Santos passa a ter o Dia Municipal da Canoa Havaiana

Santos passa a ter o Dia Municipal da Canoa Havaiana e será comemorado na 15ª Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas neste sábado

A relação de Santos com as canoas havaianas estará ainda mais evidenciada a partir de agora. Uma lei municipal criada pelo vereador Rui de Rosis instituiu o Dia da Canoa Havaiana na Cidade. A comemoração da data será neste sábado (10), junto com a realização do 15º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas, a maior prova da modalidade no Brasil e que terá o recorde de 33 equipes, inclusive com atletas do exterior, largando na Praia da Aparecida.

Publicidade

A competição, inclusive, foi um dos motivos pela criação da homenagem. “Santos recebe a maior prova da modalidade no Mundo. São 75 km de remadas ininterruptas, entre trechos de rio e mar, com representantes de vários estados brasileiros e de outros países. O esporte ganhou o Brasil, mas continuou tendo Santos como o seu berço, com Fábio Paiva à frente das iniciativas da modalidade”, cita o projeto de lei.

O vereador também enaltece Fábio Paiva, campeão e precursor da canoagem oceânica e que o início dos anos 2000 decidiu trazer a nova modalidade para o Brasil. Também foi o pioneiro na realização de eventos e hoje comanda a principal prova do País, a Volta à Ilha de Santo Amaro, que este ano envolverá cerca de 600 pessoas diretamente no mar.

Paiva é um entusiasta da modalidade, ajudou a criar dezenas de polos do esporte pelo Brasil. A canoa havaiana existe até mesmo longe do mar, como em Brasília. Em Santos, são dezenas de embarcações e mais do que um esporte, se tornou uma importante ferramenta de inclusão social, por iniciativa do experiente canoísta. O primeiro projeto foi a remada com a terceira idade, com praticantes a partir dos 60 anos experimentando e curtindo trabalhar em equipe na canoa havaiana em parceria com a Prefeitura.

Outra grande iniciativa é o trabalho junto com o Instituto Neo Mama utilizando a canoa havaiana como instrumento para a autoestima e condicionamento das mulheres vítimas de câncer com aulas gratuitas. “Já foi comprovado que a canoagem é a melhor atividade pós-cirúrgica para vítimas do câncer de mama. E também há o fator psicológico, porque elas sociabilizam, traçam metas para as atividades físicas. Estão sempre se exercitando”, explica Fábio.

O organizador, empresário e acima de tudo canoísta fala com entusiasmo do reconhecimento da trajetória das canoas havaianas em Santos. “É mais uma grande conquista. Lembro quando dizia que estava trazendo um esporte que ninguém conhecia, ninguém havia experimentado, que pesava 200 quilos, media 14 metros. Todos falavam que eu era um louco, que não teria ninguém para remar um elefante branco destes. Mas foi um sonho quer e tornou realidade”, vibra.

“Chegou por Santos, por um santista, que pensou apenas em levar os amigos junto. Chegou pelo nosso porto, começou a ser fabricada na nossa Cidade, onde também teve a primeira escola, o primeiro campeonato e o primeiro circuito brasileiro. Nada mais justo que tenhamos um dia de comemoração, afinal Santos já é considerada a capital da modalidade”, complementa Fábio Paiva. “Esse é um presente e orgulho para todos os remadores e cidadãos”.

HOMENAGENS – A cerimônia do Dia da Canoa Havaiana será realizada com um café da manhã na arena da 15ª Volta à Ilha de Santo Amaro, na Praia da Aparecida, sábado (10), às 7 horas. Personalidades que colaboraram para o crescimento e fortalecimento da modalidade serão lembradas. Entre elas, o diretor presidente da TV Tribuna, Roberto Clemente Santini, pelo apoio que a emissora deu em todas as edições do evento.

Também serão homenageados o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, o secretário municipal de esportes Sadao Nakai, o deputado federal João Paulo Tavares Papa, o vereador Rui de Rosis, além de personalidades ligadas diretamente ao evento como a Capitania dos Portos, Codesp, Soamar e o empresário Alberto Robinson, da DP World Santos, patrocinador do evento.

“Vamos receber os convidados às sete, com a homenagem às 7h30, na sequência a nossa tradicional roda de energia, reunindo todos os atletas, depois cada um vai para a sua canoa e damos a largada. Será uma prova emocionante”, anuncia Fábio Paiva. “Me considero um cara de muita sorte. Vivo o esporte, do esporte e receber o carinho e reconhecimento da minha cidade é muita emoção”, finaliza.

O 15º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas tem os patrocínios de Caiaques Opium Hightec e DP World Santos. Apoios: Prefeitura Municipal de Santos, Promifae/Semes, Fundação Florestal/Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Navega Praia Grande, Sabesp, FMA Notícias, rádio 98 FM/Unimes, TV Tribuna, Panificadora Rainha da Barra e Cinza Beer. Organização da Canoa Brasil, com supervisão da Abracha – Associação Brasileira de Canoa Havaiana.

FOTOS DIVULGAÇÃO: IVAN STORTI

Fábio Maradei FMA Notícias