Adriano de Souza é a grande atração do QS 6000 do Japão

Adriano de Souza (Bennet – WSL)
By João Carvalho

O campeão mundial Adriano de Souza venceu o Oi Rio Pro em Saquarema e não quis saber de descanso até a próxima etapa do World Surf League Championship Tour, que começa em 6 de junho nas Ilhas Fiji. Ele preferiu ir para o Japão e é a principal atração do QS 6000 Gotcha Ichinomiya Chiba Open. Na sexta-feira, Mineirinho bateu todos os recordes do campeonato nas pequenas ondas de Shida Point e mais cinco brasileiros também passaram suas baterias para disputar classificação para as oitavas de final, o líder do WSL Qualifying Series, Jessé Mendes, os também paulistas Victor Bernardo e Flavio Nakagima, o catarinense Tomas Hermes e o pernambucano Luel Felipe.

Mineirinho foi o segundo brasileiro a avançar para a rodada classificatória para as oitavas de final na sexta-feira. O primeiro foi o descendente de japoneses, Flavio Nakagima, que travou uma batalha pela segunda vaga com o seu conterrâneo da Praia Grande (SP), David do Carmo, na bateria que abriu a terceira fase e foi vencida por Timothee Bisso, da Ilha Guadalupe. Mais dois brasileiros entraram na segunda e Adriano de Souza deu um show, batendo todos os recordes que o norte-americano Kanoa Igarashi tinha registrado na quinta-feira.“As ondas estão bem difíceis hoje (sexta-feira), mas estamos todos competindo nas mesmas condições”, destacou Adriano de Souza. “Felizmente, na minha bateria entraram algumas ondas boas e estou feliz por ter conseguido mostrar o meu surfe. Acredito que o vento vai melhorar amanhã (sábado) e espero que seja um grande dia. Eu decidi vir para cá, porque fazia tempo que não vinha e acho um bom lugar para visitar com minha esposa, pois a comida é muito boa e os japoneses são muito receptivos com a gente”.

Publicidade

O campeão mundial de 2015 e vice-líder no Jeep WSL Ranking, aumentou a maior nota de 9,50 para 9,57 e o placar de 17,17 para 17,74 pontos. Já o norte-americano Brett Simpson impediu uma dobradinha brasileira, ganhando a briga pelo segundo lugar de Alex Ribeiro. Mineirinho tinha perdido para Timothee Bisso em sua estreia no QS 6000 do Japão e vai voltar a enfrentar o francês de Guadalupe, além do norte-americano Griffin Colapinto, na disputa pelas duas primeiras vagas para as oitavas de final do Gotcha Ichinomiya Chiba Open.    

Flavio Nakagima está na segunda bateria dessa quarta fase com Brett Simpson e o havaiano Dylan Goodale. Ele e Alex Ribeiro barraram a sensação do Oi Rio Pro e convidado da World Surf League para o CT de Fiji, Yago Dora, que defendia a terceira posição no ranking do WSL Qualifying Series e ficou em último lugar na sua primeira bateria no Japão. Victor Bernardo entra na terceira classificatória para as oitavas de final com dois havaianos, Keanu Asing e Koa Smith.

DOBRADINHA BRASILEIRA – Os outros três brasileiros que triunfaram na sexta-feira vão disputar as últimas vagas. O catarinense Tomas Hermes está na penúltima bateria com o australiano Adam Melling e o sul-africano Beyrick De Vries. E o líder do QS, Jessé Mendes, fecha a quarta fase junto com Luel Felipe e o norte-americano Patrick Gudauskas. Jessé e Tomas fizeram a única dobradinha brasileira da terceira fase, contra o catarinense Alejo Muniz e o australiano Jacob Willcox.

Além de Alejo, David do Carmo e Alex Ribeiro, mais três brasileiros ficaram nessa última rodada de confrontos formados por quatro competidores. O catarinense Willian Cardoso perdeu na bateria vencida por Luel Felipe. O cearense Heitor Alves ficou em último na sua e o paulista Thiago Camarão foi barrado junto com o peruano Tomas Tudela, pelo havaiano Keanu Asing e o australiano Cooper Chapman.

BRASIL NO G-10 – Com exceção do líder do ranking, Jessé Mendes, os outros brasileiros que foram para o Japão defender suas vagas no grupo dos dez surfistas que o WSL Qualifying Series classifica para a divisão de elite da World Surf League, fracassaram nas pequenas ondas de Shida Point. A primeira vítima foi o número 3, Yago Dora. O sétimo colocado, Rafael Teixeira, caiu junto com o peruano Miguel Tudela. E Bino Lopes, que estava em décimo lugar, foi eliminado junto com o também baiano Marco Fernandez.

Todas essas baixas importantes aconteceram na segunda fase do QS 6000 Gotcha Ichinomiya Chiba Open. Mesmo perdendo na rodada seguinte, Alex Ribeiro ultrapassou Rafael Teixeira e Bino Lopes e no momento ocupa a nona posição, mas a vaga no G-10 ainda é ameaçada por vários surfistas que continuam na disputa do título no Japão. Entre os brasileiros, o mais próximo da zona de classificação para o CT agora é Luel Felipe. O pernambucano já saltou de 35 para 21 no ranking e pode entrar no G-10 se continuar avançando na competição.

