Luara busca tricampeonato no circuito paulistano

 

Etapa define os campeões do Surf Trip SP Contest na praia de Camburi, em São Sebastião, neste fim de semana.

Publicidade

Entre uma mamada e outra, a mamãe do pequeno Noah (de 5 meses) encontra uma brecha na rotina apertada do recém-nascido para praticar um de seus maiores prazeres, o surf. Aos poucos, uma das principais representantes do surf paulistano, Luara Diamante, 30 anos, moradora da Zona Sul de São Paulo volta às competições e quer encerrar o ano com o tricampeonato no circuito Surf Trip SP Contest, que acontece na praia de Camburi, em São Sebastião, neste fim de semana.

Para a bicampeã do circuito, a volta às competições na primeira etapa de Maresias foi marcante. “Senti uma queda no ritmo, braços cansados e a explosão que preciso para disputar uma bateria ainda não voltou 100%.  Mas, a emoção dobrou e o coração encheu de alegria por ter meu filho me esperando na areia! Foi demais voltar e ser vice campeã da primeira etapa”, afirma Diamante.

Chegar ao tri consecutivo encerraria o ano da atleta com chave-de-ouro. “Toda conquista de título é importante, mas chegar ao tricampeonato sendo mamãe seria um daqueles momentos inesquecíveis da vida.

Após o nascimento de Noah, o retorno ao surf ocorreu pouco a pouco. “Meus pais moram em Itamambuca, então todo fim de semana conto com a ajuda da vovó e do vovô para surfar. Ou as vezes, um bate volta o papai também ajuda e fazemos um revezamento na areia. São treinos rápidos de no máximo uma hora, entre uma mamada e outra”.

A etapa decisiva do circuito Surf Trip SP Contest rola neste fim de semana praia de Camburi, em São Sebastião, litoral Norte de São Paulo, considerado um dos melhores picos do estado. Exclusivo para moradores da Grande São Paulo e capital, o campeonato tem disputa nas categorias Open, Master, Grand Master, Longboard, Junior, Sup Wave e Feminino.

Sem realizar etapas no local há mais de 10 anos, a expectativa é grande pelo retorno à praia de Camburi. “Uma das prioridades no ano foi a qualidade das ondas. E este é um fator inegável quando falamos desse tradicional reduto do surf paulista. É importante destacar a parceria com a ASCAM, que não mediu esforços para ter a etapa em seu quintal”, diz Dadá Nascimento, organizador e idealizador do circuito.

Na primeira etapa, o pentacampeão do circuito, Eduardo Maia quebrou um jejum de três anos e faturou o confronto em Maresias, também em São Sebastião. Na segunda posição ficou Renan Castro, com Fabiano Lion em terceiro e Marcio Seiji, o Binho, em quarto lugar.

Na Júnior, Thiago Meneses levou mais uma em busca do tetracampeonato. Atual defensor do título Open, Pedro Regatieri levou a melhor na Master. Fabio Amicci venceu no Longboard, enquanto Alana Pacelli foi a melhor no feminino. Após um acirrado duelo, Felippe Gaspar garantiu a vitória no SUP. Na Grand Master, Clóvis Magalhães saiu da água campeão.

O Surf Trip SP Contest tem patrocínio oficial da rede de lojas Surf Trip. Apoio:  Quiksilver, Hang Loose, Rusty, Volcom, Hurley, Freesurf, New Era, Billabong, MCD, Lost, HD, O’Neill, Kenner, Tropical Brasil, G-Shock, Associação de Surf de São Sebastião, Associação de Surf de Camburi e Prefeitura Municipal de São Sebastião. Realização: Associação de Surf da Grande São Paulo e Federação Paulista de Surf.

Ranking e resultado da primeira etapa

Open

1 – Eduardo Maia – 1000 pontos

2 – Renan Castro – 900 pontos

3 – Fabiano Lion – 810 pontos

4 – Marcio Seiji – 729 pontos

Master

1 – Pedro Regatieri – 1000 pontos

2 – José Guilherme – 900 pontos

3 – Pedro Oliveira – 810 pontos

4 – Marco Tuba – 729 pontos

Grand Master

1 – Clovis Magalhães – 1000 pontos

2 – Taciano Parri – 900 pontos

3 – Alexandre Morse – 810 pontos

4 – Claudemir Marti – 729 pontos

Longboard

1 – Fabio Amicci – 1000 pontos

2 – Michel Asfo – 900 pontos

3 – Leo Paioli – 810 pontos

4 – Fabio Bacalhau – 729 pontos

Junior

1 – Thiago Meneses – 1000 pontos

2 – Felippe Gaspar – 900 pontos

3 – Phelippe Neves – 810 pontos

4 – Ian Melo – 729 pontos

SUP

1 – Felippe Gaspar – 1000 pontos

2 – Roger Marques – 900 pontos

3 – Alex Durand – 810 pontos

4 – Paulo Giachetti – 729 pontos

Feminino

1 – Alana Pacelli – 1000 pontos

2 – Luara Diamante – 900 pontos

3 – Natália Silva – 810 pontos

4 – Yohana Sarandini – 729 pontos

por Nancy Geringer

 

 

Galeria de Imagens