Alejo Muniz pode substituir Owen Wright na Gold Coast

Alejo Muniz. Foto: Cestari/WSL.

Com o final da temporada de 2016 do Circuito Mundial e da Divisão de Acesso, já foram definidos os integrantes da elite que vão estar na briga pelo título mundial em 2017 (Veja a matéria em Quem entra, quem sai e quem permanece entre a elite do surf mundial).  E entre os wildcards escolhidos pela WSL para o ano que vem no masculino estão os australianos Owen Wright e Bede Durbide, que sofreram lesões no Pipeline Masters em 2015, e entre as mulheres a americana Lakey Peterson, que se machucou no início desta temporada. (Em destaque: Alejo Muniz. Foto: Poullenot/WSL)

Publicidade

Owen Wright. Foto: Cestari/WSL.

Mesmo com a vaga garantida, Owen Wright ainda não confirmou se vai disputar a etapa de abertura da temporada na Gold Coast, Austrália, entre 14 a 25 de março. Então, caso não esteja ainda pronto para surfar, ele poderá ser substituído pelo local de Santa Catarina Alejo Muniz.

A WSL fará uma bateria de exames e avaliação médica antes do começo do evento para analisar se Owen tem ou não condições para competir. Vale lembrar que a lesão do ‘aussie’ foi mais delicada devido à concussão na cabeça e, ao longo do processo de recuperação, ele precisou reaprender a praticar o esporte, mas já voltou aos treinos.

Alejo Muniz terminou o ano como 32º do ranking mundial, porém apenas os 22º colocados  se mantêm. Alejo sofreu uma lesão no joelho na etapa francesa, em outubro de 2015, perdeu as etapas na Gold Coast e em Bells Beach no ano passado, porém continuou sentindo dores. O catarinense acabou não disputando a última etapa do Tour em Pipeline, no Hawaii.

Outros brasileiros que podem ganhar uma oportunidade caso acontece alguma desistência são o baiano Bino Lopes e o paulista Jessé Mendes, além do americano Nat Young e do havaiano Keanu Asing, que ficaram muito perto da classificação, então, são os substitutos do WCT.

A cearense Silvana Lima. Foto: Cestari/WSL.

E entre as mulheres, o Brasil conta com retorno da duas vezes vice-campeã mundial, a cearense Silvana Lima, nossa única representante na elite. E liderando as surfistas no início da temporada 2017, a australiana Tyler Wright, atual campeã mundial e vencedora de cinco dos 10 eventos na elite feminina. O grupo das 17 melhores atletas do mundo é composto pelas 10 mais bem ranqueadas do WCT de 2016, as seis classificadas pelo QS e um wildcard.

Já o WCT masculino é formado por 32 atletas (22 do WCT e outros 10 classificados pelo QS), além de dois aletas que foram prejudicados por lesão. Quem veste a lycra amarela de número um entre os homens na abertura do circuito é o havaiano John John Florence, que conquistou o título antecipadamente na etapa de Portugal.

Também confira, clicando aqui, o calendário da próxima temporada do Circuito Mundial, que vai contar com 11 etapas no masculino e dez no feminino, entre elas Saquarema.

TOP-22 DO JEEP WSL RANKING – 11 etapas com 2 descartes

Campeão mundial: John John Florence (HAW) – 59.850 pontos
2.o: Jordy Smith (AFR) – 46.400
3.o: Gabriel Medina (BRA) – 45.450
4.o: Kolohe Andino (EUA) – 44.150
5.o: Matt Wilkinson (AUS) – 39.500
6.o: Michel Bourez (TAH) – 38.700
7.o: Kelly Slater (EUA) – 37.900
8.o: Julian Wilson (AUS) – 36.850
9.o: Joel Parkinson (AUS) – 35.700
10: Filipe Toledo (BRA) – 35.400
11: Adriano de Souza (BRA) – 35.350
12: Sebastian Zietz (HAW) – 31.950
13: Josh Kerr (AUS) – 30.650
14: Adrian Buchan (AUS) – 29.700
15: Italo Ferreira (BRA) – 27.500
16: Caio Ibelli (BRA) – 26.950
17: Mick Fanning (AUS) – 25.200
17: Conner Coffin (EUA) – 25.200
19: Stu Kennedy (AUS) – 24.700
20: Kanoa Igarashi (EUA) – 24.250
21: Wiggolly Dantas (BRA) – 23.650
22: Miguel Pupo (BRA) – 22.650

CONVIDADOS PARA O WCT 2017 POR CONTUSÃO – WILDCARDS

38.o no WCT: Bede Durbidge (AUS)
42.o no WCT: Owen Wright (AUS)

10 CLASSIFICADOS PELO QS PARA O WCT 2017 

1.o: Connor O´Leary (AUS) – 24.025 pontos
2.o: Ethan Ewing (AUS) – 23.400
3.o: Frederico Morais (PRT) – 22.910
4.o: Joan Duru (FRA) – 22.500
5.o: Kanoa Igarashi (EUA) – 21.800 e top-22 do CT
6.o: Leonardo Fioravanti (ITA) – 20.800
7.o: Jeremy Flores (FRA) – 20.650
8.o: Jadson André (BRA) – 19.700
9.o: Ian Gouveia (BRA) – 19.450
10.o: Jack Freestone (AUS) – 18.800
11.o: Ezekiel Lau (HAW) – 18.750

SUBSTITUTOS:

– Nat Young (EUA)
– Bino Lopes (BRA)
– Keanu Asing (HAW)
– Jesse Mendes (BRA)

FEMININO – CLASSIFICADAS PELO WCT:

1 – Tyler Wright (AUS)
2 – Courtney Conlogue (EUA)
3 – Carissa Moore (HAW)
4 – Tatiana Weston-Webb (HAW)
5 – Johanne Defay (FRA)
6 – Stephanie Gilmore (AUS)
7 – Malia Manuel (HAW)
8 – Sally Fitzgibbons (AUS)
9 – Sage Erickson (EUA)
10 – Laura Enever (AUS)

WILDCARD:

– Lakey Peterson (EUA)

CLASSIFICADAS PELO QS:

– Silvana Lima (BRA)
– Bronte Macaulay (AUS)
– Nikki Van Dijk (AUS)
– Keely Andrew (AUS)
– Coco Ho (HAW)
– Pauline Ado (FRA)

SUBSTITUTAS:

– Bianca Buitendag (AFS)
– Alessa Quizon (HAW)
– Chelsea Tuach (BRB)
– Isabella Nichols (AUS)

Fonte: globoesporte.globo.com