Argentina Josefina Ané vence primeiro QS na África do Sul

Josefina Ané (Foto: WSL / Thurtell)
By João Carvalho

Os argentinos comandaram a participação sul-americana nas duas etapas do WSL Qualifying Series que foram encerradas neste domingo. Na África do Sul, Josefina Ané conquistou sua primeira vitória no Circuito Mundial no QS 1000 Royal St Andrews Hotel Port Alfred Classic, nas ondas de East Beach, em Port Alfred. Na Espanha, José Gundesen ficou em terceiro lugar perdendo nas semifinais para o campeão do QS 1500 Pro Zarautz, Jorgann Couzinet, que entrou no grupo dos dez surfistas que se classificam para o World Surf League Championship Tour com a vitória na final francesa com Maxime Huscenot.

Josefina Ané (Foto: WSL / Thurtell)

Esta foi a segunda decisão de título consecutiva da jovem Josefina Ané, 19 anos. Antes de partir para a África do Sul, foi vice-campeã em casa no QS 1000 Rip Curl Pro Argentina, sem conseguir impedir o bicampeonato da equatoriana Dominic Barona em Mar del Plata. Em Port Alfred, ela era a única estrangeira entre as vinte participantes e estreou passando em segundo na bateria vencida por Nicole Pallet, a mesma da semifinal no domingo.

Publicidade

Dessa vez, a sul-africana quase não achou ondas e a argentina a superou por uma larga vantagem de 11,25 a 3,70 pontos. Na grande final, Josefina Ané também pegou as melhores ondas que entraram na bateria para derrotar a sul-africana de apenas 14 anos de idade, Zoe Steyn, por 13,75 a 7,50 pontos. Com os 1.000 pontos da vitória no Royal St Andrews Hotel Port Alfred Classic, a argentina subiu do 56.o para o 43.o lugar no ranking que não sofreu alterações nas primeiras posições com os resultados das duas etapas finalizadas no domingo.

“Esta é a minha primeira vitória no QS e estou muito feliz”, disse Josefina Ané. “Agradeço todas as meninas que participaram desse evento. Meu inglês é um pouco ruim, mas estou muito feliz e contente por ter decidido vir participar deste campeonato, parabéns a todos que fizeram o evento e a todas as pessoas que vieram a praia nesses dias”.

Josefina Ané (Foto: WSL / Thurtell)

VITÓRIA NO G-10 – No QS 1500 Zarautz Pro da Espanha, a vencedora foi a francesa Pauline Ado, que subiu para a 14.a posição no ranking. Se entre as meninas, ninguém entrou no grupo das seis que se classificam para o CT, no masculino o campeão Jorgann Couzinet ingressou na lista dos dez indicados para a elite dos top-34 da World Surf League. Ele acabou tirando a vaga do brasileiro Jadson André e essa foi a única mudança de nomes no G-10. Com os 1.125 pontos do vice-campeonato, Maxime Huscenot saiu da rabeira da lista para a sexta posição no ranking das 24 etapas completadas na Espanha e na África do Sul.

O argentino Jose Gundesen também lucrou com o excelente terceiro lugar do seu primeiro bom resultado em etapas internacionais do QS. Ele marcou 840 pontos no ranking e subiu da 194.a para 92.a posição, entrando no grupo dos 100 primeiros colocados que podem participar dos eventos mais importantes e decisivos do WSL Quaifying Series, com status QS 6000 e QS 1000.

Também conseguiram ingressar nos top-100 o espanhol Vicente Romero, que dividiu o terceiro lugar com ele em Zarautz, bem como os finalistas do QS 1000 da África do Sul. O campeão na final sul-africana do Royal St Andrews Hotel Port Alfred Classic, Jordan Maree, saltou de 215 para 88 no ranking. Já o vice-campeão, Jordan Lawler, foi do 140.0 para o 85.o lugar.

Josefina Ané (Foto: WSL / Thurtell)

PRÓXIMAS ETAPAS – Outra etapa do QS 1000 vai acontecer na África do Sul no próximo fim de semana, com o Mitchum Buffalo City Surf Pro começando na sexta-feira nas ondas de Nahoon Reef, em East London. Mais duas serão realizadas neste mês de abril, o QS 1500 Krui Pro nos dias 15 a 20 na ilha da Sumatra, na Indonésia, e o QS 3000 Pro Santa Cruz de 24 a 29 de abril na Praia da Física, em Santa Cruz, Portugal, que no ano passado foi vencido pelo uruguaio Marco Giorgi.

Mais informações, notícias, fotos, vídeos e todos os resultados do QS 1500 Pro Zarautz da Espanha e do QS 1000 Royal St Andrews Hotel Port Alfred Classic da África do Sul, podem ser acessados nas páginas dos eventos no www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 180 eventos globais que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL tem uma enorme legião de fãs apaixonados pelo surf em todo o mundo, que acompanham ao vivo as apresentações de grandes estrelas, como Tyler Wright, John John Florence, Paige Alms, Kai Lenny, Taylor Jensen, Honolua Blomfield, Mick Fanning, Stephanie Gilmore, Kelly Slater, Carissa Moore, Gabriel Medina, Courtney Conlogue, entre outros, competindo no campo de jogo mais imprevisível e dinâmico entre todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

RESULTADOS DO ÚLTIMO DIA DO QS 1500 PRO ZARAUTZ NA ESPANHA:

Campeão: Jorgann Couzinet (FRA) por 15,17 pontos – US$ 10.000 e 1.500 pontos

Vice-campeão: Maxime Huscenot (FRA) com 12,50 pontos – US$ 5.000 e 1.125 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 840 pontos e US$ 2.000 de prêmio:

