5ª edição do ROCKY MAN

No dia 19 de novembro, cerca de 100 esportistas disputam seis provas desafiadoras no RJ

O ROCKY MAN não é uma competição qualquer. Este ano, a maior competição multiesportiva do Brasil terá seis provas: quatro individuais e duas coletivas. Além de dar o seu melhor na modalidade que mais domina — surfe, corrida de montanha (masculino e feminino), skate ou mountain bike —, os atletas terão pela frente mais dois desafios: a canoa polinésia e uma corrida em equipe de 6,5km.

Publicidade

A 5ª edição do ROCKY MAN está marcada para o dia 19 de novembro. São esperados cerca de 100 atletas entre brasileiros e esportistas de outros cinco países (Argentina, Canadá, Estados Unidos, França e Noruega), divididos em 15 equipes.

bmx

Entre os confirmados estão nomes de peso das modalidades como Victor Ribas, um dos expoentes do surfe brasileiro nos anos 1990 e 2000; e o jovem francês Jordan Sarrou, do mountain bike, tricampeão mundial na prova de revezamento. Na corrida de montanha, alguns dos destaques são Giliard Pinheiro e Fernando Nazário.

surfe2

A disputa começa com as modalidades individuais. Às 7h da manhã, na Praia do Pepê, na Barra da Tijuca, têm início as baterias de surfe. Logo depois acontece a largada da corrida em Grumari, seguida pela disputa de skate, na Arena da Barra. No início da tarde, os atletas encaram a prova de mountain bike pela Floresta da Tijuca.

corrida2

Na sequência, acontecem as provas coletivas. A primeira será a canoa polinésia, na Lagoa Rodrigo de Freitas. A última etapa do desafio será a corrida em equipe, com a participação de todos os inscritos. A largada será em São Conrado e a chegada na Arena da Barra.

Confira abaixo os perfis de alguns dos principais destaques nas modalidades individuais.

corrida

CORRIDA DE MONTANHA

Ernani Souza
Idade: 40 anos
De onde vem: Conselheiro Lafaiete/MG
Equipe que defende: Gantuá

Atleta há mais de 18 anos, Ernani optou por trabalhar este ano, pela primeira vez, com um treinador. O fundista divide as horas do dia entre os treinos de corrida e o trabalho como auxiliar administrativo. E a expectativa é de que a orientação de um profissional ajude a minimizar riscos de lesão como a que no passado o deixou sem correr por 12 semanas. Os primeiros resultados desse trabalho já foram colhidos. No início de 2016, Ernani tornou-se o primeiro brasileiro a vencer a El Cruce Columbia, uma provas de corrida de montanha mais importantes da América do Sul.

Fernando Nazário

Idade: 35 anos
De onde vem: Uberlândia/MG
Equipe: Aksa

Fernando é uma das recentes revelações brasileiras do trail running. Disputa corridas de montanha apenas desde 2013. Até então, praticava corrida de aventura. Atualmente é um dos atletas de ultramaratona mais fortes do Brasil. É detentor dos títulos de bicampeão dos 100km da Ultra Fiord (2015 e 2016) e da Ultra Trail Torres del Paine (2014 e 2016), ambas no Chile.

Giliard Altair Pinheiro

Idade: 36 anos
De onde vem: Santa Catarina
Equipe: Núcleo Aventura

Em agosto deste ano, Giliard venceu, pela sétima vez consecutiva, os 42km da tradicional Vila do Farol Indomit Bombinhas, considerada uma das maratonas mais difíceis do Brasil. O catarinense também tem o título de pentacampeão da corrida Indomit Costa Esmeralda em 2015. Por não ser um atleta profissional, precisa completar a renda trabalhando como pintor de casas.

Iazaldir Feitoza

Idade: 42 anos
De onde vem: Rio de Janeiro/RJ
Equipe: Quasarlontra

É um dos melhores atletas de trail run brasileiro. Dono de vários títulos no Brasil e no exterior, Iazaldir dedica 80% do seu tempo para a carreira de atleta e 20% para a de treinador, passando seu vasto conhecimento para novos esportistas. Tem no currículo títulos como: pentacampeão do Circuito XTerra Brasil; campeão do Endurance Challenge Argentina 50k, do Endurance Challenge Equador 80k, do Columbia Desafio das Serras 80k, do Endurance 50k Circuito Brasileiro de Corridas de Montanha; e terceiro colocado no Championship San Francisco USA 50k.

Renee Metivier Baillie

Idade: 35 anos
De onde vem: Texas/EUA
Equipe: Team EUA

Renee é uma referência americana quando o assunto é corridas de longa distância. Já competiu diversas vezes na IAAF World Cross Country Championships, a mais cobiçada competição internacional de corridas de montanha. Em 2012, Renne ficou em 12ª na Maratona de Chicago. Neste ano, ganhou a meia-maratona do Parque Lake Padden, na cidade de Bellingham, em Washington.

MOUNTAIN BIKE

Abraão Azevedo

Idade: 46 anos
De onde vem: Brasília/DF
Equipe: Núcleo Aventura

Heptacampeão brasileiro de Mountain Bike XCO, Abraão também coleciona títulos internacionais entre as mais de 300 vitórias na carreira.

Jordan Sarrou

Idade: 23 anos
De onde vem: França
Equipe: Team França

Jordan começou a pedalar aos 8 anos de idade e desde então foi somando melhores colocações gradativamente em cada categoria que competiu. O jovem ciclista ajudou a equipe francesa a conquistar o tricampeonato mundial de revezamento na modalidade.

