Secretário de Esportes ressalta a importância do Surf Feminino

Secretário de Esportes de Ubatuba, Alberto Jacob, ressalta a importância do Wiggolly Dantas apresenta Wizard Brasileiro de Surf Feminino na Cidade

COMPETIÇÃO COMEÇA NESTA SEXTA-FEIRA NA PRAIA DE ITAMAMBUCA E DEFINIRÁ AS CAMPEÃS NACIONAIS NAS CATEGORIAS PROFISSIONAL E PRO JÚNIOR DE 2018

Publicidade

Há mais de 40 anos totalmente envolvido com o surf, um dos pioneiros na profissionalização da modalidade e grande parceiro do evento, tendo trabalhado na organização técnica, o agora secretário municipal de esportes de Ubatuba, Alberto Jacob, sabe muito bem da importância do Wiggolly Dantas apresenta Wizard Brasileiro de Surf Feminino na Cidade. A competição exclusiva para mulheres começa nesta sexta-feira (23) e vai até domingo (25) na Praia de Itamambuca, definindo as campeãs nacionais da temporada nas categorias profissional e pro júnior, novidade nesta edição.

Além dos dois títulos oficiais da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), o evento contará com disputas na longboard profissional e nas categorias de base, na sub10, sub12, sub14 e sub16, essas sem valer para ranking, garantindo um grande impulso para a modalidade. “Com certeza, teremos um evento maravilhoso, novamente, dando muita força ao surf feminino e projetando ainda mais Ubatuba, conhecida como a capital do surf”, afirma Alberto Jacob.

No evento, ele já foi diretor técnico, e agora segue ajudando na organização, oferecendo sua expertise, mas há dois meses está à frente da Secretaria de Esportes e, portanto, com uma nova função diante do evento. “Estamos dando todo o apoio a essa grande competição, ajudando toda a garra que essa família, sobretudo a Eliane (mãe do surfista Wiggolly Dantas), tem para realizar o Brasileiro”, diz.

“O evento continua crescendo, agora com a pro júnior, uma categoria em destaque hoje, e tenho certeza que ano que vem será maior ainda. Quem sabe um circuito? Vai ser alucinante. É um encontro que há quatro anos fortalece o surf feminino e faz um trabalho de base maravilhoso, suporte para o surf profissional”, comenta Jacob, que trabalha na Prefeitura há 24 anos e foi responsável pela criação da escolinha municipal de surf, ainda em 1995.

Sua trajetória com o surf, na verdade, começou bem antes, no final de 1975, quando começou a surfar. De lá para cá, nunca mais viu sua vida longe do esporte e foi uma figura importante para o crescimento da modalidade na Cidade. Em 79, junto com amigos, fundou a Associação Ubatuba de Surf (AUS), a mais antiga do País. Passou por diversos cargos, de diretor técnico a presidente.

Também nessa época, se tornou juiz de surf. “Época que a nota era de zero a 20, as baterias começavam o estouro de rojão. Fui me aprofundando no julgamento. Fui para o Paulista, Brasileiro e dentro da área eu tinha o sonho de julgar o WCT, que seria o ápice da carreira, o que aconteceu em 95, no Alternativa, no Rio de Janeiro, com a vitória do Barton Lynch. Julguei o Kelly (Slater)”, lembra com satisfação.

Antes disso, em junho de 94, foi convidado para assumir um cargo na Prefeitura, como encarregado de surf. O projeto era formar a escolinha de surf. “Precisamente no dia 4 de abril de 95, a gente deu a primeira aula, na Praia Grande”, conta Jacob, orgulhoso de tantos talentos revelados, como Filipe Toledo, hoje uma das estrelas da elite mundial.

A lista de destaques formados na escola é grande e passa por vários nomes, incluindo os irmãos Wiggolly Dantas, que também já figurou entre os melhores do Mundo, e Suelen Naraísa, bicampeã brasileira profissional e que estará entre os nomes de ponta novamente esse ano no evento. “Esse tempo todo estou na Secretaria de Esportes. Hoje me tornei o secretário, uma carreira de muitos anos no surf. É um tremendo orgulho”, comenta.

