quinta-feira, com a abertura oficial do São Chico ECO Festival acontecendo com o grande ato de adesão do município de São Francisco do Sul à Campanha Mares Limpos da ONU (Organização das Nações Unidas).

 

O cerimonial está marcado para as 15h00 no Bar e Restaurante Banana Joe, que estará sendo oficialmente inaugurado na orla da Prainha. Outra programação ambiental do São Chico ECO Festival na quinta-feira é uma Mesa Redonda, para debater a problemática do lixo e a gestão de resíduos sólidos nas praias brasileiras, entre outros assuntos. Ela será mediada pelo Gestor Ambiental da empresa Swell Eventos e a embaixadora da WSL South America, Marina Werneck, fará a interação com os internautas em suas redes sociais, que transmitirão a Mesa Redonda ao vivo pela internet, assim como o canal do Youtube da Prefeitura de São Francisco do Sul.

MESA REDONDA – A lista dos participantes da Mesa Redonda tem representantes da ONU, criadora da Campanha Mares Limpos, da gestão pública municipal e experts sobre o tema de renomadas instituições ambientalistas e de pesquisa, como universidades, ONGs, institutos, projetos, etc:

– ONU – Campanha Mares Limpos

– Marina Werneck – Embaixadora do Surfe Feminino na WSL South America

– Renato Gama Lobo – Prefeito de São Francisco do Sul

– Gabriel Daniel Conorath – Secretario de Meio Ambiente de São Francisco do Sul

– Vereador Pedrão – Projeto Floripa Livre de Plástico

– Projeto TAMAR

– Projeto Route Brasil

– Projeto Keep The Ocean Blue

– Projeto Babitonga Ativa

– Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos

– Projeto Toninhas

– Projeto Meros do Brasil – Instituto COMAR

– Curso de Biologia Marinha da UNIVILLE

– Associação Movimento Ecológico Carijós – AMECA

– Projeto Prancha Ecológica – ECOGAROPABA

– Ecosurf

– Associação Francisquense de Surf

Este é só o início da programação ambiental do São Chico ECO Festival, que vai prosseguir na sexta-feira, sábado e domingo na Vila Ecológica criada junto a arena do evento na Prainha. Ela será aberta às 9h00 da sexta-feira com o posto de entrega de resíduos, as exposições, atividades educativas, exibição de filmes e documentários sobre lixo na praia, doação de mudas, etc.

Às 10h00, acontece um mutirão de limpeza na Prainha e às 11h00 serão instaladas novas placas com informações socioambientais. Para fechar o primeiro dia do São Chico ECO Festival, às 18h00 haverá um show na Prainha com bandas locais. No sábado e domingo, as atividades prosseguem na Vila Ecológica juntamente com as disputas nas ondas.

O São Chico ECO Festival é o primeiro campeonato do projeto idealizado pela surfista profissional que inclusive já foi campeã sul-americana Pro Junior da WSL South America em 2007, Marina Werneck, de fomentar o crescimento do surfe feminino no Brasil. O evento será realizado com o importante apoio da Prefeitura Municipal e da Secretaria de Meio-Ambiente de São Francisco do Sul.

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

BATERIAS SUJEITAS À ALTERAÇÕES ATÉ O INÍCIO DO EVENTO:

PRIMEIRA FASE DO QS 1500 SÃO CHICO ECO FESTIVAL:

1.a: Dominic Barona (EQU), Yanca Costa (BRA), Hayanna Iguchi (BRA)

2.a: Daniela Rosas (PER), Lucia Cosoleto (ARG), Lara Barrios (PER)

3.a: Lucia Indurain (ARG), Anne dos Santos (BRA), Monik Santos (BRA), Susã Leal (BRA)

4.a: Tainá Hinckel (BRA), Sol Aguirre (PER), Taís Almeida (BRA), Isabela Saldanha (BRA)

5.a: Melanie Giunta (PER), Jessica Anderson (CHL), Mar del Solar (PER)

6.a: Lorena Fica (CHL), Camila Cassia (BRA), Louisie Frumento (BRA), Maju Freitas (BRA)

7.a: Lucia Martino (ESP), Julia Camargo (BRA), Julia Duarte (BRA), Gilvanilta Ferreira (BRA)

8.a: Josefina Ane (ARG), Karol Ribeiro (BRA), Catalina Mercere (ARG)

PRIMEIRA FASE DO PRO JUNIOR SUB-18:

1.a: Sol Aguirre (PER), Bruna Carderelli (BRA), Catalina Mercere (ARG)

2.a: Maju Freitas (BRA), Julia Camargo (BRA), Rafaella Teixeira (BRA), Leticia Peixe (BRA)

3.a: Taina Hinckel (BRA), Anne dos Santos (BRA), Louisie Frumento (BRA), Julia Duarte (BRA)

4.a: Daniela Rosas (PER), Isabela Saldanha (BRA), Lara Barrios (PER)