1.a: Jorgann Couzinet (FRA) 16,50 x 11,00 Vicente Romero (ESP)

2.a: Maxime Huscenot (FRA) 13,16 x 10,20 José Gundesen (ARG)

FINAL FEMININA DO QS 1500 PRO ZARAUTZ NA ESPANHA:

Campeã: Pauline Ado (FRA) por 10,67 pontos – US$ 10.000 e 1.500 pontos

Vice-campeã: Leticia Canales Bilbao (ESP) com 7,57 pontos – US$ 3.000 e 1.125 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 840 pontos e US$ 1.000 de prêmio:

1.a: Pauline Ado (FRA) 13,10 x 9,07 Garazi Sanchez-Ortun (ESP)

2.a: Leticia Canales Bilbao (ESP) 13,10 x 12,50 Camilla Kemp (PRT)

FINAL DO QS 1000 ROYAL ST ANDREWS PORT ALFRED CLASSIC NA ÁFRICA DO SUL:

Campeão: Jordan Maree (AFR) por 13,70 pontos – US$ 1.000 e 1.000 pontos

Vice-campeão: Jordan Lawler (AFR) com 12,90 pontos – US$ 500 e 750 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 560 pontos e US$ 250 de prêmio:

1.a: Jordan Maree (AFR) 14.40 x 13.25 Dylan Lightfoot (AFR)

2.a: Jordan Lawler (AFR) 18.00 x 12.50 Greg Emslie (AFR)

FINAL FEMININA DO QS 1000 ROYAL ST ANDREWS PORT ALFRED CLASSIC:

Campeã: Josefina Ané (ARG) por 13,75 pontos – US$ 667 e 1.000 pontos

Vice-campeã: Zoe Steyn (AFR) com 7,50 pontos – US$ 333 e 750 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 560 pontos e US$ 188 de prêmio:

1.a: Josefina Ané (ARG) 11.25 x 3.70 Nicole Pallet (AFR)

2.a: Zoe Steyn (AFR) 9.75 x 5.05 Emma Smith (AFR)

G-10 DO WSL QUALIFYING SERIES 2018 – 24 etapas:

01: Alejo Muniz (BRA) – 8.330 pontos

02: Mikey Wright (AUS) – 8.105 com vaga nos top-22 do CT

03: Deivid Silva (BRA) – 7.610

04: Evan Geiselman (EUA) – 7.570

05: Miguel Pupo (BRA) – 6.220

06: Maxime Huscenot (FRA) – 5.895

07: Leonardo Fioravanti (ITA) – 5.890

08: Barron Mamiya (HAV) – 5.755

09: Jorgann Couzinet (FRA) – 5.625

10: Matthew McGillivray (AFR) – 5.615

11: Miguel Tudela (PER) – 5.410

———-sul-americanos até 100:

12: Jadson André (BRA) – 5.320 pontos

13: Lucca Mesinas (PER) – 5.240

19: Alex Ribeiro (BRA) – 4.580

23: Michael Rodrigues (BRA) – 4.200

25: Ian Gouveia (BRA) – 3.650

27: Rafael Teixeira (BRA) – 3.530

31: Willian Cardoso (BRA) – 3.350

31: Peterson Crisanto (BRA) – 3.350

35: Bino Lopes (BRA) – 3.235

42: Victor Bernardo (BRA) – 2.870

43: Weslley Dantas (BRA) – 2.770

47: Wiggolly Dantas (BRA) – 2.600

51: Marco Fernandez (BRA) – 2.495

54: Tomas Tudela (PER) – 2.400

62: Tomas Hermes (BRA) – 2.200

66: Lucas Silveira (BRA) – 2.120

67: Alonso Correa (PER) – 2.080

69: Flavio Nakagima (BRA) – 2.060

69: Samuel Pupo (BRA) – 2.060

77: Mateus Herdy (BRA) – 2.010

81: Wesley Santos (BRA) – 1.920

85: Joaquin del Castillo (PER) – 1.910

92: Jose Gundesen (ARG) – 1.765

95: Alvaro Malpartida (PER) – 1.740

97: Wesley Leite (BRA) – 1.730

101: Jeronimo Vargas (BRA) – 1.705

103: Manuel Selman (CHL) – 1.685

103: Robson Santos (BRA) – 1.685

G-6 DO WSL QUALIFYING SERIES 2018 – 19 etapas:

1.a: Caroline Marks (EUA) – 10.200 pontos com vaga entre as top-10 do CT

2.a: Coco Ho (HAV) – 8.600

3.a: Philippa Anderson (AUS) – 8.080

4.a: Malia Manuel (HAV) – 8.050

5.a: Bronte Macaulay (AUS) – 7.800

6.a: Keely Andrew (AUS) – 7.750 com vaga entre as top-10 do CT

6.a: Macy Callaghan (AUS) – 7.750

8.a: Holly Wawn (AUS) – 7.720

———–sul-americanas até 100:

13: Silvana Lima (BRA) – 6.350 pontos

28: Dominic Barona (EQU) – 4.400

29: Melanie Giunta (PER) – 4.070

43: Josefina Ané (ARG) – 3.220

59: Tainá Hinckel (BRA) – 2.368

76: Lucia Cosoleto (ARG) – 1.640

95: Anali Gomez (PER) – 1.305

101: Sofia Mulanovich (PER) – 1.260

106: Daniela Rosas (PER) – 1.195

107: Lorena Fica (CHL) – 1.165

110: Camila Cassia (BRA) – 1.120