A WSL anuncia o novo Challenger Series para 2020

JEFFREYS BAY, SOUTH AFRICA - JULY 9: Excellent conditions for the opening Round 1 of the 2019 Corona Open J-Bay at Supertubes, Jeffreys Bay on July 9, 2019 in Jeffreys Bay, South Africa. (Photo by Pierre Tostee/WSL via Getty Images)
(Foto: Pierre Tostee / WSL via Getty Images)
By WSL Latin America
Em 2020, a World Surf League (WSL) lançará o Challenger Series, um novo formato que visa dar mais oportunidades para os atletas se classificarem para a elite mundial que disputa o título mundial no Championship Tour (CT). Os eventos “Premium” do Challenger Series, que fará parte do WSL Qualifying Series, serão o principal campo de batalha para os surfistas mostrarem seus talentos na busca pelas vagas para o mais alto nível da competição.

O atual Qualifying Series – o circuito de acesso e qualificação para o CT – terá dois segmentos principais: o Challenger Series (eventos que vão distribuir 10.000 pontos para o ranking do QS) e os eventos QS 5000, QS 3000, QS 1500 e QS 1000, que também continuarão somando pontos no ranking de acesso do Qualifying Series.

O Challenger Series vai aumentar a quantidade de eventos de 10.000 pontos para sete etapas da categoria masculina e três para a feminina. Os eventos serão realizados em sete locais “Premium”: Piha na Nova Zelândia, Ballito na África do Sul, Huntington Beach nos Estados Unidos, Pantin na Espanha, Ericeira em Portugal e Haleiwa e Sunset Beach no Havaí.

Publicidade

No futuro, a World Surf League pretende realizar um máximo de dez eventos masculinos do Challenger Series, para se tornar o principal acesso para o CT através do QS.

“Estamos empolgados em anunciar o Challenger Series para 2020”, disse Travis Logie, Senior Manager Tours and Competition da WSL. “Esse novo nível de eventos, vai dar mais oportunidades de qualificação para a elite, maior visibilidade para a próxima geração de surfistas e uma nova plataforma de marketing para nossos parceiros regionais. As mudanças também visam permitir que um número maior de surfistas regionais, se desenvolva através do sistema do WSL Qualifying Series com a atualização para este nível, poderemos responder a demanda por maiores oportunidades competitivas”.

“Estamos muito animados com o nível de interesse e apoio do Challenger Series e esperamos que seja uma propriedade sustentável para a WSL, proporcionando um caminho viável para futuros atletas entrarem no CT”, declarou a CEO da WSL, Sophie Goldschmidt.

O calendário completo da WSL 2020 será lançado em outubro deste ano.

O Challenger Series será transmitido no WorldSurfLeague.com e no aplicativo gratuito da WSL.

Calendário 2020 da WSL Challenger Series:

  • Piha, Nova Zelândia (17 a 22 de março) com masculino e feminino
  • Ballito, África do Sul (29 de junho a 5 de julho) só masculino
  • Huntington Beach, EUA (10 a 16 de agosto) com masculino e feminino
  • Pantin, Espanha (7 a 13 de setembro) com masculino e feminino
  • Ericeira, Portugal (21 a 27 de setembro) só masculino
  • Haleiwa Beach, Havaí (13 a 24 de novembro) só masculino
  • Sunset Beach, Havaí (25 de novembro a 6 de dezembro) só masculino

——————————————————————

Versão do texto inglês da WSL: Gabriel Gontijo

João Carvalho – WSL Latin America Media Manager

(48) 999-882-986 – jcarvalho@worldsurfleague.com

——————————————————————

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL) tem como objetivo celebrar o melhor surfe do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem promovendo os melhores campeonatos do mundo desde 1976, realizando mais de 230 eventos globais masculinos e femininos no ano para definir os campeões mundiais do World Surf League Championship Tour, Big Wave Tour, Redbull Airborne, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, além do WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, enquanto incentiva a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis, para coroar os campeões de todas as divisões do Circuito Mundial.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis da WSL. A World Surf League é pioneira em streaming online para uma enorme legião de fãs apaixonados e interessados em ver as grandes estrelas, como Kelly Slater, Stephanie Gilmore, John John Florence e muitos brasileiro, como Gabriel Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Italo Ferreira, Silvana Lima, Tatiana Weston-Webb, competindo no campo de jogo mais dinâmico e imprevisível de todos os esportes no mundo.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com.