Milla Ferreira é vice campeã no Mauritius Strapless Kitesurfing Pro 2016

Percorrendo seu objetivo no Circuito Mundial de Kitesurf, a carioca Milla Ferreira conquista o segundo lugar da primeira etapa do Mauritius Strapless Kitesurfing Pro 2016, na paradisíaca praia de Le Morne, nas Ilhas Maurício.

Por Viviane Freitas

Publicidade

O Mauritius Strapless Kitesurfing Pro é válido pela Global Kitesports Association (GKA) nas modalidades Wave e Freestyle, com janela de espera entre os dias 05 a 15 de setembro. A final foi bem disputada, onde as kitesurfistas conseguiram pegar boas ondas e mostrar um repertório de manobras fluídas. Além da brasileira, completaram o pódio Lyde Heckroodt e Moona White, 1º e 3º lugares, respectivamente.

Milla Ferreira no pódio do Mauritius Strapless Kitesurfing Pro 2016. Foto: Toby Bromwich.

“O mar estava muito bom no início da minha bateria final e consegui pegar boas ondas, priorizando o máximo de manobras possíveis, nas maiores ondas da série. Pena que rolou uma calmaria e precisamos esperar ondas, já na metade da disputa. Estou muito feliz com o resultado, senti que surfei muito bem e perdi para uma surfista local que não viaja muito. Meu foco é ser campeã mundial de kitewave e vou seguir disputando todos os eventos válidos”, contou Milla, que velejou com uma prancha 5’9 Leo Tavares.

O GKA Wave & Strapless Freestyle Tour é uma mistura das diversas modalidades do kitesurf e segue para o Marrocos, em outubro, e Fortaleza em novembro. Segundo Milla, ainda não foi determinado qual associação será a detentora do título mundial, pois além da GKA há também a IKA (international Kiteboarding Association). A atleta carioca já se prepara para mais um evento na China, o Pingtan Grand Slam, no dia 20 de setembro que é válido pela IKA.

img_8574Oceano Índico foi o palco da disputa. Foto: Toby Bromwich.


“Este lugar é mesmo um paraíso e tive esta oportunidade pela quarta vez e, por muito pouco, fiquei em segundo lugar. As meninas foram surpreendentes no mar, estávamos bem à vontade, além do nível ter sido bem alto. Todas nos divertimos muito na praia, mas lá fora em alto mar é bem diferente, pois nas eliminatórias ficamos em busca de boas ondas e tentando fazer o nosso melhor.” 


img_8572Milla já segue para o próximo desafio na China. Foto: Toby Bromwich.

Fonte surfar.com