Ricardo Pscheidt

Idade: 36 anos
De onde vem: Joinville/SC
Equipe: Sulbrasilis

Tricampeão nacional de Mountain Bike XCO, Ricardo já participou de edições dos Jogos Pan-Americanos, Jogos Sul-Americanos, etapas de Copa do Mundo e Mundiais da modalidade. O ciclista foi responsável pela conquista de boa parte dos pontos que garantiram uma das vagas do Brasil no mountain bike nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

SKATE

Jefferson de Moraes Souza

Idade: 21 anos
De onde vem: Rio de Janeiro/RJ
Equipe que defende: Start

Menino de rua na infância, Jefferson passou três anos e meio fazendo malabarismos nos sinais para ajudar no sustento. Sua história sensibilizou o ator global Humberto Martins, que também foi skatista na juventude e o ajudou financeiramente, incentivando-o a estudar e praticar esportes. Atualmente, Jeffinho está entre os melhores skatistas cariocas no ranking nacional amador.

Raul Rogers

Idade: 21 anos
De onde vem: São Paulo/SP
Equipe: Gantuá

O campeão da prova de minirrampa na edição do ROCKY MAN de 2014 começou a andar de skate quando tinha apenas 10 anos. O jovem paulista é destaque no cenário brasileiro de skate vertical. Em 2010, foi campeão brasileiro amador. Compete profissionalmente desde 2013. O prodígio vem do extremo sul da cidade de São Paulo, do Grajaú, mesmo bairro do famoso rapper Criolo. Além de andar de skate, Raul arrisca um som na guitarra e faz arte com desenho.

Micael dos Passos

Idade: 20 anos
De onde vem: São Paulo/SP
Equipe: Núcleo Aventura

Micael dos Passos conquistou a 11ª edição do “The Number One of RTMF”, considerado um dos mais tradicionais e disputados campeonatos amadores de bowl do Brasil. Neste ano, Mika também levantou o caneco na etapa do Brasileiro Amador de Bowl, em Urussanga, Santa Catarina.

SURFE

Bruno Santos

Idade: 33 anos
De onde vem: Niterói/RJ
Equipe: Núcleo Aventura

“Da Itacoá para o mundo”. Bruninho sempre comenta que os tubos da praia mais cobiçada por surfistas em Niterói (RJ) foram fundamentais para ele ter se especializado no estilo tube-rider. Bruno surfa em Itacoatiara desde os 11 anos e já com 12 conquistou seu primeiro título amador. Este ano, na etapa do Taiti da World Surf League (WSL), Bruno chegou a vencer o mito Kelly Slater. Foi o único brasileiro a avançar para as quartas na disputa do Taiti.

Douglas Noronha

Idade: 28 anos
De onde vem: Santos/SP
Equipe: Aksa

Noronha terminou o ano de 2015 entre os tops do Circuito Brasileiro Profissional. Para seguir trilhando a carreira de esportista, o surfista começou trabalhando como entregador de pizza à noite para sustentar os treinos durante o dia. É campeão regional em diversas cidades do litoral de São Paulo e campeão santista profissional.

Peterson Crisanto

Idade: 24 anos
De onde vem: Matinhos/PR
Equipe: Team Canadá

Peterson Crisanto já gravou seu nome na história do surfe nacional. Pela primeira vez em 33 edições, um surfista venceu todas as etapas do Circuito Paulista de Surf Profissional. Em 2017, o “Urso” estará competindo no WQS, a divisão de acesso da World Surf League.

Victor Ribas

Idade: 45 anos
De onde vem: Cabo Frio /RJ
Equipe: Start

Nascido em Cabo Frio (RJ), Victor Ribas foi um dos maiores expoentes do surfe do Brasil no fim dos anos 1990 e começo dos anos 2000. Antes da geração de Gabriel Medina e Adriano de Souza, Vitinho detinha o melhor resultado verde-amarelo na história da divisão de elite do Circuito Mundial: em 1999 foi o terceiro colocado na temporada. Atualmente é dono de uma escola do esporte na Praia do Forte, em Cabo Frio, onde também há uma estátua erguida em sua homenagem.

rockymanskate mountainbike rockyman-skate

Programação ROCKY MAN 2016:

7h30 – Prova de surf
Local: Arena Barra

8h
– Provas de corrida feminina / 8h20 – masculina (40km)
Local: Largada na Praia do Grumari / Chegada na Arena Barra

12h
– Prova de skate
Local: Arena Barra

13h
– Prova de MTB (50km)
Local: Largada na Arena Barra / Chegada no Parque Nacional Tijuca (Meu Recanto)

16h30 – Prova de canoa polinésia (12km) – todos participam
Local: Arena Lagoa

18h – Prova de corrida em equipe (6,5km) – todos participam
Local: Largada em São Conrado / Chegada na Arena Barra

20h – Premiação
Local: Arena Barra

SERVIÇO

Arena da Barra da Tijuca
Posto 2 (Av. do Pepê, 2 – Barra da Tijuca)

Arena da Lagoa
Em frente ao Parque da Catacumba (Av. Epitácio Pessoa, 3000 – Lagoa)

Parque Nacional da Tijuca
Meu Recanto: Caminho dos Picos, próximo ao Centro de Visitantes.

O ROCKY MAN 2016 é uma realização da editora Rocky Mountain, conta com o patrocínio da G-Shock e apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Mais Informações AQUI.

Cique aqui para ver fotos da edição de 2015.