PARTICIPAÇÃO PERUANA – Além dos brasileiros, os peruanos também representaram bem a América do Sul no terceiro QS 6000 do ano no Japão. Os quatro passaram pela primeira fase, com Miguel Tudela e Lucca Mesinas Novaro estreando com vitórias em Chiba e Tomas Tudela e Alonso Correa se classificando em segundo lugar nas suas baterias. Tomas e Lucca acabaram completando o confronto da segunda fase encabeçada pelos brasileiros Heitor Alves e Samuel Pupo.

O experiente Heitor Alves, que por muitos anos fez parte da elite mundial do CT, venceu e Tomas Tudela passou em segundo para a terceira fase. Miguel Tudela e Alonso Correa também ficaram em terceiro lugar nas suas baterias, como Lucca Mesinas Novaro, com os três terminando em 49.o lugar no Gotcha Ichinomiya Chiba Open, marcando 400 pontos no ranking e recebendo 550 dólares de prêmio.  Tomas Tudela depois ficou em último na sua bateria da terceira fase e em 37.o lugar no campeonato, com 650 pontos e 1.200 dólares.

O QS 6000 Gotcha Ichinomiya Chiba Open tem prazo até domingo para ser encerrado no Japão e está sendo transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

—————————————————————-

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

—————————————————————-

QUARTA FASE DO QS 6000 ICHINOMIYA CHIBA OPEN NO JAPÃO:

——–Round of 24 – 1.o e 2.o=Oitavas de Final e 3.o=17.o lugar com 1.050 pontos e US$ 2.000:

1.a: Adriano de Souza (BRA), Timothee Bisso (GLP), Griffin Colapinto (EUA)

2.a: Brett Simpson (EUA), Flavio Nakagima (BRA), Dylan Goodale (HAV)

3.a: Keanu Asing (HAV), Victor Bernardo (BRA), Koa Smith (HAV)

4.a: Hiroto Ohhara (JPN), Cooper Chapman (AUS), Shun Murakami (JPN)

5.a: Joshua Moniz (HAV), Slade Prestwich (AFR), Hiroto Arai (JPN)

6.a: Ian Crane (EUA), Ricardo Christie (NZL), Oney Anwar (IDN)

7.a: Adam Melling (AUS), Tomas Hermes (BRA), Beyrick De Vries (AFR)

8.a: Jessé Mendes (BRA), Patrick Gudauskas (EUA), Luel Felipe (BRA)

TERCEIRA FASE – 3.o=25.o lugar (US$ 1.300 e 700 pts) / 4.o=37.o lugar (US$ 1.200 e 650 pts):

1.a: 1-Timothee Bisso (GLP), 2-Flavio Nakagima (BRA), 3-David do Carmo (BRA), 4-Jackson Baker (AUS)

2.a: 1-Adriano de Souza (BRA), 2-Brett Simpson (EUA), 3-Alex Ribeiro (BRA), 4-Vasco Ribeiro (PRT)

3.a: 1-Dylan Goodale (HAV), 2-Griffin Colapinto (EUA), 3-Ethan Ewing (AUS), 4-Mitch Coleborn (AUS)

4.a: 1-Victor Bernardo (BRA), 2-Shun Murakami (JPN), 3-Nathan Yeomans (EUA), 4-Yadin Nicol (AUS)

5.a: 1-Keanu Asing (HAV), 2-Cooper Chapman (AUS), 3-Thiago Camarão (BRA), 4-Tomas Tudela (PER)

6.a: 1-Hiroto Ohhara (JPN), 2-Koa Smith (HAV), 3-Ramzi Boukhiam (MAR), 4-Heitor Alves (BRA)

7.a: 1-Joshua Moniz (HAV), 2-Ian Crane (EUA), 3-Mihimana Braye (TAH), 4-Kanoa Igarashi (EUA)

8.a: 1-Hiroto Arai (JPN), 2-Oney Anwar (IDN), 3-Nat Young (EUA), 4-Seth Moniz (HAV)

9.a: 1-Ricardo Christie (NZL), 2-Slade Prestwich (AFR), 3-Joshua Burke (BRB), 4-Taylor Clark (EUA)

10: 1-Tomas Hermes (BRA), 2-Jessé Mendes (BRA), 3-Alejo Muniz (BRA), 4-Jacob Willcox (AUS)

11: 1-Beyrick De Vries (AFR), 2-Patrick Gudauskas (EUA), 3-Tanner Gudauskas (EUA), 4-Sandon Whittaker (AUS)

12: 1-Luel Felipe (BRA), 2-Adam Melling (AUS), 3-Maxime Huscenot (FRA), 4-Willian Cardoso (BRA)

RESULTADOS DOS SUL-AMERICANOS NAS PRIMEIRAS FASES DO QS 6000 DO JAPÃO:

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 550 e 400 pts) / 4.o=73.o lugar (US$ 450 e 370 pts):

————-resultados da quinta-feira:

1.a: 1-Timothee Bisso (GLP), 2-Adriano de Souza (BRA), 3-Mateia Hiquily (TAH), 4-Ryo Kodama (JPN)

2.a: 1-Jackson Baker (AUS), 2-Brett Simpson (EUA), 3-Michael Rodrigues (BRA), 4-Yujiro Tsuji (JPN)

3.a: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Flavio Nakagima (BRA), 3-Shuji Nishi (JPN), 4-Yago Dora (BRA)

4.a: 1-Vasco Ribeiro (PRT), 2-David do Carmo (BRA), 3-Deivid Silva (BRA), 4-Lucas Silveira (BRA)

7.a: 1-Victor Bernardo (BRA), 2-Mitch Coleborn (AUS), 3-Kaito Kino (JPN), 4-Sheldon Simkus (AUS)

8.a: 1-Nathan Yeomans (EUA), 2-Dylan Goodale (HAV), 3-Marco Fernandez (BRA), 4-Bino Lopes (BRA)

10: 1-Thiago Camarão (BRA), 2-Ramzi Boukhiam (MAR), 3-Marc Lacomare (FRA), 4-Mason Ho (HAV)

12: 1-Heitor Alves (BRA), 2-Tomas Tudela (PER), 3-Lucca Mesinas Novaro (PER), 4-Samuel Pupo (BRA)

14: 1-Ian Crane (EUA), 2-Hiroto Arai (JPN), 3-Alonso Correa (PER), 4-Jorgann Couzinet (FRA)

————-17.a bateria abriu a sexta-feira:

17: 1-Slade Prestwich (AFR), 2-Alejo Muniz (BRA), 3-Leonardo Fioravanti (ITA), 4-Paul Cesar Distinguin (FRA)

19: 1-Tomas Hermes (BRA), 2-Joshua Burke (BRB), 3-Michael February (AFR), 4-Harley Ross (AUS)

20: 1-Jessé Mendes (BRA), 2-Taylor Clark (EUA), 3-Billy Stairmand (NZL0, 4-Elijah Gates (HAV)

21: 1-Tanner Gudauskas (EUA), 2-Willian Cardoso (BRA), 3-Nomme Mignot (FRA), 4-Fraser Dovell (AUS)

22: 1-Beyrick De Vries (AFR), 2-Luel Felipe (BRA), 3-Kaito Ohashi (JPN), 4-Soli Bailey (AUS)

23: 1-Maxime Huscenot (FRA), 2-Patrick Gudauskas (EUA), 3-Miguel Tudela (PER), 4-Rafael Teixeira (BRA)

24: 1-Adam Melling (AUS), 2-Sandon Whittaker (AUS), 3-Frederico Morais (PRT), 4-Thiago Guimarães (BRA)

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar com 120 pontos / 4.o=121.o lugar com 75 pontos:

————-resultados da terça-feira:

1.a: 1-Timothee Bisso (GLP), 2-Yujiro Tsuji (JPN), 3-Jean da Silva (BRA), 4-Jake Marshall (EUA)

3.a: 1-Flavio Nakagima (BRA), 2-David do Carmo (BRA), 3-Chris Zaffis (AUS), 4-Colt Ward (EUA)

4.a: 1-Vasco Ribeiro (PRT), 2-Shuji Nishi (JPN), 3-Mateus Herdy (BRA), 4-Jared Hickel (AUS)

5.a: 1-Yadin Nicol (AUS), 2-Dean Bowen (AUS), 3-Robson Santos (BRA), 4-Hideyoshi Tanaka (JPN)

6.a: 1-Shun Murakami (JPN), 2-Tom Cloarec (FRA), 3-Takumi Nakamura (JPN), 4-Alan Donato (BRA)

8.a: 1-Marco Fernandez (BRA), 2-Sheldon Simkus (AUS), 3-Marcos Correa (BRA), 4-Eli Olson (HAV)

9.a: 1-Yuji Nishi (JPN), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Cam Richards (EUA), 4-Sasuke Kawatani (JPN)

11: 1-Tanner Hendrickson (HAV), 2-Tomas Tudela (PER), 3-Nolan Rapoza (EUA), 4-Reo Inaba (JPN)

12: 1-Lucca Mesinas Novaro (PER), 2-Noe Mar McGonagle (CRI), 3-Luke Hynd (AUS), 4-Guy Sato (JPN)

13: 1-Reef Heazlewood (AUS), 2-Alonso Correa (PER), 3-Kan Watanabe (JPN), 4-Keoni Yan (HAV)

————-resultados da quarta-feira:

20: 1-Taylor Clark (EUA), 2-Harley Ross (AUS), 3-Yuri Gonçalves (BRA), 4-Harrison Martin (AUS)

22: 1-Luel Felipe (BRA), 2-Fraser Dovell (AUS), 3-Gatien Delahaye (FRA), 4-Parker Coffin (EUA)

23: 1-Miguel Tudela (PER), 2-Sandon Whittaker (AUS), 3-Louis Gillick (AUS), 4-Finn McGill (HAV)

24: 1-Thiago Guimarães (BRA), 2-Rafael Teixeira (BRA), 3-Momoto Tsuzuki (JPN), 4-Tomas Fernandes (PRT)