Aos 55 anos, Picuruta Salazar é o novo reforço da equipe Rusty

Aos 55 anos, Picuruta Salazar é o novo reforço da equipe Rusty

“O Picuruta é talvez a maior lenda viva e campeão do surf brasileiro e é uma honra contar com ele na equipe”. A frase do empresário Álfio Lagnado resume bem o novo patrocínio de Picuruta Salazar na Rusty. Ídolo e recordista de títulos na modalidade, o santista passa a integrar o time da marca aos 55 anos de idade. A ideia foi reconhecer e valorizar a sua trajetória, mantendo a sua história em destaque para as novas gerações.
“Sinal de que tenho valor por tudo que fiz. Vou levar o nome da Rusty mundo afora”, destaca o surfista. “Sempre sonhei em viver do surf e com essa nova parceria pretendo viver do surf por muitos anos. O surf me deu tudo. É algo que gosto, sempre vivi disso e faço com amor”, acrescenta Picuruta.
A ideia partiu do próprio Álfio, proprietário da Surfco, empresa das marcas Hang Loose, Rusty, Reef e Volcom. No exterior, grandes nomes do surf mundial, como Mark Richards, Martin Potter, Tom Currem também seguem patrocinados, como “embaixadores” do esporte. “Além de um excelente surfista, que não precisa provar nada a ninguém, é um ser humano extraordinário”, reforça Álfio.
“Para mim, representa muito. É uma mudança no mundo do surf. Com essa iniciativa, o Álfio está dando oportunidade para surfistas de antigas gerações, reconhecendo o trabalho feito lá atrás para o surf brasileiro alcançar esse nível sensacional de hoje”, comenta Picuruta.

Publicidade

picuruta e luciano rusty
Ele destaca que o domínio brasileiro, com dois títulos mundiais seguidos, com os paulistas Adriano de Souza e Gabriel Medina (que coincidentemente foram patrocinados por marcas da Surfco como amadores) está sendo benéfico ao esporte. “Eu sou reflexo disso. Está abrindo a cabeça dos patrocinadores. Estão vendo o surf brasileiro de outra forma”, argumenta o surfista.
O gerente de marketing da Rusty, Luciano Costa, engrossa o coro de Álfio nos elogios a Picuruta, falando da estratégia da marca. “Ele só precisa ser ele mesmo. Pegar ondas, pois ainda surfa muito e ser esta personalidade que é. Agora temos um legend na equipe para usarmos sua imagem e know-how em nossos eventos, mídias sociais e todo o universo que cerca a marca”, explica. “O Álfio saiu
na frente do mercado, dando esta oportunidade para a Rusty ter um legend, o que acontece muito lá fora, onde as marcas mantêm a história viva para as novas gerações que estão chegando”, ressalta Luciano.

picuruta rusty 1
Animado, Picuruta já anuncia seus planos. A primeira viagem será para as Ilhas Maldivas, no próximo dia 8. Depois, El Salvador, Costa Rica e Havaí. “Vou fazer surftrips, freesurf e, aparecendo convites para campeonatos, vou participar, sem pressão”, conta o ídolo, tendo preferência por uma prancha biquilha 5’8”, uma 6’ round pin e até uma 6’8” para ondas maiores. “Nos dias de ondas pequenas, vou de longboard, eu tenho prazer muito grande no surf”, complementa Picuruta, dono de conquistas marcantes nos pranchões, como dez vezes campeão brasileiro, duas vezes vice-mundial profissional e o título do ISA World Surfing Games.
A Rusty, além de suas pranchas, é mundialmente conhecida por sempre patrocinar e ter uma equipe de surf forte com nomes de peso que já passaram pela marca, desde sua criação no começo da década de 80. Entre eles, Mark Occhilupo, Derek Ho, Shawn Brilley, Todd Chesser, Kalani Robb, Shane Beschen, Dino Andino, Matt Archbold, Pat O’Connell, Taylor Knox, Chris Ward, CJ Hobgood, Jamie O’Brien e os brasileiros Neco Padartz, Léo Neves, Willian Cardoso, entre outros que já tiveram o famoso R Ponto no bico da sua prancha.
“Atualmente, a Rusty Internacional está com o australiano Josh Kerr, integrante da elite do surf mundial, e Noa Deane, o garoto prodígio da marca, que corre por fora dos holofotes da WSL com um surf de vanguarda se destacando em vídeos e veículos do mundo inteiro”, relata Luciano Costa.
No Brasil, a equipe conta com o big rider e carismático Felipe Gordo Cesarano, que já carimbou seu passaporte nas melhores e temidas ondas do planeta, e Renan Pulga, local de Camburi, vice-campeão do Hang Loose Surf Attack em 2015 e agora compete como surfista profissional.
“A Rusty também tem uma divisão que classificamos de hot surfers, surfistas locals heroes de várias regiões do Brasil, que tem a marca de portas abertas para eles. Damos um suporte com equipamentos. Exemplos como Gil Hanada e seu filho Renan Hanada, da praia de Maresias, e Igor Gouveia, de Floripa, filho do mestre Fabio Gouveia”, acrescenta Luciano, já prometendo novidades para a equipe profissional ainda este ano.

Fábio Maradei – FMA Notícias