“Me sinto lisonjeado por ocupar esse cargo e agradeço o prefeito Sato por confiar no meu trabalho e me dar essa oportunidade”, ressalta. “Depois de 24 anos, conseguimos edificar uma sede da escolinha, em Perequê-Açu, e na placa de inauguração consta lá, José Alberto Jacob, secretário de esporte. Jamais poderia imaginar isso. Até abril a gente edifica a escola da Praia Grande. Duas escolas da Prefeitura. Não sei se no Brasil tem algo assim. Ubatuba é vanguarda no que diz respeito a surf”, complementa.

Neste final de semana, ele sabe que terá outro momento importante em sua trajetória. Poder entregar o prêmio no pódio, agora como secretário de esportes. “Será o primeiro evento e poder entregar o troféu vai ser bem legal. É motivo de orgulho, estou bem ansioso”, revela Jacob, elogiando, mais uma vez, o evento.

“E muito bom ver um esporte que já foi marginalizado, se tornar referência. Ainda mais o surf feminino, que não tinha o apoio devido. Aqui encontramos o apoio devido, com a mãe e os irmãos que resolveram fazer esse grande campeonato em parceria com empresário e Prefeitura. Temos um carinho especial”, relata Jacob, expressando mais um sonho no surf que pretende realizar no futuro. “A edificação do museu do surf contando a história de Ubatuba e, quem sabe, ser o curador na minha aposentadoria”, conclui.

ÚLTIMO DIA – Esta terça-feira é o último dia para as atletas garantiram participação no Wiggolly Dantas apresenta Wizard Brasileiro de Surf Feminino 2018. A inscrição é feita diretamente com a Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), enviando os comprovantes de depósito via e-mail paraabraspfeminino@gmail.com.

As taxas de inscrição devem ser depositadas em uma das contas correntes da entidade – Banco do Brasil – agência 3519-X – cc 28382-7 ou Bradesco agência 3233 – cc 85626-6 – incluindo o CNPJ 31.886.401/0001-14. Não serão aceitos depósito em caixas eletrônicos.

Nas categorias amadoras a taxa é R$ 90,00, na pro júnior, R$ 120,00 e na profissional, R$ 180,00. Informações pelo WhatsApp (21) 99140-9715, com Pedro Falcão e (11) 99292-4000, com Marina D’Amico. Não serão aceitos depósitos em caixas eletrônicos para evitar fraudes e depósitos em envelopes vazios.

Realizado pelo quarto ano seguido, o Wiggolly Dantas apresenta Wizard Brasileiro de Surf Feminino terá R$ 20 mil de premiação, com R$ 15 mil para a profissional e uma bike motorizada da Uba Surf Motors para a vencedora. Na pro júnior, serão R$ 5 mil. As finalistas também ganharão kits e troféus.

O Wiggolly Dantas apresenta Wizard Brasileiro de Surf Feminino tem os patrocínios da Wizard by Pearson, Perfect Waves, Uba Surf Motors, Atmosfera Incorporadora, Roxy, Hotel São Charbel e Alma Salgada. Apoios: Prefeitura Municipal de Ubatuba, Quiksilver, Padoca Itamambuca, EAB Imóveis, Escola de Surf Suelen Naraisa, Mini Kalzone, Adrenalina, Quiosque da Tia Albertina, Tape Brasil, Varejão Santa Rita, Marinho Grelhados e Sushi, Equiptecnica Produções, Gigi Watery, Mar Cenário Móveis e decoração, Silva Indaiá Supermercado. Colaboração: Tio Sam Restaurante e Pizzaria, Digital Brasil, Sergio Nery Fisioterapia e Fit Camp. Divulgação: Woohoo, FMA Notícias, Adventure Tv e C Nunes Productions. Gerenciamento técnico: Associação Ubatuba de Surf (AUS), Abrasp e Federação Paulista de Surf.

FMA Notícias

FOTOS DIVULGAÇÃO