Mundial de Surfe no Brasil com estrutura em fase final

Estrutura em Saquarema está entrando na reta final para conclusão (Foto: Gustavo Garcia)
Saquarema se prepara para receber etapa brasileira do Mundial de Surfe em Itaúna
Montagem da estrutura está em fase final e, segundo a Secretaria de Turismo da cidade, expectativa é de que entre 13 e 15 mil pessoas acompanhem diariamente o evento, que começa dia 11 de maio

Estrutura em Saquarema está entrando na reta final para conclusão (Foto: Gustavo Garcia)

Casa do Circuito Mundial de Surfe no Brasil desde o ano passado, Saquarema está se preparando para receber mais uma etapa da principal competição da modalidade a partir do dia 11 de maio.

Publicidade

Assim como aconteceu em 2017, o palco principal do evento está sendo montado na Praia de Itaúna desde a metade do mês passado. Uma sede menor também está sendo levantada na Praia da Barrinha, como alternativa caso as ondas não estejam favoráveis. A janela do evento termina dia 20.

Segundo a Secretaria de Turismo da cidade, a expectativa é de que entre 13 e 15 mil pessoas acompanhem o evento nos dias de semana – um número maior que o ano passado, quando Itaúna recebeu em média 10 mil pessoas nos dias de semana.

Para os finais de semana, o número cresce. A expectativa, ainda de acordo com a Secretaria de Turismo, e de que entre 50 e 60 mil pessoas assistam às baterias nos sábados e domingos.

Praia de Itaúna será o palco da etapa brasileira do Mundial de Surfe (Foto: Gustavo Garcia)
Praia de Itaúna será o palco da etapa brasileira do Mundial de Surfe (Foto: Gustavo Garcia)

E quem agradece o grande público são os comerciantes locais. Dono de um restaurante em Itaúna, Marcos Antônio Dias terá a oportunidade de acompanhar a etapa de “camarote”. Para ele, o evento do ano passado serviu como aprendizado e desta vez preparação foi maior.

– Estamos ansiosos para o Mundial. Que Deus nos ajude com boas ondas. Estamos mais preparados para este ano. Eu acho que vai dar Medina

Brasileiro chega com a camiseta amarela

Com o cancelamento da última etapa do Mundial deste ano pela aparição de tubarões em Margaret River, na Austrália, Ítalo Ferreira se manteve na liderança do Circuito ao lado do australiano Julian Wilson.

Campeão em Bells Beach, o surfista da Baía Formosa, Rio Grande do Norte, usará a camiseta amarela junto com o rival da liderança. Em 2017, a etapa do Brasil foi vencida por Adriano de Souza.

Ítalo Ferreira conquistou Bells Beach (Foto: Kelly Cestari/WSL)

Ítalo Ferreira conquistou Bells Beach (Foto: Kelly Cestari/WSL)

Por globoesporte.globo.com